Zona Central do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Região Central do Rio de Janeiro, é uma área geográfica brasileira carioca, sendo, o centro histórico, admistrativo, e financeiro da cidade do Rio de Janeiro. Vários locais da região, como praças, ruas, e museus, vem sendo revitalizados, desde a descoberta da região até hoje os dias de hoje, [1] essa que abrange toda a área do Bairro de Fátima, Castelo, Centro, Catumbi, Cidade Nova, Estácio, Gamboa, Lapa, Paquetá, Rio Comprido, Santo Cristo, São Cristóvão, Santa Teresa, e Saúde, fazendo fronteira, com Glória, Catete, e Flamengo, na Região Sul, e com Tijuca, na Região Norte. [2] [1]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro

A região tem pontos turísticos importantes como a Catedral de São Sebastião, o Aqueduto da Carioca, o Paço Imperial, o Teatro Municipal, a Igreja da Candelária, o edifício da Petrobras, o Museu Nacional de Belas Artes, a Ilha de Paquetá, a Ilha Fiscal, a Academia Brasileira de Letras, o Real Gabinete Português de Leitura, o Museu Histórico Nacional, o Edifício Gustavo Capanema, a Biblioteca Nacional, o Aeroporto Santos Dumont, a Cinelândia, a Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro e a Central do Brasil.[3]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Praça Marechal Floriano

Grandes vias estão localizadas nesta região, como as avenidas Rio Branco, Presidente Vargas e a entrada da via expressa Linha Vermelha, que liga o município do Rio de Janeiro a São João de Meriti. Dez estações de metrô estão espalhadas na região, todas administradas pela empresa ferroviária Metrô Rio. São elas: Estação Glória, Estação Cinelândia, Estação Carioca, Estação Uruguaiana, Estação Presidente Vargas, Estação Central, Estação Cidade Nova, Estação Praça Onze, Estação Estácio e Estação São Cristóvão. Quanto às vias ferroviárias, a região possui a Estação Central do Brasil, administrada pela empresa de transporte público SuperVia, ligando-a à Zona Norte, à Zona Oeste e a outros municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A região abriga, ainda, o Aeroporto Santos Dumont[2] , no Centro e o Terminal Rodoviário do Rio de Janeiro, no Santo Cristo.

Construções[editar | editar código-fonte]

O tradicional Campo de Santana, na Praça da República

A área é quase toda urbanizada. As áreas arborizadas mais significantes estão na Praça da República e no Passeio Público.

Subprefeitura[editar | editar código-fonte]

A Subprefeitura do Centro e do Centro Histórico do Município do Rio de Janeiro faz a intermediação entre a população de toda a área e o gabinete do prefeito do município. Esta é uma das responsáveis por desenvolver a ordem urbana para moradores e visitantes e, ainda, revitalizar a região.[4]

Referências

  1. a b Centro (HTML) oriodejaneiro.net. Visitado em 23 de novembro de 2010.
  2. a b Centro (em português) Google Maps (2010). Visitado em 22 de novembro de 2010.
  3. Centro (em inglês) 2 pp. Google Maps (2010). Visitado em 22 de novembro de 2010.
  4. Subprefeitura do Centro e Centro Histórico (HTML) Prefeitura do Rio de Janeiro (2010). Visitado em 22 de novembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]