Alessandro Mori Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2011).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Alessandro
Alessandro
Alessandro em jogo do Mundial de Clubes da FIFA,
contra o Chelsea, no Estádio Internacional de Yokohama.
Informações pessoais
Nome completo Alessandro Mori Nunes
Data de nasc. 10 de Janeiro de 1979 (35 anos)
Local de nasc. Assis Chateaubriand,  Paraná,  Brasil
Altura 1,77 m[1]
Destro
Apelido Guerreiro, Capitão América,
Alessandro Balboa, Jason Statham
Informações profissionais
Período em atividade 1997-2013 (15 anos)
Clube atual Brasil Corinthians
Posição Coordenador de Técnico
(ex-Lateral-direito)
Clubes de juventude
Brasil Flamengo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19972003
2003
20032007
20042005
20052007
2007
20082013
Brasil Flamengo
Brasil Palmeiras (emp.)
Ucrânia Dinamo de Kiev
Brasil Cruzeiro (emp.)
Brasil Grêmio (emp.)
Brasil Santos
Brasil Corinthians
Total
0142 00000(9)[2]
0009 00000(0)[3]
0000 00000(0)
0016 00000(1)
0044 00000(3)
0027 00000(1)
0258 00000(4)
0496 0000(17)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 7 de dezembro de 2013.

Alessandro Mori Nunes (Assis Chateaubriand, 10 de janeiro de 1979) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como lateral-direito.Atualmente trabalha no Timão como coordenador técnico.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O início no Flamengo (1997 - 2003)[editar | editar código-fonte]

Revelado nas divisões de base de Assis Chateaubriand PR, e posteriormente transferido para o Flamengo, acostumou-se a jogar na posição de volante quando solicitado, o que lhe valeu um enorme aperfeiçoamento na qualidade defensiva e um crédito absurdo com todos os técnicos que o comandaram, não só no Flamengo como nos demais times.

O jogador estreou bastante cedo pelo Flamengo, e assumiu a responsabilidade de tomar conta de uma posição historicamente dominada pelo Flamengo, a lateral-direita, que já havia passado por nomes como Leandro e Jorginho. No entanto, disposto e irredutível de mostrar seu talento, Alessandro não só assumiu o desafio, como não tardou á se firmar na posição. Suas fortes características técnicas, é bem verdade, ajudaram na sua manutenção, pois, apesar de atuar de forma exímia na defesa, Alessandro tornou-se figurinha carimbada nas escalações do Fla, em virtude da sua técnica apurada no que diz respeito ao apoio de ataque.

Trabalhou com diversos técnicos no Flamengo, no entanto, foi sob o comando do velho lobo Zagallo, que o lateral viveu o seu auge. Tricampeão carioca entre 1999 e 2001, Alessandro também faturou a Copa dos Campeões e se tornou essencial para o time, que então, era formado por estrelas do calibre de Dejan Petković e Edílson.

Certamente, uma das imagens mais presentes do jogador para a torcida rubro-negra, foi justamente aquela em que Alessandro reza sentado ao banco, e aguarda pela cobrança de falta do sérvio Petković que resultaria no tri de 2001. Título que não só entraria para a história do clube, como carregaria consigo todo o elenco que lutou bravamente por ele.

Gols pelo Flamengo[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os gols deste jogador, pelo Flamengo.

Carreira pelo Brasil e Europa (2003 - 2007)[editar | editar código-fonte]

Em 2003, período conturbado para o Fla, Alessandro teve de abandonar a Gávea e seguiu por empréstimo para o Palmeiras. Sua passagem pelo Palestra Itália, entretanto, durou pouco mais de três meses e logo em seguida, o jogador teve seus direitos econômicos adquiridos pelo Dínamo de Kiev. Ucrânia não foi das melhores, sua estadia no Dínamo durou pouco tempo, e já em agosto de 2004, o jogador viria por empréstimo para o Cruzeiro, a fim de completar o elenco celeste.[1]

Com contrato na Toca da Raposa até dezembro de 2005, Alessandro preferiu não cumprir, e á pedido do próprio e também do então técnico do Grêmio, Mano Menezes, seguiu para o clube gaúcho que vivia um momento difícil, na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Foi no Rio Grande do Sul, aliás, que o lateral voltou a apresentar um bom futebol, sendo inclusive, considerado um dos heróis do acesso do Grêmio para a Série A do Campeonato Nacional. Do Grêmio, Alessandro rumou em 2007 para o badalado Santos, que vinha em uma crescente de boas campanhas, e logo no início da sua passagem, faturou o primeiro Campeonato Paulista da carreira. Apesar disso, as atuações do atleta não foram muito além, e já em 2008, tornou-se peça dispensável do elenco santista.[1]

Jogos pelo Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Palmeiras.

