Bento Ribeiro (bairro do Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bento Ribeiro
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Bento Ribeiro.svg
Área 303,78 ha (em 2003)
Fundação 7 de novembro de 1914[1]
IDH 0,851[2](em 2000)
Habitantes 43 707 (em 2010)
Domicílios 16 500 (em 2010)
Limites Marechal Hermes, Honório Gurgel,
Rocha Miranda, Oswaldo Cruz
e Vila Valqueire[3]
Distrito Madureira
Subprefeitura Zona Norte[4]
Região Administrativa Madureira

Bento Ribeiro é um bairro da Zona Norte do município do Rio de Janeiro. Pertence à região administrativa de Madureira.

Localiza-se às margens da ferrovia Central do Brasil, entre Marechal Hermes e Oswaldo Cruz. No total, faz limite com cinco bairros: Marechal Hermes, Honório Gurgel, Rocha Miranda, Oswaldo Cruz e Vila Valqueire.[3]

Seu nome é uma homenagem a Bento Manuel Ribeiro Carneiro Monteiro, ex-prefeito do município.[5]

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,851, o 53º melhor do município do Rio de Janeiro.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Bento Ribeiro

O bairro, de características fortemente residenciais, formou-se em torno das ruas João Vicente e Carolina Machado, e como diversos outros do subúrbio carioca, tem sua história atrelada à estação ferroviária, inaugurada em 1914.[5]

Bento Ribeiro cresceu com a chegada de imigrantes portugueses e italianos no inicio do século XX. No bairro também viveram parte de suas vidas figuras de destaque social, Presidente Jair Bolsonaro,[6] a apresentadora Xuxa Meneghel,[7] e o jogador Ronaldo Nazário,[8] que nasceu e foi criado no bairro, onde morou até o início da década de 90 quando começou sua carreira como futebolista profissional.

Em 23 de julho de 1881, a região foi oficialmente transformada em bairro através de decreto, após longa negociação entre as três famílias mais influentes do local a época com o então governo.

Não possui favelas nem movimentação excessiva de transeuntes, além de contar com estação de trem e estar bem próximo do Pólo Comercial de Madureira. É um bairro que quase não sofreu alterações ao longo dos anos, assim como seus vizinhos Oswaldo Cruz e Marechal Hermes.[carece de fontes?]

A influência dos italianos e portugueses para o bairro foi traduzida em forma de religiosidade. Em Bento Ribeiro há duas igrejas sob influência das tradições europeias: a Paróquia de São Sebastião e a Igreja de Santa Izabel Rainha de Portugal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/index_bairro.htm
  2. a b Tabela 1172 - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH), por ordem de IDH, segundo os bairros ou grupo de bairros - 2000
  3. a b Bairros do Rio
  4. http://www.rio.rj.gov.br/web/szn/exibeConteudo?article-id=95026
  5. a b Portal GeoRio. «Bento Ribeiro». Consultado em 28 de julho de 2013 
  6. Raoni Alves (3 de novembro de 2018). «Jair Bolsonaro visita Zona Norte do Rio de Janeiro». g1.globo.com. Consultado em 28 de outubro de 2019 
  7. Michel Alecrimm, Tamara Menezes (25 de maio de 2012). «O passado de Xuxa». Isto É. Consultado em 28 de outubro de 2019 
  8. Rodrigo Cardoso (18 de fevereiro de 2011). «Ronaldo: o atleta, a dor e o fim - Parte 1». Isto ÉRevista Isto É. Consultado em 28 de outubro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bento Ribeiro (bairro do Rio de Janeiro)