Saltar para o conteúdo

Eleição municipal de São Paulo em 2024

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Marina Helena)
2020 Brasil 2028 →
Eleição municipal de São Paulo em 2024
6 de outubro de 2024 (Primeiro turno)
27 de outubro (Segundo turno, se necessário)

Titular
Ricardo Nunes
MDB

Eleito
A ser definido nas eleições de 2024

A eleição municipal da cidade brasileira de São Paulo ocorrerá no dia 6 de outubro de 2024 (domingo)[1][2], para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 55 vereadores para a administração da cidade paulista. Se o candidato mais votado não atingir metade dos votos (50%) mais um, uma nova eleição será realizada no dia 27 de outubro (domingo).

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Como possível adversário central de Guilherme Boulos, que lidera todos os cenários previstos para um possível segundo turno,[3] está o incumbente no cargo Ricardo Nunes[4], o qual aparece em segundo lugar[5][6] em várias pesquisas e testes pré-eleitorais. O prefeito titular, afiliado ao MDB, era vice-prefeito eleito em 2020, que assumira o comando do Palácio Banespa após o falecimento do então titular Bruno Covas (PSDB), em 16 de maio de 2021, por complicações decorrentes de um câncer.[7] Pela legislação eleitoral, Ricardo Nunes está apto para disputar sua reeleição. Já Guilherme Boulos esteve presente no segundo turno das eleições anteriores para prefeito de São Paulo em 2020[8], foi candidato à presidência da República[9] e é o deputado federal mais votado de São Paulo na atual legislatura.[10][11]

Adversários[editar | editar código-fonte]

Além de Guilherme Boulos e Ricardo Nunes, estão os pré-candidatos: o jornalista José Luiz Datena[12], o deputado federal neoliberal e coordenador do MBL Kim Kataguiri (UNIÃO)[13][14], a deputada federal e ativista Tabata Amaral (PSB)[15] e a economista Marina Helena (NOVO).[16]

O ex-presidenciável de 2022, Padre Kelmon havia lançado sua pré-candidatura pelo PRTB, porém, a cúpula do partido decidiu substituir ele pelo empresário e influenciador digital Pablo Marçal.[17][18] Kelmon também tentou, sem sucesso, viabilizar sua pré-candidatura pelo DC, mas retirou-se do certame, declarando apoio ao empresário e ex-MDB, Fernando Fantauzzi, efetivado como representante da legenda na corrida municipal. Até março de 2024, mais duas pré-candidaturas foram lançadas: a do ex-Ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub (PMB)[19] e do ex-Presidente do Sindicato dos Metroviários da cidade de São Paulo, Altino Prazeres (PSTU).[20]

O deputado federal Guilherme Boulos terá o apoio oficial do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva em 2024[21][22] e, por conseguinte, da FE-Brasil, liderada pelo PT. No entanto, essa aliança encontrou resistência e oposição por parte de setores do partido no estado, liderados pelo deputado federal Jilmar Tatto. Isso se deve ao voto contrário da Federação PSOL-REDE ao chamado "Arcabouço Fiscal" na Câmara dos Deputados, o que poderia causar atrito com os partidos do Centrão, em especial, o MDB e PSD.[23][24]. A presidenta nacional do partido de Guilherme Boulos, o PSOL, garantiu à imprensa que a legenda irá priorizar a candidatura de Guilherme Boulos, bem como a de Edmilson Rodrigues, prefeito de Belém, capital do estado do Pará[25][26].

O incumbente Ricardo Nunes, por sua vez, conta atualmente com o apoio do União Brasil[carece de fonte melhor], do PSD, do Republicanos, do PP e do Solidariedade. Ele também concretizou um acordo oficial com o PL[carece de fonte melhor], partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, que tinha como potenciais pré-candidatos o deputado federal e ex-ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles,[27][28] e o deputado federal e filho do ex-presidente, Eduardo Bolsonaro, os quais declinariam posteriormente. O partido ainda negocia a indicação de uma candidatura a vice, e enfrentou a concorrência do jornalista, ex-deputado federal e ex-Ministro de Estado da Defesa do Brasil, Aldo Rebelo (ex-PCdoB), que era cotado como um possível companheiro na chapa de Nunes.[29] Todavia, ele desistiu de sua pré-candidatura à vice na chapa em 5 de junho de 2024, para continuar no secretariado de Nunes e ajudar na campanha do mesmo.[30] A coligação decidiu, desta forma, pelo nome do coronel Mello Araújo para pré-candidato a vice na chapa de Ricardo Nunes, o que desagradou o senador da República Alexandre Giordano do MDB de São Paulo, que apóia Guilherme Boulos.[31]

No UNIÃO, a aliança com Ricardo Nunes também enfrenta resistência da cúpula partidária em maioria, que acenou recentemente apoio à Guilherme Boulos[32]. Uma ala ligada ao Movimento Brasil Livre, também já indicou o deputado federal Kim Kataguiri como pré-candidato ao cargo após a realização de prévias e pleiteia que a legenda saia com candidatura própria.[33] O MBL está, também, em fase de construção, junto com dissidentes do PSDB e do Partido Novo, de sua própria legenda, o Missão,[34] que poderá participar das eleições gerais de 2026, caso consiga concluir todas as etapas de criação, incluindo a coleta de assinaturas de apoio. Em outra ala de minoria no União Brasil, defende que o partido apoie a pré-candidatura de Pablo Marçal, bem como também o PL. Essa proposta teria sido motivada por um descontentamento das cúpulas de eleitores destas respectivas legendas com o atual prefeito Nunes. Outro fator motivador foi o bom desempenho de Marçal nas pesquisas eleitorais, publicada em 28 de maio - o pré-candidato do PRTB aparece na terceira posição, com 10,8% das intenções de voto, atrás de Nunes (segundo colocado, com 20,5%) e Boulos liderando na primeira posição, com 37,2%.[35][36]

Em 5 de agosto de 2023, no Congresso Municipal realizado no Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de São Paulo (SinSaúdeSP), o PT oficializou seu apoio à candidatura de Boulos, e pela primeira vez, o partido não terá um candidato próprio na corrida eleitoral à Prefeitura de São Paulo,[37] indicando meses mais tarde ao cargo de vice de Boulos, a psicóloga, ex-Senadora da República, ex-prefeita e ex-secretária do gabinete de Nunes, Marta Suplicy,[38] que fez sua refiliação ao partido no início do ano seguinte.[39][40][41][42]

Marta discursando ao lado de Lula durante o segundo turno da eleição presidencial de 2006

Dessa atuação do pró-lulismo e de toda a cúpula do partido, o presidente do PT em São Paulo, Laércio Ribeiro, confirmou que a resistência antes dita pelo deputado Tatto, ela "arrefeceu-se". Para o próprio dirigente, disse que agora o partido precisa manter a frente ampla e firme nas pesquisas e que Boulos deve ter mais "maturidade" para ceder seu espaço nas eleições municipais de 2024. O deputado psolista teve como objetivo ter o partido Avante na sua coligação, mas foi rejeitada, numa decisão que desagradou André Janones, integrante da base governista do Governo Lula, que é favorável ao apoio do partido Avante ao deputado psolista Guilherme Boulos. Dessa forma, o próprio Avante, junto com o partido Agir, irão apoiar a reeleição de Nunes, fazendo do candidato emedebista incumbente ter o maior número de partidos na aliança nessa eleição, ou seja, onze[quem?] partidos.[43][44][carece de fonte melhor]

