Taxonomia das plantas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Classificação das plantas)
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Plantae#Evolu.C3.A7.C3.A3o_e_classifica.C3.A7.C3.A3o_das_plantas_verdes.
Editor, considere adicionar mês e ano na marcação. Isso pode ser feito automaticamente, com {{Fusão com|....|{{subst:DATA}}}}.

(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Plantas.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2009.

A classificação das plantas possui diversos nomes e grupos que podem confundir um iniciante no estudo da taxonomia das plantas.

A sistemática baseia-se nas relações filogenéticas para trabalhar a taxonomia dos diversos seres vivos. Por isso, ao estudar os diversos grupos de plantas, pode-se ter uma idéia da evolução das mesmas no nosso planeta, observando-se o aumento de complexidade ou, vulgarmente, o "aumento da evolução" destes seres vivos.

É bom lembrar que na Biologia moderna não se considera nenhum ser vivo mais evoluído que outro, ou seja, bactérias, protistas, fungos, animais e vegetais estão no mesmo nível de evolução, já que não existem critérios para medir a evolução dos organismos, a menos que estes sejam determinados por interesse. Nós, seres humanos, por exemplo, consideramos a inteligência como um critério de evolutividade, porém não sabemos se este é um bom critério ou se a nossa inteligência é mesmo maior que dos outros seres vivos. Este assunto é profundo e filosófico, e não tem, ainda, bases científicas. O próprio naturalista Charles Darwin escreveu nos pés das páginas do manuscrito de Origem das Espécies: "Nunca escrever que um organismo é inferior ou superior". Ele preferia usar a palavra transmutacionismo que evolução, apesar de ter usado esta última em algumas publicações.

Antigamente, as plantas eram divididas em inferiores, intermediárias e superiores.

Vegetais inferiores[editar | editar código-fonte]

Os chamados antigamente de "vegetais inferiores" são as algas, atualmente classificadas no reino Protista (poucos ainda consideram as algas verdes - Clorofíceas, Chlorophyta - como uma divisão[1] do Reino Plantae).

Observação: As algas pertencem ao Reino algas, não confundir as cianobactérias com algas (apesar de terem sido consagradas como "algas azuis"), elas são fotossintetizantes mas procariontes, pertencendo ao Reino Monera. bdfvfdvf

Vegetais intermediários e superiores[editar | editar código-fonte]

Estes são os vegetais chamados Embriófitas (Embryophyta). São os que habitam o meio terrestre:

Intermediários[editar | editar código-fonte]

São as Criptógamas, vegetais sem sementes.

Superiores : isabel[editar | editar código-fonte]

São Espermatófitas (Spermatophyta - com sementes) e ainda Fanerógamas (com flores), parte das Tracheophyta, ou seja, também são vasculares.

Filósofos, Naturalistas e Botânicos[editar | editar código-fonte]

Foram importantes na taxonomia: Aristóteles, Carolus Linnaeus (Lineu), Jean-Baptiste Lamarck, Georges Buffon, Ernst Mayr.

Referências

  1. Lembrar que Divisão (biologia) e Filo (biologia) são equivalências.

Ver também[editar | editar código-fonte]