Elvis as Recorded at Madison Square Garden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Elvis as Recorded at Madison Square Garden
Álbum ao vivo de Elvis Presley
Lançamento Junho de 1972
Gravação 10 de Junho de 1972; Madison Square Garden, Nova Iorque;
Gênero(s) Rock, Música Romântica
Duração 52:42
Gravadora(s) RCA
Produção Harry Jenkins e Joan Deary
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Elvis Presley
Último
Último
He Touched Me
(1972)
Aloha from Hawaii
(1973)
Próximo
Próximo

Elvis as Recorded at Madison Square Garden é um álbum ao vivo gravado no lendário Madison Square Garden de Nova Iorque em Junho de 1972, é considerado por aqueles que ouviram e tem noção das mudanças artísticas, em que Elvis se aprofundava cada vez mais, como sendo um dos melhores momentos de sua carreira. Foi a primeira e única vez que Elvis fez show na cidade de Nova York, foram no total 4 concertos entre os dias 9, 10(2) e 11 de junho, todos com lotação máxima, 20 mil em cada um, um recorde até então. Aclamado por crítica e público, é considerado um momento épico na carreira de Elvis Presley. Entre os convidados para esse momento estavam David Bowie, Art Garfunkel, George Harrison entre outros famosos da época. Os destaques vão para as interpretações de "You Don't Have To Say You Love Me", "You've Lost That Lovin' Feelin'", o clássico "The Impossible Dream", "For The Good Times", "American Trilogy", "Funny How Time Slips Away", "I Can't Stop Loving You" entre outros, que mostram o poder da voz de Elvis e de sua interpretação ímpar. Esse disco é a síntese do que Elvis resolvera fazer em sua carreira a partir da gravação do LP Gospel How Great Thou Art, ou seja, canções com arranjos grandiosos, quase sempre contando com a ajuda de orquestras e de preferência com ótimas letras. Elvis decidira não querer mais ficar "pulando" de um lado para outro cantando somente rock dos anos 50, na visão dele, essa fase já tinha passado, ele queria evoluir como artista.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • Also Sprach Zarathustra (1:01)
  • That's All Right (2:14)
  • Proud Mary (2:46)
  • Never Been To Spain (3:27)
  • You Don't Have To Say You Love Me (2:02)
  • You've Lost That Lovin' Feelin' (4:11)
  • Polk Salad Annie (2:58)
  • Love Me (1:40)
  • All Shook Up (0:59)
  • Heartbreak Hotel (1:44)
  • Teddy Bear/Don't Be Cruel (1:50)
  • Love Me Tender (1:39)
  • The Impossible Dream (2:36)
  • Introductions by Elvis (1:29)
  • Hound Dog (1:53)
  • Suspicious Minds (4:22)
  • For The Good Times (3:09)
  • American Trilogy (4:32)
  • Funny How Time Slips Away (2:42)
  • I Can't Stop Loving You (2:42)
  • Can't Help Falling In Love (1:40)
  • End Theme (0:54)

Paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Músicos[editar | editar código-fonte]

  • Elvis Presley: Voz e Violão
  • James Burton: Guitarra solo
  • John Wilknson: Guitarra rítmica
  • Charlie Hodge: Violão e Vocais
  • Jerry Scheff: Baixo
  • Ronnie Tutt: Bateria
  • Glen Hardin: Piano
  • J.D.Summer, The Stamps, The Sweet Inspirations, Kathy Westmoreland: Vocais
  • Joe Guercio e Orquestra


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Elvis Presley é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.