Em 29 de dezembro de 2023, Boulos confirmou que o PDT de São Paulo irá apoiá-lo e formar coalizão para a corrida à prefeitura. A data escolhida pela legenda para oficializar a aliança foi simbólica: foi no dia 8 de janeiro, também o dia que marcou o primeiro ano da tentativa de golpe por bolsonaristas extremistas em Brasília. O ato de oficialização e apoio ao pré-candidato em 2024 teve, portanto, um tom de reafirmação da polarização política, tanto na cidade, quanto na Grande São Paulo.[45][46] Tal nacionalização da corrida eleitoral em São Paulo é tamanha, que um dos acusados de mandar matar a vereadora Marielle Franco, divulgou para a imprensa que irá utilizar um vídeo de Guilherme Boulos para tentar escapar da cassação de seu mandato[47][48][49][50][51] Quem também oficializou apoio formal á Guilherme Boulos foi a Rede Sustentabilidade, através da carta pública anunciada em um ato político, ocasião na qual a ministra do Meio Ambiente Marina Silva ressaltou o retorno da esquerda ao executivo municipal paulistano, finalizando em destaque como cenário "imprescindível". De acordo com uma pesquisa recente ao veículo de imprensa Valor Econômico, Boulos é considerado candidato migrante a uma esquerda mais moderada. Por assim, o deputado conta atualmente com o apoio de oito partidos: PSOL, Rede Sustentabilidade, PT, PCdoB, PV, PDT, União Brasil(O apoio ainda precisa ser referendado pela cúpula partidária) e PMB.

O PDT havia lançado antes uma pré-candidatura do jornalista José Luiz Datena e que o próprio seria o vice de Boulos em sua chapa, mas tal projeto não foi adiante.[52] Não obstante, Datena ainda segue ressurgido nas eleições e pesquisas opinativas e já foi cotado para uma possível aliança com a deputada Tabata Amaral, na qual comporia uma chapa na condição de candidato a vice-prefeito, representando a Federação PSDB-Cidadania nessa eleição. Após um escândalo vindo da eleição direta para a liderança dos tucanos no estado de São Paulo, o deputado Marco Vinholi concordou com o ex-senador José Anibal que tanto o partido, quanto a federação, não irão apoiar a reeleição de Ricardo Nunes. A aproximação do incumbente emedebista com o ex-Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi uma das justificativas e, com isso, o partido iria indicar o vice na chapa.

O Partido da Causa Operária (PCO), por sua vez, entrará no certame com o editor do jornal de mesmo nome, João Caproni Costa Pimenta.[53] João Jorge é filho do jornalista e presidente nacional do partido, Rui Costa Pimenta e da dirigente sindical e integrante do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo, Anaí Caproni Pinto, três vezes candidata à prefeitura de São Paulo (2004, 2008 e 2012).

O Partido Novo decidiu lançar a Marina Helena como pré-candidata pelo partido.[54] Ela é economista, defende todas as privatizações,[55] chegou a ser vice na disputa da eleições municipais de 2020, porém a candidatura foi retirada após divergências internas no partido.[56][57] Foi também candidata a deputada federal nas eleições de 2022 onde ficou como primeira suplente, tendo sido uma das candidatas favoritas do mercado financeiro[58] e já chegou a trabalhar na equipe de secretaria na pasta de Paulo Guedes no Governo Bolsonaro. Ela também foi alvo de críticas e ataques após colocar um discurso do então na época, candidato á Presidência da Argentina, Javier Milei para seu filho Theo ouvir enquanto estava grávida dele durante a pré-campanha[59][60] e pedir o imediato impeachment do ministro do STF e TSE, Alexandre de Moraes.[61][62] A equipe da pré-candidata acusou o site Wikipédia de censura após eliminação de seu verbete.[63][64][65] Marina declarou à Justiça Eleitoral ter um patrimônio de cerca de 8,5 milhões de reais, porém pediu ocultação das informações no portal DivulgaCand.[66][67]

Em 15 de maio de 2024, o jornalista José Luiz Datena disse e afirmou que abandonou a proposta de ser vice na chapa de Tabata Amaral, e confirmou com a ala do PSDB paulistano, que vai ser o próprio pré-candidato á Prefeitura da cidade pela federação PSDB-Cidadania.[12] Informação reiterada pelo próprio jornalista em 13/06/2024 durante o lançamento de sua pré-candidatura pelo PSDB. Inclusive o tucanato paulistano agora pleiteia Tabata Amaral para vice de José Luiz Datena. O movimento ganhou força após o jornalista aparecer numericamente em terceiro lugar em pesquisa de intenção de voto para prefeito de São Paulo.

Pré-Candidatos a Prefeito e Vice-Prefeito[editar | editar código-fonte]

Pré-candidato(a) a prefeito(a) Cargos relevantes Partido

(Federação)

Pré-candidato(a) a Vice-prefeito(a) Cargos relevantes Partido

(Federação)

Apoios

partidários

Referências
15 Ricardo Nunes Prefeito de São Paulo (2021-atualidade) e empresário MDB Coronel Mello Araújo Policial Militar PL [68][69][70][71][72][73][74][75][76]

O apoio do União Brasil é incerto, pois o deputado federal Kim Kataguiri tem o desejo de se candidatar representando a legenda, ou, de acordo com Milton Leite, apoiar Guilherme Boulos. O aceno foi declarado em meados de julho de 2024.

16 Altino Prazeres Ex-presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo PSTU A Definir Nenhum [77]
27 Fernando Fantauzzi Bacharel em Direito e Empresário DC [78]
28 Pablo Marçal Empresário, político e influenciador digital brasileiro PRTB [79][80][81]
29 João Jorge Caproni Costa Pimenta Editor do jornal Causa Operária, estudante universitário e coordenador da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR) PCO [82]
30 Marina Helena Economista, ex-suplente de deputada federal, ex-diretora de desestatização do Ministério da Economia na gestão Guedes; Ex-dirigente nacional do Partido Novo NOVO Coronel Priell Policial Militar NOVO [83]
40 Tabata Amaral Deputada federal (2019-atualidade); cientista política e ativista pela educação PSB A Definir [84]
44 Kim Kataguiri Deputado federal (2019-atualidade); co-fundador e coordenador do MBL e conferencista UNIÃO [85][86]

A candidatura é incerta, visto que a cúpula em maioria do União Brasil pretende apoiar Guilherme Boulos (PSOL) ou Ricardo Nunes (MDB).

45 José Luiz Datena Apresentador de televisão PSDB

Fed. PSDB Cidadania

[87]
50 Guilherme Boulos Deputado federal (2023-atualidade); coordenador do MTST; professor universitário; psicanalista; escritor e ativista PSOL

Fed. PSOL REDE

Marta Suplicy Prefeita de São Paulo (2001-2005); Senadora (2011-2019) PT

FE BRASIL

[89][90][91][92][93] O apoio do União Brasil é incerto, visto que a ala ligada ao MBL pretende lançar candidatura própria e outra vertente minoritária defende o apoio à Ricardo Nunes.
80 Ricardo Senese Dirigente da Federação Nacional dos Metroviários UP A Definir Nenhum [94]

Desistências[editar | editar código-fonte]

  • Padre Kelmon (DC): O candidato a presidente da República em 2022 pelo extinto PTB havia anunciado sua pré-candidatura pelo PRD e, posteriormente, pelo PRTB, tendo o Pastor Manoel Ferreira como seu companheiro de chapa. Porém, a primeira sigla (que surgiu da fusão do PTB com o também extinto PATRIOTA) optou por apoiar o atual prefeito. O PRTB, por sua vez, substituiu Kelmon pelo empresário Pablo Marçal[95]. Com isso, o ex-presidenciável migrou para o Democracia Cristã e passou a apoiar o empresário e pré-candidato deste partido, Dr. Fernando Fantauzzi (ex-integrante do MDB).