Jogos pelo Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Cruzeiro.

Gols pelo Grêmio[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os gols deste jogador, pelo Grêmio.

Jogos pelo Santos[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Santos.

Corinthians (2008-2013)[editar | editar código-fonte]

Em 2008 foi contratado pelo Corinthians, comandado pelo parceiro de outrora, Mano Menezes, para o decorrer da temporada. A missão era a mesma dos tempos de Grêmio, conquistar a Série B do Campeonato Brasileiro e voltar á elite do futebol brasileiro. Alessandro foi um dos principais jogadores do elenco no ano, o Corinthians conquistou 85 pontos em 38 rodadas, naquele mesmo ano, foi vice-campeão da Copa do Brasil. Em 2009 veio a afirmação de Alessandro no Corinthians, com a contratação de Ronaldo, o Corinthians conquistaria um Campeonato Paulista em 2009 e coroaria a boa fase sendo finalmente campeão da Copa do Brasil.[4]

Em 2010, no ano em que o Corinthians completaria 100 anos de idade, Alessandro completou seu centésimo jogo pelo clube. Naquele ano, disputou ainda o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores, do qual o time foi eliminado nas Oitava-de-final da competição, diante do clube que o revelou ao futebol, Flamengo. Alessandro foi muito criticado pela torcida após a eliminação no torneio continental, mas continuou no elenco para o Campeonato Brasileiro, do qual o clube fez uma boa campanha, terminando em 3° colocado, conquistando uma vaga na pré-libertadores.[1]

Em 2011, Alessandro disputou o Campeonato Paulista pelo Corinthians, sendo vice-campeão, naquele mesmo ano, Alessandro ganhou a braçadeira de capitão após divergências entre o zagueiro Chicão e o treinador Tite.[1] , o jogador se sagrou Pentacampeão Brasileiro com o Corinthians como capitão.

Ainda capitão do Corinthians, em 4 de Julho de 2012, Alessandro sagra-se campeão da Copa Libertadores da América de 2012. Na final contra o Boca Juniors, o Corinthians vence por 2x0 e Alessandro levanta o troféu da Copa Santander Libertadores.[5] Pouco mais de 5 meses depois conquista a taça da Copa do Mundo de Clubes da FIFA após vitórias contra o Al-Ahly Sporting Club, do Egito, e o poderoso campeão europeu Chelsea, entrando de vez para a história do Corinthians.

No dia 19 de maio de 2013, levanta outro troféu, o de Campeão Paulista de 2013.

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de novembro de 2013, anuncia que se aposentará no final da temporada.[6]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 7 de dezembro de 2013

Clube Temporada Campeonato
nacional[a]
Copa
nacional[b]
Competições
continentais[c]
Outros
torneios[d]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Flamengo 1997 2 0 0 0 0 0 0 0 2 0
1998 3 0 0 0 0 0 6 3 9 3
1999 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2000 12 0 0 0 1 0 4 0 17 0
2001 24 1 10 1 8 0 18 1 60 3
2002 14 1 5 1 0 0 19 0 38 2
2003 1 0 2 0 0 0 13 1 16 1
Total 56 2 17 2 9 0 60 5 142 9
Brasil Palmeiras 2003 9 0 0 0 0 0 0 0 9 0
Total 9 0 0 0 0 0 0 0 9 0
Ucrânia Dínamo de Kiev 2003-04 0 0 0 0 0 0 0 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0
Brasil Cruzeiro 2004 16 0 0 0 0 0 16 0
Total 16 0 0 0 0 0 16 0
Brasil Grêmio 2005 9 0 4 0 5 0 18 0
2006 19 3 2 0 5 0 26 3
Total 28 3 6 0 10 0 44 3
Brasil Santos 2007 23 1 4 0 0 0 27 1
Total 23 1 4 0 0 0 27 1
Brasil Corinthians 2008 25 2 4 0 11 0 40 2
2009 17 0 8 0 16 0 41 0
2010 31 0 2 0 14 0 47 0
2011 22 0 2 0 14 1 38 1
2012 26 0 9 0 12 1 47 1
2013 21 0 3 0 8 0 13 0 45 0
Total 142 2 15 0 21 0 80 2 258 4
Total na carreira 274 8 38 2 34 0 150 7 496 16

Títulos[1] [editar | editar código-fonte]

Flamengo
Palmeiras
Dínamo de Kiev
Grêmio
Santos
Corinthians

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Perfil_Alessandro.2C_Corinthians
  2. [1]
  3. [2]
  4. Perfil Alessandro, Corinthians
  5. Alessandro espera que conquista marque a vida dos corintianos.
  6. Em coletiva, Alessandro anuncia sua aposentadoria

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.