Extraterrestre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alienígena)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Segundo relatos, ilustração de suposto ser inteligente originário de outro planeta

A rigor, a palavra extraterrestre refere-se a qualquer coisa concreta que é de fora do planeta Terra, que foi originada fora do planeta em que vivemos ou está lá. Porém, a palavra é frequentemente usada também para denominar seres vivos de fora do planeta em que vivemos, inteligentes ou não, quando se afirma com convicção ou quando se levanta a hipótese de que estão lá, ou que são de lá mas estão aqui, ou que estejam lá ou que sejam de lá.[1] [2] [3]

O Dicionário Michaelis apresenta algumas definições sobre a palavra extraterrestre, considerando que se usa essa expressão como substantivo e como adjetivo, quando se fala sobre uma pessoa ou coisa que é de fora da Terra.

Já o Dicionário da Língua Portuguesa, do autor Sérgio Ximenes, apresenta definições semelhantes sobre a palavra extraterrestre, quando se usa também a expressão como substantivo e adjetivo, quando se fala sobre qualquer coisa e sobre suposto ser vivo originário de outro planeta que não a Terra.

O estudo detalhado e sério do fenômeno extraterrestre evoluiu muito nas últimas décadas, simultaneamente ao crescimento do interesse da população pela possibilidade de vida fora do planeta Terra e com o grande avanço da tecnologia humana na análise criteriosa de imagens e vídeos.

O ramo da Biologia que se ocupa dos estudos sobre a vida fora da Terra chama-se Exobiologia.

A rigor, a Ufologia é o nome utilizado para o estudo de indícios da existência de Objetos Voadores Não Identificados, mas na prática a Ufologia também estuda indícios de vida inteligente que se acredita originada fora do planeta Terra, em outros planetas. Porém, a Ufologia não é considerada uma ciência. [4] [5] [6]

Pelo que se sabe, dentro de um contexto de Exobiologia ou Astrobiologia, a maioria das instituições científicas trata esse assunto de forma abstrata, considerando a probabilidade e levantando hipóteses sobre a existência de vida fora do planeta em que vivemos. [7] [8] [9] [10]

Algumas instituições científicas (NASA, por exemplo) fazem pesquisas objetivas muito sofisticadas sobre isso, enviando telescópios ao espaço e sondas a outros planetas para estudo aprofundado do assunto.[11]

Aspecto físico[editar | editar código-fonte]

A palavra ET é um acrônimo da palavra extraterrestre, usada formalmente e informalmente por um grande número de pessoas para afirmar, relatar e descrever o que acreditam ser alienígenas ou simplesmente levantar hipóteses sobre seres inteligentes de origem extraterrestre, de aspecto físico semelhante ao de seres humanos ou que pelo menos lembre a forma física de seres humanos, com cabeça, tronco e membros.

O fato é que há muitos relatos e descrições de pessoas das mais variadas origens, classes sociais, profissões, níveis educacionais e religiões sobre o que acreditam ser contatos, aqui na Terra, com seres inteligentes de outros planetas, com aspectos antropomorfos / antropóides ou humanóides.

Tais relatos quase sempre afirmam o que seria o “poder mental” impressionante desses seres extraterrestres, natural ou por meio de “instrumentos” de tecnologia alienígena extremamente avançada de “transmissão de pensamento” sem o uso do que nós conhecemos como os cinco sentidos humanos, e na maioria desses relatos esses seres quase sempre apresentam as mesmas ou parecidas características físicas:

  • Magros e com estatura de cerca de 1,5 metro;
  • Membros e cabeça desproporcionais em relação ao tronco, o que também levanta a hipótese de cérebro maior que o cérebro de humanos;
  • Boca pequena (usando linguagens incompreensíveis);
  • Carecas;
  • Temperatura do corpo um pouco mais baixa que a temperatura média do corpo humano;
  • Narinas mínimas;
  • A maioria deles com cor de pele com tonalidade marcante na cor cinza;
  • Apenas quatro dedos em cada uma das mãos;
  • Olhos grandes e alongados;

Uma parte deles teria comportamento pacífico e inofensivo, a outra parte não agiria com ética em relação a seres humanos (invasão de residências para coleta de material genético humano) e alguns, infelizmente, seriam extremamente irascíveis, agressivos, frios e violentos.[12]

Discos voadores e OVNI's[editar | editar código-fonte]

No Brasil e em Portugal usa-se a sigla OVNI para designar Objeto Voador Não Identificado, equivalente ao termo de língua inglesa UFO, que é Unidentified Flying Object. Um OVNI não é necessariamente um disco voador, já que entre os significados do seu termo original e literal inclui qualquer objeto voador ou fenômeno não identificados, detectados visualmente ou por radares, cuja natureza não é conhecida de imediato.

Os pesquisadores desses fenômenos são chamados de ovniologistas ou ufólogos.

Muitas pessoas acreditam que as muitas aparições de discos voadores são provas não apenas da existência de vida extraterrestre, mas também de que seres de outros planetas visitam o nosso.