Canceladas[editar | editar código-fonte]

  • Abraham Weintraub (PMB): Embora tenha se declarado pré-candidato independente (modalidade ainda não autorizada pela legislação eleitoral brasileira), seu partido ainda, o PMB, formalizou o apoio a pré-candidatura de Guilherme Boulos (PSOL).[96][97] O próprio Weintraub reafirma que, se necessário, ingressará na Justiça para poder ser candidato sem legenda.[97]

Pesquisas eleitorais[editar | editar código-fonte]

As pesquisas buscam analisar como seria o resultado da eleição se ela ocorresse no dia em que os dados dos entrevistados foram coletados, não tendo como objetivo pela porcentagem de confiança, prever o resultado final da eleição.

O Instituto Veritá, por exemplo, divulgou pesquisa onde Boulos tem 28% das intenções de voto, Nunes tem 16%, Marçal aparece com 14% e Datena 13%.

Primeiro turno[editar | editar código-fonte]

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Nunes
MDB
Datena
PSDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Marina
NOVO
Marçal
PRTB
Altino
PSTU
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Datafolha 2-4/Jul/2024 1.092 23% 24% 11% 7% 3% 5% 10% 1% 3%[a] 13% 1% [98]
25% 26% 9% 7% 12% 1% 4%[b] 16%
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 29% 29% 9% 8% 1% 14% [c] 10% Empate [99]
29% 28% 8% 7% 5% 1% 12% [d] 10% 1%
Futura/100% Cidades 24-25/Jun/2024 1.000 24.2% 20.4% 13.5% 5.5% 3.2% 3% 12.7% 1%[e] 16.4% 3.8% [100]
24.8% 24.6% 8.5% 3.5% 14.1% 24.5% 0.2%
22.7% 25.2% 17.5% 8.1% 26.5% 2.5%
24.4% 24.5% 10% 12.3% 28.8% 0.1%
Quaest 22-25/Jun/2024 1.002 21% 22% 17% 6% 3% 4% 10% 2%[f] 15% 1% [101]
23% 25% 19% 8% 5% 4% 16% 2%
23% 24% 16% 8% 5% 11% 13% 1%
24% 28% 10% 6% 13% 19% 4%
25% 30% 10% 5% 8% 22% 5%
Paraná Pesquisas 19-24/Jun/2024 1.500 25.9% 28.5% 8.3% 8.7% 2.7% 3.1% 10% 0.2% 1%[g] 11.6% 2.6% [102]
27% 31.1% 11.2% 3.9% 11.9% 0.5% 1.2%[h] 13.4% 4.1%
21/Jun/2024 O Governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, confirma o Coronel Ricardo Mello de Araújo (PL) como pré-candidato a vice prefeito de Ricardo Nunes (MDB).[103]
Instituto Veritá 15-19/Jun/2024 1.202 28.9% 16.9% 13.4% 4.4% 4.1% 2.1% 14% 0.3% 2%[i] 13.3% 12% [104][105]
Instituto Gerp 13-17/Jun/2024 1.000 20% 21% 9% 6% 3% 2% 9% 0% 30% 1% [106]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 35.7% 23.4% 5.8% 10.7% 6.9% 2% 12.6% 0% 2.9% 12.3% [107]
37.5% 32.4% 11.8% 8.2% 3.2% 0% 6.9% 5.1%
Datafolha 27-28/Mai/2024 1.092 24% 23% 8% 8% 4% 4% 7% 1% 3%[j] 18% 1% [108]
24% 26% 9% 6% 9% 1% 4%[k] 21% 2%
Paraná Pesquisas 24-28/Mai/2024 1.500 24.2% 28.1% 12.1% 9.1% 3.4% 3.2% 5.1% 0.5% 0.3%[l] 14% 3.9% [109]
24.2% 28.2% 12.1% 9.3% 3.4% 3.2% 5.1% 0.5% 14% 4%
26.9% 33.1% 11.5% 4.1% 6.9% 0.9% 16.7% 6.2%
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 37.2% 20.5% 7.9% 9.9% 7.9% 3.5% 10.4% 0.5% 2.3% 16.7% [110]
37.2% 32.6% 11.1% 9.3% 3.7% 1.2% 5% 4.6%
15-24/Mai/2024 O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) confirma a pré-candidatura de José Luiz Datena,
abandonando a proposta de vice-candidatura na chapa de Tabata Amaral.[12] O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) anuncia a pré-candidatura do empresário e influenciador digital Pablo Marçal.[111]
Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Nunes
MDB
Datena
PSDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Marina
NOVO
Marçal
PRTB
Altino
PSTU
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 26.1% 27.1% 9.7% 5.1% 4.9% 26.9% 1.0% [112]
22.6% 23% 15.2% 8.6% 0.7%[m] 19.8% 0.4%
Paraná Pesquisas 26/Abr-1/Mai/2024 1.200 25.7% 27.3% 15.3% 8.2% 4% 3.6% 2.3% 0.3% 13.5% 1.6% [113]
29.8% 35.2% 10.6% 5.7% 1.7% 17.2% 5.4%
AtlasIntel 18-22/Abr/2024 1.629 35.6% 33.7% 14.7% 9.4% 3.5% 0% 3.1% 1.9% [114]
Badra Comunicação 11-13/Abr/2024 1.500 17% 26% 10% 2% 4% 4% 1% 36% 9% [115]
20% 30% 16% 33% 10%
21%[n] 30%[o] 17%[p] 32% 9%
Paraná Pesquisas 13-18/Mar/2024 1.350 30.1% 32% 9.6% 5.7% 5.9% 1% 15.7% 1.9% [116]
30.6% 34.3% 10.5% 6.3% 1.3% 17% 3.7%
Datafolha 7-8/Mar/2024 1.090 30% 29% 8% 4% 7% 2% 20% 1% [117]
29% 30% 9% 7% 1% 23% 1%
33% 33% 8% 2% 24% Empate
RealTime Big Data 1-2/Mar/2024 2.000 34% 29% 10% 6% 1% 1%[q] 19% 5% [118]
Paraná Pesquisas 14-19/Fev/2024 1.502 33.4% 34.7% 10.5% 3.8% 17.6% 1.3% [119]
33% 32% 9.7% 5.2% 3.3% 0.7%[r] 16.1% 1%
31/Jan-1/Fev/2024 Ricardo Salles cancela sua pré-candidatura de maneira definitiva.[28] O ex-candidato á Presidência do Brasil, Padre Kelmon lança no mesmo dia, sua pré-candidatura à Prefeitura.[120]
Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Salles
PL
Nunes
MDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Vinholi
PSDB
Pontes
PL
Marina
NOVO
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
AtlasIntel 25-30/Dez/2023 1.600 29.5% 17.6% 18% 6.2% 5.3% 0.8% 0.6% 22.1% 11.5% [121]
37.9% 22.5% 23.1% 8% 6.8% 1% 0.7% 14.8%
ABC Dados 18/Dez/2023 1.061 29% 12% 16% 8% 10% 25% 13% [122]
Futura Inteligência 11-13/Dez/2023 1.015 25.6% 9.4% 21% 8.4% 4.4% 3.3% 27.8% 4.6% [123]
24.6% 21% 8.3% 4.3% 13% 27.6% 3.6%
Paraná Pesquisas 6-9/Dez/2023 1.046 31.1% 8.3% 25.4% 8.9% 5.4% 0.6% 3.1% 17.3% 5.7% [124]
32.4% 29.1% 9.2% 6.4% 3.9% 19% 3.3%
4-29/Out/2023 Ricardo Salles reativa sua pré-candidatura após quatro meses.[27] O Partido NOVO anuncia a pré-candidatura de Marina Helena á Prefeitura.[16]
Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
E. Bolsonaro
PL
Nunes
MDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Garcia
PSDB
França
PSB
Poit
NOVO
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Badra Comunicação 2-4/Out/2023 2.500 29% 21% 7% 5% 3% 35% 8% [125]
28% 20% 4% 9% 3% 36% 8%
30% 25% 9% 36% 5%
Paraná Pesquisas 21-24/Set/2023 1.066 35.8% 31.1% 8.3% 3.4% 21.4% 4.7% [126]
35.1% 29% 7.5% 5.3% 2.8% 20.3% 6.1%
20/Set/2023 O Solidariedade oficializa seu apoio a Ricardo Nunes.[127]
Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
E. Bolsonaro
PL
Nunes
MDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Garcia
PSDB
Poit
NOVO
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Datafolha 29-30/Ago/23 1.092 32% 24% 11% 8% 2% 23% 8% [128]
5/Ago/2023 O Partido dos Trabalhadores (PT) oficializa seu apoio a Guilherme Boulos.[39]
Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
E. Bolsonaro
PL
Nunes
MDB
Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Garcia
PSDB
Holiday
Republicanos
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Instituto Gerp 10-17/Jul/23 800 26% 18% 6% 5% 2% 3% 1% 39% 8% [129]
5-28/Jun/2023 Ricardo Salles (PL) cancela sua pré-candidatura.[130] José Luiz Datena (PDT) cancela sua pré-candidatura.[52]
Fonte Data(s) conduzida(s) Amostragem Boulos
PSOL
Salles
PL
Nunes
MDB
Amaral
PSB
Poit
NOVO
Kataguiri
UNIÃO
Datena
PDT
E. Bolsonaro
PL
Outros Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Paraná Pesquisas 30/Abr-4/Mai/23 1.208 31.5% 10.9% 17.8% 7.1% 5.4% 27.3% 13.7% [131]
39.2%[s] 20.4%[t] 13.6%[u] 7.7%[v] 5%[w] 18.8%
Paraná Pesquisas 23-26/Fev/23 1.012 26.3% 4.8% 7.9% 3.9% 1.6% 3.3% 24.3% 8.5%[x] 19.4% 2% [132]
32% 8.6% 5.1% 2.1% 3.5% 19.1% 8.9%[y] 20.7% 12.9%
32.9% 7.5% 11.1% 5.2% 2.6% 4.5% 10.3%[z] 25.9% 21.8%
36.7% 10.1% 15% 3.1% 5.3% 29.8% 11.7%

