Parque Estadual das Fontes do Ipiranga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque Estadual das Fontes do Ipiranga
Jardim Botânico
Localização sudeste
País  Brasil
Estado São Paulo
Município São Paulo
Distrito Cursino
Bairro Água Funda
Tipo Público
Área 526 hectares
Inauguração 12 de agosto de 1969
Coordenadas 23° 39' 15" S 46° 37' 24" O

O Parque Estadual das Fontes do Ipiranga[1] ou PEFI,[2] também conhecido como Parque do Estado[2] ou Parque da Água Funda,[2] é um parque público estadual localizado no município de São Paulo. O parque hospeda diversas instituições, entre elas o Jardim Botânico de São Paulo, o Parque Zoológico de São Paulo, o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade de São Paulo e o Observatório de São Paulo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

É uma das pouquíssimas áreas do município em que ainda se encontra vegetação de Mata Atlântica. Estende-se por 526 hectares.

História[editar | editar código-fonte]

A atual denominação do parque data do final da década de 1960.[1]

Nos idos de 1893 a região era privada, pertencia a diversos proprietários e era 22% maior do que é hoje, mas por estar situada na Bacia do Ribeirão Ipiranga foi desapropriada pelo governo da época e a partir de então utilizada como fonte de recursos hídricos até a década de 1930, quando deixou de ser explorada para essa finalidade em decorrência da reformulação dos sistemas de abastecimento de água do município.[2]

Na década de 1950[carece de fontes?] foi construída a avenida Miguel Estefno[nota 1] para melhorar o deslocamento no interior do parque.

A região possui importância histórica considerável, pois que abriga as nascentes do riacho Ipiranga, às margens do qual a Independência do Brasil foi declarada.

Preservação[editar | editar código-fonte]

Um grupo de trabalho foi criado em 1993 para elaborar um diagnóstico do estado de preservação daquela área. A partir dessas informações, políticas de preservação ambiental seriam implantadas.

O Conselho de Defesa foi criado pelo decreto nº 43.342, de 22 de julho de 1998, para elaborar políticas para a preservação.

Alguns locais são abertos à visitação pública:

Notas

  1. A grafia correta desse topônimo consta no Dicionário de Ruas da Prefeitura Municipal de São Paulo.[3]

Referências

  1. a b Governo do Estado de São Paulo (12 de agosto de 1969). Decreto estadual nº 52.281. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Página visitada em 6 de julho de 2014. "Decreto estadual paulista que criou o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga"
  2. a b c d Saiba mais sobre o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga. Conselho de Defesa do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (Condepefi). Página visitada em 6 de julho de 2014.
  3. Dicionário de Ruas. Prefeitura Municipal de São Paulo. Página visitada em 6 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]