Hospital Israelita Albert Einstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde abril de 2013). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde abril de 2013).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Hospital
Hospital Albert Einstein
O complexo em fase de expansão
Nome completo Hospital Israelita Albert Einstein
Localização São Paulo, SP
 Brasil
Fundação 4 de junho de 1955 (58 anos)
Tipo Privado
Especialidades Diversas
Site www.einstein.br
editar

O Hospital Israelita Albert Einstein é um hospital brasileiro, localizado no distrito do Morumbi, zona oeste da cidade de São Paulo.

Foi fundado pela comunidade judaica da cidade de São Paulo em 4 de junho de 1955. É uma das unidades de saúde mais conhecidas do Brasil pela qualidade de atendimento e pelos equipamentos e especialidades médicas de que dispõe para tratar os principais tipos de patologias. Possui um programa de assistência social na comunidade de Paraisópolis, próximo ao hospital.

Tem mais de 6 mil médicos cadastrados, sendo o hospital privado mais moderno da América Latina. Em 1999 tornou-se a primeira instituição de saúde fora dos Estados Unidos a ser reconhecida pela Joint Commission International (a certificadora de serviços de saúde mais importante do mundo).[1]

Considerado um dos melhores hospitais da América Latina, configura-se como um complexo de saúde cujo foco de atuação está nas áreas da medicina de alta complexidade. Por isto, se tornou referência na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças na área da cardiologia, oncologia, ortopedia, neurologia e cirurgia.

O Einstein em números[editar | editar código-fonte]

Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein em 2010:

  • 8.655 funcionários. Destes, aproximadamente 40% tem ensino superior
  • 68% feminino e 32% masculino
  • 60% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres
  • Idade média: 34 anos
  • Tempo médio dos funcionários na instituição: 5 anos
  • Cerca de 6.000 médicos cadastrados

Pavilhão Vicky e Josef Safra

  • 16 andares
  • 70 mil m2 de área construída
  • 200 novos consultórios de várias especialidades
  • 20 novas salas cirúrgicas
  • 41 apartamentos para internação-dia
  • 1.500 vagas de estacionamento

Responsabilidade social

  • Total de 1.907 transplantes, sendo 97% feitos pelo SUS, desde 2002.

Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch - M'Boi Mirim, em 2010:

  • 219.585 atendimentos de pronto-socorro
  • 601.175 exames diagnósticos
  • 16.454 internações
  • 4.285 partos

Parcerias em muitos endereços

O Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch é apenas um dos muitos endereços de parcerias com a Prefeitura de São Paulo. O Einstein mantém cerca de 1.350 profissionais distribuídos em:

  • 12 unidades básicas de saúde (UBS), inclusive as de Jardim Helga e Jardim das Palmas, inauguradas em 2009;
  • 75 equipes de saúde da família (compostas por 75 médicos, 75 enfermeiros, 150 auxiliares e 383 agentes comunitários de saúde);
  • 18 equipes de saúde bucal;
  • 5 núcleos de apoio à saúde da família;
  • 4 unidades de Assistência Médica-Ambulatorial (AMA).

Ensino e pesquisa

  • 129.757 profissionais treinados, incluindo cursos e eventos nacionais e internacionais
  • 1.470 alunos matriculados nos cursos técnicos e de complementação, de graduação e de pós-graduação lato sensu
  • 380 artigos publicados em revistas científicas indexadas, dos quais 198 ocorreram em revistas com alto valor de impacto.

Pesquisa: o IIEP tem mais de 240 estudos em desenvolvimento, com investimentos de R$ 18,5 milhões, sendo R$ 5,9 milhões da Sociedade e o restante de fontes externas (agências e órgãos de fomento, doações e parcerias com o Ministério da Saúde e a indústria farmacêutica).

Cerca de 50 pesquisadores (incluindo pós-graduandos, pós-docs e pesquisadores contratados) envolvidos em mais de 100 projetos de pesquisa em andamento, nos centros de Pesquisa Clínica, Pesquisa Experimental e Instituto do Cérebro.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.