Segundo turno[editar | editar código-fonte]

Estes são cenários hipotéticos de segundo turno entre os pré-candidatos:

Guilherme Boulos e Ricardo Nunes

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Nunes
MDB
Boulos
PSOL
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Datafolha 2-4/Jul/2024 1.092 48% 38% 14% 10% [98]
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 46% 39% 15% 7% [99]
Quaest 22-25/Jun/2024 1.002 46% 34% 20% 12% [101]
Paraná Pesquisas 19-24/Jun/2024 1.500 49% 33.9% 17% 15.1% [102]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 44% 46% 10% 2% [107]
Paraná Pesquisas 24-28/Mai/2024 1.500 48.1% 35.9% 16% 12.2% [109]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 46% 43.5% 10.4% 2.5% [133]
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 44.4% 33.9% 21.6% 10.5% [112]
Paraná Pesquisas 26/Abr-1/Mai/2024 1.200 46.8% 37.6% 15.7% 9.2% [113]
AtlasIntel 18-22/Abr/2024 1.629 44.8% 44.3% 10.9% 0.5% [114]
Paraná Pesquisas 13-18/Mar 2024 1.350 46% 39.1% 14.9% 6.9% [116]
RealTime Big Data 1-2/Mar/2024 2.000 40% 38% 22% 2% [118]
Paraná Pesquisas 14-19/Fev/2024 1.502 43.3% 39.6% 17.1% 3.7% [119]
AtlasIntel 25-30/Dez/2023 1.600 37.2% 33.8% 29% 3.4% [121]
Instituto Veritá 14-16/Dez/2023 1.003 24.4% 27.6% 47.9% 3.2% [134]
Paraná Pesquisas 6-9/Dez/2023 1.046 41.3% 39.8% 19% 1.5% [124]

Guilherme Boulos e Pablo Marçal

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Marçal
PRTB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 40% 33% 27% 7% [99]
Paraná Pesquisas 19-24/Jun/2024 1.500 45.5% 29.3% 25.1% 16.2% [102]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 48% 38% 14% 10% [107]

Guilherme Boulos e Tabata Amaral

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Amaral
PSB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 40% 44% 16% 4% [99]
Paraná Pesquisas 19-24/Jun/2024 1.500 40% 34% 26% 6% [102]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 40% 34% 26% 6% [107]
Paraná Pesquisas 24-28/Mai/2024 1.500 41.7% 32.2% 26.1% 9.5% [109]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 37.7% 25.5% 36.8% 12.2% [133]
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 35.4% 32% 32.6% 3.4% [112]
Paraná Pesquisas 26/Abr-1/Mai/2024 1.200 43.6% 33.9% 22.5% 9.7% [113]
Paraná Pesquisas 13-18/Mar 2024 1.350 43.3% 34.3% 22.4% 9% [116]
Paraná Pesquisas 14-19/Fev/2024 1.502 43.4% 30.4% 26.1% 13% [119]

Guilherme Boulos e Kim Kataguiri

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Kataguiri
UNIÃO
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 44.5% 23% 32.6% 21.5% [112]
AtlasIntel 25-30/Dez/2023 1.600 34.2% 24.4% 41.4% 9.8% [121]

Guilherme Boulos e José Luiz Datena

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Boulos
PSOL
Datena
PSDB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 40% 38% 22% 2% [99]
Quaest 22-25/Jun/2024 1.002 35% 43% 22% 8% [101]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 44% 27% 28% 17% [107]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 41.5% 27.9% 30.6% 13.6% [133]

Ricardo Nunes e Tabata Amaral

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Nunes
MDB
Amaral
PSB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 43% 42% 15% 1% [99]
Paraná Pesquisas 19-24/Jun/2024 1.500 48.3% 30.5% 21.1% 17.8% [102]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 42% 37% 20% 5% [107]
Paraná Pesquisas 24-28/Mai/2024 1.500 49.5% 30% 20.5% 19.5% [109]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 42.4% 38.3% 19.3% 4.1% [133]
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 43.9% 30% 26.1% 13.9% [112]
Paraná Pesquisas 26/Abr-1/Mai/2024 1.200 49.6% 30.8% 19.7% 18.8% [113]
AtlasIntel 18-22/Abr/2024 1.629 42.6% 44.3% 13.1% 1.7% [114]
Paraná Pesquisas 13-18/Mar 2024 1.350 48.4% 30% 21.6% 18.4% [116]
Paraná Pesquisas 14-19/Fev/2024 1.502 48.3% 28.8% 22.9% 19.5% [119]
AtlasIntel 25-30/Dez/2023 1.600 36.5% 26.3% 37.1% 10.2% [121]

Ricardo Nunes e Kim Kataguiri

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Nunes
MDB
Kataguiri
UNIÃO
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Futura/100% Cidades 6-7/Mai/2024 1.000 51.8% 12.7% 35.4% 39.1% [112]

Ricardo Nunes e José Luiz Datena

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Nunes
MDB
Datena
PSDB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 44% 37% 19% 7% [99]
Quaest 22-25/Jun/2024 1.002 43% 34% 23% 9% [101]
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 43% 30% 27% 13% [107]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 45.4% 21.4% 33.2% 24% [133]

