Parque da Aclimação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque da Aclimação
Parque da Aclimação, um dos parques mais famosos de São Paulo.
Localização Aclimação, São Paulo, Brasil
Tipo Público
Área 112 mil metros quadrados
Inauguração 1939
Administração Prefeitura de São Paulo

O Parque da Aclimação localizado na região central da cidade de São Paulo, Brasil, no bairro de mesmo nome..

História do parque[editar | editar código-fonte]

O Jardim da Aclimação foi adquirido da família Carlos Botelho, em 1939, pela prefeitura de São Paulo que praticamente o abandonou. O zoológico que ali existia foi retirado, o parque de diversões, depredado, o lago acabou sendo poluído pelo acumulo de lodo, e o mato tomou conta do que antes era um gramado. Após 16 anos em 1955, na administração de William Salem, algumas reformas iniciadas por Jânio Quadros foram concluídas com as alamedas que receberam asfalto, postes de iluminação foram instalados e foi construída a concha acústica utilizada até hoje para shows. Em 1956, o local ganhou também um campo de futebol.

Menos de dez anos depois, na década de 1960, as reclamações da comunidade recomeçaram. Desta vez, no entanto, além de resíduos, buracos e mato, a preocupação era com ladrões e usuários de drogas que haviam se deslocado de pontos mais centrais e visados pela polícia, como o Jardim da Luz, para os bairros. A situação chegou a tal ponto que em 1969, o jornal O Estado de S. Paulo publicou um alerta à população, para que não fosse ao parque nem mesmo durante o dia: “... as más intenções se escondem por detrás da vegetação espessa ou da escuridão quase total que marcam o Parque da Aclimação”.

Em 1972, já na administração Figueiredo Ferraz, o parque passou por sua última grande reforma. Umas das providências, estendida a muitas praças da cidade, foi a colocação de grades em volta da área, com o objetivo de controlar a entrada pelos seus quatro portões. Foram restauradas benfeitorias já existentes, como o antigo ancoradouro, a concha acústica, as pistas de bocha, as alamedas e canteiros, a praça esportiva, que recebeu novos alambrados e arquibancadas. Um novo playground também foi construído, aproveitando os desníveis do terreno.

O Parque da Aclimação já teve até zoológico, o primeiro da cidade aliás, jardim com alamedas e lago para lazer dos paulistanos. Além também de uma leiteria com posto zootécnico e botânico.

O zoológico do Parque já foi uma grande sensação da cidade de São Paulo. Tinha peixe elétrico da Amazônia, hienas africanas e camelos, nos quais era possível montar. Graças à uma parceria com o grupo da cervejaria Antarctica , que fornecia o gelo, o Parque teve até um urso polar com habitat climatizado.

Desde aquela época, o Parque vivia freqüentando as manchetes dos jornais, mas por outros motivos que os de hoje. Certa vez um tratador foi atacado por um leão e uma sucuri gigante fugiu do local e teve que ser carregada por cinco homens, após sua captura. Os dois fatos ganham ampla cobertura da imprensa paulistana, na época.

Hoje, após o Parque ser praticamente dizimado e passar por uma lenta e precária recuperação, as manchetes dos jornais são outras: “Parque Abandonado”, “Vereador quer mudar nome do Parque”, “População reclama das condições do Parque”.


Em abril de 1986, preocupados com a cessão de áreas do parque a particulares, realizadas durante as sucessivas gestões municipais desde a compra do terreno pela prefeitura, a Associação de Defesa do Parque da Aclimação entrou com um pedido de tombamento do local junto ao Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico e Turístico do Estado (Condephaat). Pois de uma área de 182 mil metros quadrados inicialmente adquiridos em 1939, em 1986, restavam 112 mil metros quadrados, pois o restante fora utilizado para outros fins, inclusive para construção de uma escola ao lado do Parque. No dia 5 de outubro de 1986, o Parque da Aclimação foi tombado pelo Condephaat, livrando-se finalmente dos perigos de retalhamento e de obras que ameacem sua integridade.

Atualmente, o parque recebe de cinco a sete mil pessoas nos fins de semana. Ao contrário dos tempos em que se chamava Jardim da Aclimação e atraía moradores de outros pontos da capital em busca de lazer, hoje a maioria dos seus freqüentadores vive no bairro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Link - Foto: Vista aérea do Parque da Aclimação, 5 fotos
  • Link - Foto: Jardim da Aclimação, 1914
  • [1] - Acidente seca lago do parque da Aclimação
  • [2] - Link Oficial da Secretaria do verde e do meio ambiente municipal, explica em detalhes o tombamento do Parque.


Ícone de esboço Este artigo sobre um parque é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.