Segundo relatos de civis e inúmeros militares da reserva os discos voadores são naves para transporte, criadas e produzidas em outros planetas por seres muito inteligentes em alguns aspectos, de civilizações muito avançadas em alguns aspectos, e são usadas em suas “missões exploratórias” a outros planetas, incluindo a Terra. Uma parte dessas “missões exploratórias” é pacífica e inofensiva e outra parte não é ética, e algumas dessas “missões” são invasivas e violentas. [13]

Embora haja grande número de relatos de contatos humanos com supostos extraterrestres, algo que naturalmente não passa despercebido pelos governos mundiais e pela mídia em geral, há cientistas que ainda questionam esses relatos. Entre os argumentos usados para sustentar esse posicionamento estão as dimensões do imenso Universo e a afirmação de que esses seres inteligentes, caso existam, são incapazes de vencer essas distâncias em viagens intergaláticas incomensuráveis. A princípio, seriam necessários veículos que viajassem em velocidade próxima da luz (300.000 quilômetros por segundo), em espaçonaves em que provavelmente todos os seus tripulantes envelheceriam e morreriam antes de chegar ao seu destino. [14]

A mensagem de Arecibo[editar | editar código-fonte]

Em 16 de novembro de 1974, o projeto SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence) enviou uma mensagem para o espaço (direcionada ao aglomerado estelar M13, que se encontra aproximadamente a 25.000 anos luz da Terra) através do maior radiotelescópio fixo do mundo, o Radiotelescópio de Arecibo, em Porto Rico. A mensagem fora criptografada através do código binário.[15]

Nessa mensagem estavam presentes informações sobre a raça humana, incluindo:

  • A representação binária da base de nossa matemática (os números de 1 a 10);
  • Os elementos primários para a vida na terra (hidrogênio, oxigênio, carbono, fósforo e nitrogênio);
  • Composição dos ácidos e bases dos nucleotídeos do nosso DNA;
  • A representação gráfica do nosso DNA;
  • O número de nucleotídeos do nosso DNA;
  • Uma representação de nossa anatomia;
  • Uma aproximação do número da população terrestre;
  • Nossa localização no sistema solar;
  • Uma representação do radiotelescópio que mandara a mensagem.

Fenômeno[editar | editar código-fonte]

Um fato histórico de grande relevância pelos estudiosos do assunto é o Caso Roswell, em 1947, onde supostamente teria havido queda de um disco voador de origem extraterrestre na cidade norte-americana de Roswell, na qual teria sido capturado pelo menos um ser alienígena ainda com vida e outros já mortos ou em estado grave. O Governo Americano apresentou a versão oficial sobre o caso, afirmando se tratar de queda de balões meteorológicos. [16]

De fato, o Caso Roswell é uma polêmica, há cidadãos civis americanos e militares americanos da reserva que afirmam que os destroços da nave foram apreendidos pelas Forças Armadas Americanas, porém o Governo Americano não afirma publicamente que seres extreterrestres e discos voadores existem.[17] [18]

No Brasil, o Caso Varginha, em 1996, é considerado por muitos ufólogos um dos mais importantes de todos, cerca de três seres alienígenas teriam sido avistados por moradores do município mineiro de Varginha, neste caso pelo menos um deles teria sido ainda com vida avistado ocasionalmente por três jovens.[19] [20]

Todos os extraterrestres teriam sido capturados pelas Forças Armadas Brasileiras e levados rapidamente para a Universidade de Campinas e, posteriormente, teriam sido enviados em avião da FAB – Força Aérea Brasileira para os Estados Unidos.

O Governo Brasileiro também não afirma publicamente que seres extraterrestres e discos voadores existem.

Referências

  1. http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/planeta-ciencia/noticia/2013/08/egipcios-utilizavam-ferro-extraterrestre-afirmam-arqueologos-4240468.html
  2. http://www.bbc.co.uk/portuguese/videos_e_fotos/2013/08/130808_mina_vida_extraterrestre_an.shtml
  3. http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/ouro-e-platina-foram-trazidos-a-terra-por-meteoros-afirmam-cientistas
  4. http://www.ufo.com.br/artigos/uma-analise-do-discurso-dos-ceticos
  5. http://www.ufo.com.br/artigos/apos-65-anos-de-ufologia-o-que-sabemos-sobre-eles
  6. http://www.ufo.com.br/entrevistas/a-ciencia-na-investigacao-dos-ufos
  7. http://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco/cientistas-recomendam-cautela-ao-procurar-vida-extraterrestre,467887eefe710410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html
  8. http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,lago-da-antartida-indica-que-luas-congeladas-podem-abrigar-vida,966311,0.htm
  9. http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/01/descoberta-de-vida-extraterrestre-afetaria-religiao-e-filosofia-diz-relatorio.html
  10. http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/nao-ha-a-menor-duvida-de-que-a-vida-existe-fora-da-terra-afirma-gleiser
  11. http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/nasa-descobre-novo-sistema-solar-e-500-exoplanetas-dos-quais-54-podem-abrigar-vida
  12. http://discoverybrasil.uol.com.br/guia_paranormal/ciencia_10atos/sequestrado/index.shtml
  13. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/MundoInsolito/Interior.aspx?content_id=3220730
  14. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/marcelogleiser/2013/07/1309854-sobre-visitas-de-extraterrestres.shtml
  15. http://discoverybrasil.uol.com.br/curiosidade/articulo1.shtml
  16. http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-17/documento-da-cia-reconhece-area-51-mas-nao-cita-extraterrestres
  17. http://www.alienresearchcorp.com/ufos/roswell/0908/newspaper/
  18. http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/casa-branca-nega-existencia-de-vida-extraterrestre
  19. PORTAL VARGINHA - ET de Varginha. Página visitada em 28 de Outubro de 2009.
  20. ISTOÉ - A história oficial do ET de Varginha. Revista Istoé, Edição 2136. Página visitada em 20 de Outubro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Extraterrestre
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Extraterrestre

Ver também[editar | editar código-fonte]