Tabata Amaral e Kim Kataguiri

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Amaral
PSB
Kataguiri
UNIÃO
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
AtlasIntel 25-30/Dez/2023 1.600 27.6% 21.5% 50.9% 6.1% [121]

Tabata Amaral e José Luiz Datena

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Amaral
PSB
Datena
PSDB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
Atlas/CNN 10-11/Jun/2024 2.220 38% 36% 26% 2% [107]
Atlas/CNN 22-27/Mai/2024 1.670 39.8% 21.6% 38.6% 18.2% [133]

Ricardo Nunes e Pablo Marçal

Fonte Data(s)
conduzida(s)
Amostragem Nunes
MDB
Marçal
PRTB
Abst.
Indec.
Vantagem Ref.
RealTime Big Data 25-28/Jun/2024 1.500 42% 27% 31% 15% [99]

Notas e referências

Notas

  1. Fernando Fantauzzi (DC), Ricardo Senese (UP) e João Pimenta (PCO) com 1%.
  2. João Pimenta (PCO) com 2% de intenção de voto; Fernando Fantauzzi (DC) e Ricardo Senese (UP) com 1%.
  3. Altino Prazeres (PSTU), Fernando Fantauzzi (DC), Ricardo Senese (UP) e João Pimenta (PCO) não chegaram a 1%.
  4. Altino Prazeres (PSTU), Fernando Fantauzzi (DC), Ricardo Senese (UP) e João Pimenta (PCO) não chegaram a 1%.
  5. Fernando Fantauzzi (DC) com 0.6%, Ricardo Senese (UP) com 0.3% e João Pimenta (PCO) com 0.1%.
  6. João Caproni Pimenta (PCO) e Ricardo Senese (UP) com 1% cada.
  7. João Caproni Pimenta (PCO) com 0.4%; Fernando Fantauzzi (DC) e Ricardo Senese (UP) com 0.3% cada.
  8. Ricardo Senese (UP) com 0.5%; João Caproni Pimenta (PCO) com 0.4% e Fernando Fantauzzi (DC) com 0.3%
  9. Fernando Fantauzzi (DC) com 1.1% das intenções de voto; João Pimenta (PCO) com 0.8% e Ricardo Senese (UP) com 0.1%
  10. Intenção de votos (1% para cada candidato) em Fernando Fantauzzi (DC), Ricardo Senese (UP) e João Caproni Pimenta (PCO)
  11. João Caproni Pimenta (PCO) com 3% e Fernando Fantauzzi (DC) com 1%; Ricardo Senese (UP) não pontuou.
  12. Intenção de votos (0.1% para cada candidato) em João Caproni Pimenta (PCO), Fernando Fantauzzi (DC) e Ricardo Senese (UP)
  13. Intenção de votos em Abraham Weintraub (PMB).
  14. Se Marta Suplicy (PT) for a sua candidata à vice.
  15. Se Sonaira Fernandes (Republicanos) for a sua candidata à vice.
  16. Se José Luiz Datena (PSDB) for o seu candidato à vice.
  17. Intenção de votos em Padre Kelmon (DC).
  18. Intenção de votos em Padre Kelmon (DC).
  19. Se receber apoio formal do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.
  20. Se receber apoio formal do ex-Presidente da República, Jair Bolsonaro.
  21. Se receber apoio formal da Ministra Simone Tebet.
  22. Se receber apoio formal do Vice-Presidente da República, Geraldo Alckmin.
  23. Se receber apoio formal do Governador de Minas Gerais, Romeu Zema.
  24. Intenção de votos em Rodrigo Garcia (PSDB)
  25. Intenção de votos em Rodrigo Garcia (PSDB)
  26. Intenção de votos em Rodrigo Garcia (PSDB)

