Largo do Paiçandu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Panorama do Largo, com a Igreja Nossa Senhora do Rosário à direita.

O Largo do Paiçandu (na grafia arcaica Largo do Payssandu) é uma importante área da região central da cidade de São Paulo, no distrito da República.

Está localizado dentro de um quadrilátero formado pela vias São João, Conselheiro Crispiniano, Rio Branco e Dom José de Barros.

O nome original do local era Praça das Alagoas em alusão às diversas nascentes e lagoas formadoras do riacho Yacuba que lá havia. A lagoa mais volumosa era a conhecida a partir de 1870 como Tanque do Zunega, nome pelo qual passou a ser denominado o local, em detrimento de Praça das Alagoas. Com a drenagem da área e canalização do rio Anhangabaú, o nome foi modificado para Largo do Paiçandu em homenagem à localidade de Paysandú tomada no Uruguai em 1865.[1] Atualmente a grafia utilizada é Paiçandu, por se tratar de palavra indígena.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos[editar | editar código-fonte]

Em seu centro, está localizada a Igreja Nossa Senhora do Rosário, ou Igreja N. Srª do Rosário dos Homens Pretos. Foi construída gratuitamente por trabalhadores negros. Foi consagrada em 1906, quando grande procissão, acompanhada por banda, trasladou as imagens do antigo templo, que ficava no Largo do Rosário, atual Praça Antônio Prado.

A Galeria do Rock[editar | editar código-fonte]

Uma das mais conhecidas e visitadas construções do Largo do Paiçandu é o Shopping Center Grandes Galerias, popularmente conhecido como Galeria do Rock, que possui lojas com artigos relacionadas ao gênero, além de lojas com artigos de hip hop no subsolo.

Galeria[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Moura, Paulo Cursino de. São Paulo de outrora: evocações da metrópole. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Ed. Da Universidade de São Paulo, 1980. 311p.