Guerra de Independência da Namíbia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerra de Independência da Namíbia
Data 1966 - 1988
Local Namíbia
Desfecho independência da Namíbia; retirada dos cubanos e conselheiros militares soviéticos em Angola, SWAPO ganha as eleições
Mudanças
territoriais
Namíbia ganha a independência da África do Sul
Combatentes
Flag of South Africa 1928-1994.svg África do Sul
Flag of UNITA.svgUNITA
Flag of South-West Africa People's Organisation.svg SWAPO
 Angola
 Cuba
 União Soviética
 Zâmbia

A Guerra de Independência da Namíbia, que durou de 1966 a 1988, foi uma guerra de guerrilha, em que os nacionalistas da Organização do Povo da África do Sudoeste (SWAPO) e outros, lutaram contra o governo do apartheid na África do Sul.

A África do Sul administrava o que então era ainda era conhecido como Sudoeste Africano, uma vez que conquistou o território do Império Alemão durante a Primeira Guerra Mundial.

Em 1966, a Assembleia Geral da ONU revogou o mandato da África do Sul para governar o território do Sudoeste Africano e declarou que estava sob administração direta da ONU. A África do Sul se recusou a reconhecer esta resolução e continuou a administrar o território de facto[1]

Em 26 de agosto de 1966, as forças guerrilheiras da SWAPO lançaram um ataque contra a Força de Defesa Sul Africana de Omugulugwombashe. Foi a primeira batalha na luta armada pela independência da Namíbia.[2] Em comemoração ao dia, 26 de agosto é feriado na Namíbia. É reconhecido pelas Nações Unidas como Dia da Namíbia,[3] mas os namibianos se referem a ele como o Dia dos Heróis.

A guerra terminou com a independência da Namíbia em 21 de março de 1990 e nas eleições que se seguiram a SWAPO obteve 55 dos 72 lugares na Assembleia Nacional da Namíbia, que lhes permitiu formar um governo nacional.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre conflitos armados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.