Referências

  1. Veloso, Natália (6 de outubro de 2023). «1º turno da eleição 2024 será em 6 de outubro; leia principais datas». Poder360. Consultado em 22 de janeiro de 2024. Cópia arquivada em 1 de janeiro de 2024 
  2. «Calendário eleitoral: confira as principais datas das Eleições Municipais de 2024». Tribunal Superior Eleitoral 
  3. «Boulos pinta como favorito a prefeitura de São Paulo em 2024». Veja.Abril. Consultado em 6 de abril de 2024 
  4. «Campanha de Nunes vai mirar artilharia em Boulos e poupar Lula e o PT». Consultado em 15 de junho de 2024 
  5. «Marçal e Datena afetam mais Nunes do que Boulos em disputa pela prefeitura de São Paulo». G1Politica. 27 de junho de 2024. Consultado em 27 de junho de 2024 
  6. «Veja o que mostram novas pesquisas». UOL. 30 de maio de 2024. Consultado em 30 de maio de 2024. Três pesquisas eleitorais sobre a eleição municipal em São Paulo foram divulgadas nesta semana com resultados divergentes (...) enquanto outra mostra Guilherme Boulos (PSOL) na líderança absoluta 
  7. «Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos, vítima de câncer». G1 São Paulo. 16 de maio de 2021. Consultado em 27 de junho de 2023 
  8. «Boulos desbanca Russomano e vai ao 2º turno com Covas». Catraca Livre. 16 de novembro de 2020. Consultado em 25 de novembro de 2020 
  9. «PSOL confirma Guilherme Boulos como candidato à Presidência». www.gazetadopovo.com.br. Gazeta do Povo. 21 de julho de 2018 
  10. «Boulos é o deputado federal eleito com mais votos em São Paulo». OGlobo. 2 de outubro de 2022. Consultado em 30 de junho de 2024 
  11. «Resultado das eleições de 2022 - Cargo de Deputado Federal». Tribunal Superior Eleitoral. Consultado em 2 de julho de 2024 
  12. a b c «PSDB confirma José Luiz Datena como pré-candidato à Prefeitura de São Paulo – Jovem Pan». PSDB confirma José Luiz Datena como pré-candidato à Prefeitura de São Paulo – Jovem Pan. 15 de maio de 2024. Consultado em 16 de maio de 2024 
  13. Conteúdo, Do Estadão. «Kim Kataguiri vence prévias do MBL para disputar a Prefeitura de São Paulo». CNN Brasil. Consultado em 19 de julho de 2023 
  14. PODER360 (4 de julho de 2023). «Kim Kataguiri vence prévias do MBL para Prefeitura de SP». Poder360. Consultado em 19 de julho de 2023 
  15. «Tabata Amaral lança pré-candidatura à prefeitura de SP na laje de casa onde cresceu, na Zona Sul». Exame. 24 de janeiro de 2024. Consultado em 6 de março de 2024 
  16. a b «Painel: Novo lança economista Marina Helena, ex-assessora de Guedes, para Prefeitura de SP». Folha de S.Paulo. 29 de outubro de 2023. Consultado em 30 de outubro de 2023 
  17. «Padre Kelmon oficializa sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo após se filiar ao PRTB». Rádio Itatiaia. 9 de março de 2024. Consultado em 9 de março de 2024 
  18. «Boulos aposta em rixa com Nunes e Marçal para vencer no 1° turno em São Paulo». Último Segundo. Consultado em 8 de junho de 2024 
  19. Galisi, Juliano; Sousa, Gabriel de (27 de janeiro de 2024). «Weintraub lança pré-candidatura em SP e diz que irá à Justiça para concorrer sem partido». CNN Brasil. Consultado em 26 de fevereiro de 2024 
  20. «Altino Prazeres é pré-candidato pelo PSTU à Prefeitura de São Paulo». Opinião Socialista - PSTU. 4 de março de 2024. Consultado em 4 de março de 2024 
  21. «Lula anuncia apoio a Boulos à Prefeitura de SP em 2024». G1. Consultado em 20 de junho de 2023 
  22. Giovanna Campos (14 de dezembro de 2023). «Lula será cabo eleitoral de Boulos em São Paulo». Jornal Opção. Consultado em 4 de junho de 2024 
  23. Carmo, Wendal (8 de junho de 2023). «Aliança para apoiar candidatura de Boulos à prefeitura de São Paulo é 'burra', diz dirigente do PT». CartaExpressa - Carta Capital. Consultado em 27 de junho de 2023 
  24. «Lula intervém, freia rebelião e manda PT injetar dinheiro na campanha de Boulos em São Paulo». Folha de São Paulo. 5 de junho de 2024. Consultado em 5 de junho de 2024. Defensores do suporte financeiro lembram a importância da eleição de Guilherme Boulos ( PSOL ) para a base de apoio de Lula. Com o envolvimento direto do presidente, a campanha em São Paulo é tratada como fundamental para a esquerda no enfrentamento ao campo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), com vistas a 2026. 
  25. «PSOL priorizará recursos nas campanhas de Guilherme Boulos e Edmilson Rodrigues, diz presidenta do partido». Brasil deFato. Consultado em 11 de julho de 2024 
  26. «PSOL define Boulos como "prioridade nacional absoluta" do partido nas eleições». CNN Brasil. Consultado em 13 de julho de 2024 
  27. a b «Ricardo Salles ressurge na disputa pela Prefeitura de SP, mas relação com presidente do PL é obstáculo». G1. 6 de outubro de 2023. Consultado em 2 de dezembro de 2023 
  28. a b «Salles desiste permanente pela segunda vez sua pré-candidatura, após declaração de apoio do PL á Nunes.». CorreioBraziliense. 2 de fevereiro de 2024. Consultado em 31 de janeiro de 2024 
  29. «MDB anuncia a filiação de Aldo Rebelo, cotado para vice de Nunes». CartaCapital. 5 de abril de 2024. Consultado em 28 de abril de 2024 
  30. «Aldo Rebelo enterra chances de ser vice de Nunes em SP | Metrópoles». www.metropoles.com. 5 de junho de 2024. Consultado em 5 de junho de 2024 
  31. «A briga na justiça entre o vice de Nunes e senador que apóia Boulos». Veja.com. 21 de junho de 2024. Consultado em 21 de junho de 2024 
  32. «Em crise com Nunes, Leite diz que não há problema no União Brasil em apoiar Guilherme Boulos». UOL. Consultado em 12 de julho de 2024 
  33. Leite, Isabela (7 de julho de 2023). «União Brasil sofre pressão por chapa própria após MBL escolher Kim Kataguiri como pré-candidato à Prefeitura de SP». G1. Consultado em 17 de julho de 2023 
  34. «MBL anuncia logo e nome do partido que quer criar, a Missão.». Poder360. 5 de novembro de 2023. Consultado em 6 de maio de 2024 
  35. Porto, Douglas (28 de maio de 2024). «Boulos tem 37,2%; Nunes, 20,5%; Marçal, 10,4%; e Tabata, 9,9%, diz Atlas/CNN para Prefeitura de SP». CNN Brasil. Consultado em 3 de junho de 2024 
  36. «Nunes enfrenta congestionamento na direita com entrada de coach e Datena; Boulos pode comemorar». Estadão. Consultado em 10 de junho de 2024 
  37. «Velha nova polarização: Boulos (PSOL) ocupa lugar do PT em São Paulo e repete, contra Covas (PSDB), disputa entre esquerda e tucanos». UOL. Consultado em 25 de novembro de 2020 
  38. «Com bênção de Lula, Marta Suplicy volta ao PT nove anos depois para ser vice de Boulos em SP: 'Sou petista raiz'». G1. 2 de fevereiro de 2024. Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  39. a b «PT oficializa apoio a Boulos para eleição a prefeitura de São Paulo em 2024». CartaCapital. 5 de agosto de 2023. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2023 
  40. «PT cogita nomes favoritos para vice de Boulos, do PSOL, entre eles: Eduardo Suplicy, Ana Estela Haddad e Juliana Cardoso | Metrópoles». www.metropoles.com. 26 de outubro de 2023. Consultado em 27 de outubro de 2023 
  41. «Prefeitura de SP: Marta Suplicy será vice de Guilherme Boulos? Saiba mais». Terra. Consultado em 2 de janeiro de 2024 
  42. «Boulos fecha acordo com Marta para eleição municipal e avisa que agora 'depende do PT'». Estadão. Consultado em 13 de janeiro de 2024 
  43. Ribeiro, Bruno (23 de fevereiro de 2024). «Com Avante e Agir, coligação de Nunes chega a 8 partidos para eleição». Metrópoles. Consultado em 26 de fevereiro de 2024 
  44. «'Mobiliza' se junta a Nunes e frente ampla para reeleição chega a 11 partidos». Terra. 25 de abril de 2024. Consultado em 25 de abril de 2024 
