Bancários (Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde março de 2017).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bancários
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Área: 97,80 ha (em 2003)
Fundação: 23 de julho de 1981
IDH: 0,861[1](em 2000)
Habitantes: 12 512 (em 2010)[2]
Domicílios: 4 227 (em 2010)
Limites: Tauá, Cocotá e Freguesia[3]
Região Administrativa: XX R.A.(Ilha do Governador)

Bancários é um bairro de classe média da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. Fica localizado dentro da Ilha do Governador. Já foi conhecido como Jardim Duas Praias, por ser delimitado aos extremos pela Praia dos Bancários e pela Praia Congonhas do Campo, também conhecida como Praia do Barão.

Faz limite com os bairros de Tauá, Cocotá e Freguesia.[4]

Seu IDH, no ano 2000, era de 0,861, o 41º melhor da cidade do Rio de Janeiro.[5]

Denominação, delimitação e codificação estabelecida pelo Decreto Nº 3158 de 23 de julho de 1981, com alterações do Decreto Nº 5280 de 23 de agosto de 1985.

Originou-se do conjunto habitacional construído pelo antigo Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Bancários (IAPB), nas décadas de 1940-1950.

Algumas ruas conhecidas são Doutor Manoel Marreiros, Max Yantok, Juan Pablo Duarte, Estrada da Porteira, Avenida Ilha das Enxadas e Avenida Ilha do Fundão.


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]