  45. «PDT fará ato para oficializar apoio a Boulos em 2024». CartaCapital. 29 de dezembro de 2023. Consultado em 2 de janeiro de 2024 
  46. «PDT oficializa apoio a Guilherme Boulos na pré-candidatura à Prefeitura de SP». G1. 9 de janeiro de 2024. Consultado em 10 de janeiro de 2024 
  47. «PF prende suspeitos de mandar assassinar vereadora Marielle Franco em março de 2018». Estadão. Consultado em 24 de março de 2024 
  48. Gonçalves, Eduardo (24 de março de 2024). «Caso Marielle: PSOL diz que pedirá cassação do deputado federal Chiquinho Brazão». O Globo. Consultado em 24 de março de 2024 
  49. Bomfim, Camila (24 de março de 2024). «PSOL pede cassação de Chiquinho Brazão e diz que ele poderia usar mandato para obstruir Justiça». G1. Consultado em 24 de março de 2024 
  50. Rouvenat, Fernanda; Gomes, Pedro Henrique (24 de março de 2024). «União Brasil expulsa deputado Chiquinho Brazão, suspeito de mandar matar Marielle Franco». G1. Consultado em 24 de março de 2024 
  51. Kevin Lima (15 de maio de 2024). «Caso Marielle: Conselho de Ética dá seguimento a processo que pode levar à perda do mandato de Chiquinho Brazão». G1. Consultado em 15 de maio de 2024 
  52. a b CASTRO, DANIEL (28 de junho de 2023). «Para não pagar mico, Datena manda cancelar festa de candidatura a prefeito». Notícias da TV. Consultado em 6 de agosto de 2023 
  53. Matos, Fábio (6 de maio de 2024). «PCO lança candidato à prefeitura de São Paulo e diz que Boulos está "muito à direita"». Infomoney. Consultado em 6 de maio de 2024 
  54. «Ex-diretora de Paulo Guedes é pré-candidata pelo Novo à Prefeitura de São Paulo; saiba quem é». Estadão. Consultado em 10 de maio de 2024 
  55. «Marina Helena Santos | Estatal demais, serviço de menos». Poder360. Consultado em 10 de maio de 2024 
  56. «Candidata a vice na chapa de Filipe Sabará anuncia que desistiu de concorrer à Prefeitura de SP». G1. 24 de outubro de 2020. Consultado em 10 de maio de 2024 
  57. «Após expulsão de Sabará, Marina Helena renuncia a candidatura de vice». noticias.uol.com.br. 24 de outubro de 2020. Consultado em 10 de maio de 2024 
  58. «Veja quais são as (raras) candidaturas a deputada federal preferidas da Faria Lima». O Globo. 1 de outubro de 2022. Consultado em 10 de maio de 2024 
  59. «Pré-candidata grávida põe fala de Milei para filho "ouvir" na barriga | Metrópoles». www.metropoles.com. 22 de janeiro de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  60. «"Esquerda que milita nas pautas de gênero agride a mulher de direita"». O Antagonista. 26 de janeiro de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  61. Entrelinhas. «Marina Helena usa camiseta contra Moraes e gera polêmica na direita». Gazeta do Povo. Consultado em 10 de maio de 2024 
  62. «Pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, Marina Helena usa camiseta pedindo impeachment de Moraes». ISTOÉ Independente. 24 de abril de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  63. «Wikipedia derruba página de pré-candidata à Prefeitura de São Paulo». Estadão. Consultado em 10 de maio de 2024 
  64. «Wikipedia sugere eliminar página de pré-candidata à Prefeitura de SP | Metrópoles». www.metropoles.com. 27 de abril de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  65. PODER360 (28 de abril de 2024). «Wikipedia pode derrubar página de pré-candidata do Novo a SP pela 3ª vez». Poder360. Consultado em 10 de maio de 2024 
  66. «Por que os dados da pré-candidata do Novo em SP não estão no DivulgaCand». O Antagonista. 9 de maio de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  67. «Marina Helena pede, e Justiça Eleitoral oculta dados pessoais e patrimônio de R$ 8,7 milhões». Folha de S.Paulo. 9 de maio de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  68. PODER360 (6 de junho de 2023). «PP apoia reeleição de Ricardo Nunes em SP, diz Ciro Nogueira». Poder360. Consultado em 4 de maio de 2024 
  69. «Apesar de fala de Tarcísio, Republicanos mantém apoio a Nunes | Metrópoles». www.metropoles.com. 21 de dezembro de 2023. Consultado em 4 de maio de 2024 
  70. «Solidariedade, que apoiou Lula em 2022, fecha aliança com Nunes na disputa contra Boulos». CartaCapital. 17 de janeiro de 2024. Consultado em 4 de maio de 2024 
  71. «Na disputa por partidos — e tempo de TV —, Nunes tem quase o dobro de apoio do que Boulos | Exame». exame.com. Consultado em 4 de maio de 2024 
  72. PODER360 (23 de dezembro de 2023). «Kassab oficializa apoio do PSD a Ricardo Nunes em São Paulo». Poder360. Consultado em 28 de abril de 2024 
  73. PODER360 (22 de janeiro de 2024). «Nunes terá apoio de Bolsonaro e de "frente ampla", diz Tarcísio». Poder360. Consultado em 28 de abril de 2024 
  74. «O nome que cresce para ser vice de Ricardo Nunes | Lauro Jardim». O Globo. 9 de maio de 2024. Consultado em 9 de maio de 2024 
  75. Scardoelli, Anderson (21 de junho de 2024). «Ao lado de Tarcísio, Ricardo Nunes confirma Mello Araújo como vice». Revista Oeste. Consultado em 21 de junho de 2024 
  76. «Em crise com Nunes, Leite diz que não há problema no União Brasil em apoiar Guilherme Boulos». UOL. Consultado em 12 de julho de 2024 
  77. Cruz, Diego (6 de julho de 2016). «PSTU lança pré-candidato à prefeitura de São Paulo». PSTU. Consultado em 28 de abril de 2024 
  78. cgsuporte (3 de maio de 2024). «Democracia Cristã lança Fantauzzi como legítimo pré-candidato da Direita em SP». Chumbo Grosso. Consultado em 3 de maio de 2024 
  79. «Com Marçal na disputa, Boulos se isola na liderança em São Paulo, diz pesquisa». UOL. 28 de maio de 2024. Consultado em 28 de maio de 2024 
  80. «PRTB lança pré-candidatura do coach Pablo Marçal à Prefeitura de SP». UOL. 25 de maio de 2024. Consultado em 26 de maio de 2024 
  81. «Incomodados com Nunes, bolsonaristas abrem diálogo com Pablo Marçal | Metrópoles». www.metropoles.com. 21 de maio de 2024. Consultado em 22 de maio de 2024 
  82. Matos, Fábio (6 de maio de 2024). «PCO lança candidato à prefeitura de São Paulo e diz que Boulos está "muito à direita"». Infomoney. Consultado em 6 de maio de 2024 
  83. «Novo lança economista Marina Helena para prefeitura de SP - 29/10/2023 - Painel - Folha». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 28 de abril de 2024 
  84. «Tabata Amaral lança pré-candidatura em laje na periferia de SP ao lado de Márcio França e Datena: 'aqui também é SP, onde falta água toda noite'». G1. 25 de janeiro de 2024. Consultado em 28 de abril de 2024 
  85. Conteúdo, Do Estadão. «Kim Kataguiri vence prévias do MBL para disputar a Prefeitura de São Paulo». CNN Brasil. Consultado em 28 de abril de 2024 
  86. «Em crise com Nunes, Leite diz que não há problema no União Brasil em apoiar Guilherme Boulos». UOL. Consultado em 12 de julho de 2024 
  87. «PSDB confirma José Luiz Datena como pré-candidato à Prefeitura de São Paulo – Jovem Pan». PSDB confirma José Luiz Datena como pré-candidato à Prefeitura de São Paulo – Jovem Pan. 15 de maio de 2024. Consultado em 16 de maio de 2024 
  88. Barros, Henrique Sales. «Com PMB, aliança de Boulos chega a sete partidos; saiba quais siglas apoiam cada pré-candidatura em SP». CNN Brasil. Consultado em 4 de junho de 2024 
  89. «PT oficializa apoio a Boulos para eleição a prefeitura de São Paulo em 2024». CartaCapital. 5 de agosto de 2023. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2023 
  90. «PDT oficializa apoio a Guilherme Boulos na pré-candidatura à Prefeitura de SP». G1. 9 de janeiro de 2024. Consultado em 10 de janeiro de 2024 
  91. «Boulos fecha acordo com Marta para eleição municipal e avisa que agora 'depende do PT'». Estadão. Consultado em 13 de janeiro de 2024 
  92. «Painel: Partido da Mulher apoiará Boulos, e ex-ministro de Bolsonaro reage». Folha de S.Paulo. 4 de maio de 2024. Consultado em 12 de maio de 2024 
  93. «Em crise com Nunes, Leite diz que não há problema no União Brasil em apoiar Guilherme Boulos». UOL. Consultado em 12 de julho de 2024 
  94. «Unidade Popular pelo Socialismo (UP) oficializa pré-candidatos». Rede Brasil Atual. 2 de maio de 2024. Consultado em 3 de maio de 2024 
  95. «Em evento, Boulos desafia rivais: "Que venham com a máquina e com o coach picareta». DiariodoCentrodoMundo. 10 de junho de 2024. Consultado em 10 de junho de 2024 
  96. «Weintraub anuncia pré-candidatura à prefeitura de São Paulo e diz que concorrerá sem partido». www.folhape.com.br. Consultado em 4 de junho de 2024 
  97. a b Barros, Henrique Sales. «Com PMB, aliança de Boulos chega a sete partidos; saiba quais siglas apoiam cada pré-candidatura em SP». CNN Brasil. Consultado em 4 de junho de 2024 
  98. a b «Eleições 2024 em São Paulo: Nunes tem 24%, e Boulos, 23%, diz Datafolha; números indicam empate técnico». G1. 5 de julho de 2024. Consultado em 7 de julho de 2024 
  99. a b c d e f g h «Como está a disputa entre Boulos e Nunes pela prefeitura de São Paulo, segundo nova pesquisa». CartaCapital. 1 de julho de 2024. Consultado em 2 de julho de 2024 
  100. «Pesquisa para prefeito de SP: Boulos tem 24,2% e Nunes, 20,4%, aponta Futura Inteligência | Exame». exame.com. Consultado em 5 de julho de 2024 
  101. a b c d «Eleições 2024 em São Paulo: Ricardo Nunes tem 22%, Guilherme Boulos tem 21%, e Datena 17%, diz Quaest». G1. 27 de junho de 2024. Consultado em 27 de junho de 2024 
  102. a b c d e Pesquisas, Paraná (25 de junho de 2024). «Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no município de São Paulo – Registro TSE nº SP-06695/2024 - Situação eleitoral para o Executivo Municipal em 2024 e avaliação das administrações Municipal, Estadual e Federal - Junho/2024». Paraná Pesquisas. Consultado em 26 de junho de 2024 
  103. Souza, Muriel Porfiro, Renata (21 de junho de 2024). «Tarcísio confirma coronel Mello Araújo como vice de Nunes em SP». CNN Brasil. Consultado em 27 de junho de 2024 
  104. SBT. «Com Boulos à frente, Nunes e Marçal têm empate técnico pela prefeitura de São Paulo; diz pesquisa». SBT News. Consultado em 7 de julho de 2024 
  105. «Prefeito/SP - Intenção de voto estimulada (1º turno) - Instituto Veritá (15-19/06/2024)». Instituto Veritá. Consultado em 7 de julho de 2024. Cópia arquivada em 7 de julho de 2024 
  106. «Nunes e Boulos têm empate técnico em São Paulo, diz Instituto Gerp». UOL. 19 de junho de 2024. Consultado em 19 de junho de 2024 
  107. a b c d e f g h Barros, Henrique Sales. «Atlas/CNN: Boulos tem 35,7% para a Prefeitura de SP; Nunes, 23,4%, e Marçal, 12,6%». CNN Brasil. Consultado em 19 de junho de 2024 
  108. «Eleições 2024 em São Paulo: Boulos tem 24% e Nunes 23%, diz Datafolha; números indicam empate técnico». G1. 29 de maio de 2024. Consultado em 29 de maio de 2024 
  109. a b c d Pesquisas, Paraná (29 de maio de 2024). «Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no município de São Paulo – Registro TSE nº SP-05645/2024 - Situação eleitoral para o Executivo Municipal em 2024 e avaliação das administrações Municipal, Estadual e Federal - Maio/2024». Paraná Pesquisas. Consultado em 29 de maio de 2024 
  110. Porto, Douglas. «Boulos tem 37,2%; Nunes, 20,5%; Marçal, 10,4%; e Tabata, 9,9%, diz Atlas/CNN para Prefeitura de SP». CNN Brasil. Consultado em 29 de maio de 2024 
  111. «PRTB lança pré-candidatura do coach Pablo Marçal à Prefeitura de SP». UOL. 25 de maio de 2024. Consultado em 26 de maio de 2024 
  112. a b c d e f Exame (27 de maio de 2024). «Nunes lidera projeções de segundo turno contra Boulos, Tabata e Kim, aponta pesquisa». Market Insider. Consultado em 28 de maio de 2024 
  113. a b c d PODER360 (2 de maio de 2024). «Pesquisa mostra Nunes e Boulos empatados tecnicamente em SP». Poder360. Consultado em 2 de maio de 2024 
  114. a b c Schroeder, Lucas. «Boulos tem 35,6% e Nunes, 33,7%, diz pesquisa Atlas/CNN em SP». CNN Brasil. Consultado em 24 de abril de 2024 
  115. «Ricardo Nunes lidera todos os cenários para a Prefeitura de SP, diz pesquisa; Boulos tem maior rejeição». O Otimista. 17 de abril de 2024. Consultado em 21 de abril de 2024 
  116. a b c d Pesquisas, Paraná (19 de março de 2024). «Paraná Pesquisas divulga pesquisa realizada no município de São Paulo - Registro TSE n.º SP-05177/2024 - Situação eleitoral para o Executivo Municipal em 2024 e avaliação das administrações Municipal, Estadual e Federal - Março/2024». Paraná Pesquisas. Consultado em 21 de abril de 2024 
  117. «Datafolha: Boulos e Nunes estão empatados tecnicamente na disputa pela Prefeitura de SP». G1. 11 de março de 2024. Consultado em 21 de abril de 2024 
  118. a b «Guilherme Boulos tem 34% e Ricardo Nunes, 29% na disputa pela Prefeitura de SP, aponta pesquisa RealTime Big Data». Estadão. Consultado em 21 de abril de 2024 
  119. a b c d «As intenções de voto em Boulos e Nunes na disputa pela prefeitura de SP, segundo o Paraná Pesquisas». CartaCapital. 20 de fevereiro de 2024. Consultado em 21 de abril de 2024 
  120. Saravia, Luciana (30 de janeiro de 2024). «Padre Kelmon anuncia pré-candidatura à Prefeitura de SP». Poder 360. Consultado em 30 de janeiro de 2024 
  121. a b c d e Brasil 247, Redação (31 de dezembro de 2023). «Boulos lidera isolado a disputa pela prefeitura de SP, mostra pesquisa Atlas». Brasil 247. Consultado em 21 de abril de 2024 
  122. «Pesquisa São Paulo 2023». ABC Dados. 20 de dezembro de 2023. Consultado em 24 de abril de 2024 
  123. «Eleições: Boulos e Nunes estão tecnicamente empatados em SP, diz pesquisa Futura Inteligência». Exame. 27 de dezembro de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024 
  124. a b PODER360 (13 de dezembro de 2023). «Boulos e Nunes estão tecnicamente empatados em SP, diz pesquisa». Poder360. Consultado em 21 de abril de 2024 
  125. Aprígio, Marcelo (6 de outubro de 2023). «Pesquisa eleitoral: Boulos lidera em todos os cenários para a prefeitura de São Paulo em 2024». JC. Consultado em 21 de abril de 2024 
  126. «Pesquisa registra empate técnico de Nunes e Boulos na disputa em SP | Metrópoles». www.metropoles.com. 27 de setembro de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024 
  127. «Painel: Solidariedade fecha apoio à reeleição de Ricardo Nunes em São Paulo». Folha de S.Paulo. 20 de setembro de 2023. Consultado em 22 de setembro de 2023 
  128. «Datafolha: Boulos lidera com 32% das intenções de voto para Prefeitura de SP; Nunes aparece em segundo, com 24%». G1. 31 de agosto de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024 
  129. «Boulos lidera corrida à prefeitura de São Paulo com 26%, diz pesquisa do instituto Gerp». Brasil de Fato. 19 de julho de 2023. Consultado em 21 de abril de 2024 
  130. «Ricardo Salles desiste de concorrer à prefeitura de SP: Tomei uma rasteira». UOL. 5 de junho de 2023. Consultado em 31 de julho de 2023 
  131. Minas, Estado de (8 de maio de 2023). «Boulos lidera disputa a prefeito de SP, diz Paraná Pesquisas». Estado de Minas. Consultado em 21 de abril de 2024 
  132. «3 em cada 5 moradores não sabem nome do prefeito de São Paulo, diz pesquisa [28/02/2023]». noticias.uol.com.br. Consultado em 21 de abril de 2024 
  133. a b c d e f Porto, Douglas. «Nunes tem 46,0% e Boulos, 43,5% em eventual 2º turno em São Paulo, diz Atlas/CNN». CNN Brasil. Consultado em 29 de maio de 2024 
  134. «Eleições 2024 – Instituto Veirtá». Consultado em 9 de julho de 2024