Aeroporto Campo de Marte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aeroporto Campo de Marte
Aeroporto Campo de Marte.JPG
IATA: MAE - ICAO: SBMT
Tipo Público/Militar
Administração INFRAERO/FAB
Serve São Paulo
Localização Não disponível
Inauguração 1920


Altitude 722 m (2 369 ft)
Movimento em 2012 Aumento392.171 passageiros
Aumento143.540 aeronaves
Capacidade anual 45 mil passageiros
Website oficial Página oficial
Pistas
Cabeceiras Comprimento Superfície
12/30 1 600 m (5 249 ft) Asfalto
Helipontos
Número Tamanho Superfície
NR I 36 m (118 ft) Grama
NR II 25 m (82 ft) Concreto

O Aeroporto Campo de Marte (IATA: MAEICAO: SBMT) é um aeroporto brasileiro, localizado na zona norte da cidade de São Paulo, no bairro de Santana.

Foi o primeiro terminal aeroportuário de São Paulo,[1] sendo que hoje não conta mais com linhas comerciais regulares, predominando o tráfego de helicópteros e aviões de pequeno porte, a denominada aviação geral. Apresenta a maior frota de helicópteros do Brasil e sua infraestrutura permite que São Paulo abrigue a maior frota do mundo desse tipo de aeronave, tendo superado a de Nova Iorque.[2]

É um aeroporto compartilhado, com parte da área física sob controle do Comando da Aeronáutica e outra sob a administração da Infraero, empresa pública federal brasileira subordinada à Secretaria de Aviação Civil - SAC.

História[editar | editar código-fonte]

As atividades operacionais do aeroporto foram iniciadas em 1920, sendo ele a primeira infraestrutura aeroportuária da cidade de São Paulo, quando foi construída a primeira pista para pousos e decolagens bem como um hangar da Força Pública.

Durante a Revolução de 1932 o governo federal ordena às forças armadas o bombardeio aéreo do Campo de Marte.

Campo de Marte e ao fundo o panorama do bairro de Santana.

O Campo de Marte foi alvo de um ataque aéreo pesado pois seus pilotos haviam sido convocados para integrar o Movimento Constitucionalista, juntamente com outros aviadores militares que haviam aderido à causa. Terminada a contenda, todos os aviões do Campo de Marte foram levados para o Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro.

Além do ataque aéreo na Revolução de 1932 e a interdição do terminal aeroportuário em 1934 pelo então presidente Getúlio Vargas, houve uma grande enchente no local em 1929. Esses distúrbios induziram o início de estudos técnicos para a escolha de um local alternativo. O sítio escolhido foi Congonhas inaugurado em 1936, os bairros Brooklin e Indianópolis também foram cogitados na época.[3]

Em 12 de novembro de 1933 houve uma cerimônia, na qual inauguraram-se os vôos comercias para o interior paulista com a VASP, com duas rotas; uma para São José do Rio Preto com escala em São Carlos, e outra para Uberaba com escala em Ribeirão Preto, o que veio implementar em 1934, o "Parque Aeronáutico" que ocupou uma boa parcela da área do Campo de Marte.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Aeronave do Aeroclube de São Paulo (PA-28) aguardando para decolagem.

Atualmente o aeroporto opera exclusivamente com aviação geral, executiva e táxi aéreo. Opera com o sistema de balizamento noturno, que permite operações da aviação executiva até as 22 horas. É o quinto do país — após Congonhas, Guarulhos, Brasília e Galeão — em maior movimento operacional.[4]

Sedia o Aeroclube de São Paulo, fundado em 1931, uma das mais antigas escolas de aviação civil em funcionamento no país,[5] conta também com a Associação dos Concessionários, Empresas Aeronáuticas Intervenientes e Usuários do Aeroporto Campo de Marte, onde listam integrantes e serviços prestados no mesmo.

Além das atividades aeroportuárias e da escola de aviação, o Campo de Marte abriga o Serviço Aerotático da Polícia Civil e o Grupamento de Rádio Patrulha Aérea da Polícia Militar, sem contar órgãos da Força Aérea Brasileira, como a Subdiretoria de Abastecimento, o Centro de Logística da Aeronáutica, o Parque de Material Aeronáutico de São Paulo e o Hospital da Aeronáutica de São Paulo.

Acidentes e incidentes[editar | editar código-fonte]

  • 1962 - No dia 26 de novembro uma aeronave da Vasp com destino ao Rio de Janeiro colidiu no ar contra um avião bimotor Cessna 310 com destino ao Campo de Marte. Os dois voavam em direções opostas e não houve contato visual, as 26 pessoas envolvidas em ambos faleceram.[6]
  • 1977 - No dia 18 de março de 1977, o avião em que o piloto de Fórmula 1 José Carlos Pace viajava, um pequeno mono-motor de propriedade do também piloto Marivaldo Fernandes, bateu numa árvore na Serra da Cantareira, município de Mairiporã, após decolar no início de uma violenta tempestade, tendo Pace morte imediata.
  • 1984 – Sete pessoas foram mortas com a queda de um táxi-aéreo no Carandiru, o acidente atingiu três casas no bairro. A aeronave caiu pouco tempo depois de levantar vôo do Campo de Marte.[7]
Vista da Avenida Santos Dumont, Praça Heróis da FEB e do aeroporto em um dia chuvoso.
  • 1995 - Em novembro um avião Cessna caiu sobre a Avenida Santos Dumont no bairro de Santana matando seis pessoas. O fato ocorreu pois o piloto não conseguiu levantar vôo.[8]
  • 2003 - Um helicóptero sofreu uma queda durante um treinamento para pouso de emergência, houve um incêndio após a queda. O instrutor morreu no local do acidente.[9]
  • 2006 - Um helicóptero contratado pela Eletropaulo decolou do aeroporto para um vôo de inspeção de rede elétrica sobre linhas de transmissão da subestação da Lapa, bairro da zona oeste de São Paulo. Observadores informaram que a aeronave aparentemente desviou-se de seu trajeto normal para tentar um pouso de emergência, a mesma chocou-se contra telhado de um prédio e em seguida com uma via pública havendo uma explosão. Os três ocupantes faleceram no acidente.[10]
  • 2007 - Em 4 de novembro um jato Learjet 35 caiu sobre imóveis residenciais do bairro da Casa Verde minutos após decolar do Campo de Marte. O acidente deixou 10 pessoas mortas, dentre elas os dois pilotos e uma família moradora de um dos imóveis atingidos.[11] [12]

Eventos[editar | editar código-fonte]

O papa em seu papamóvel na cerimônia de canonização do frade brasileiro Frei Galvão no aeroporto.

No dia 12 de julho de 2003, houve a gravação o 6° CD do grupo de música gospel Diante do Trono intitulado Quero me Apaixonar, que reuniu cerca de 2 milhões de espectadores.[13]

Em 2006 o aeroporto foi cenário da nona edição do reality show estadunidense The Amazing Race, seus participantes embarcavam em helicópteros à procura de emblemáticos edifícios paulistanos.[14]

A canonização do beato brasileiro Frei Galvão ocorreu no dia 11 de maio de 2007 durante a visita do Papa Bento XVI à cidade de São Paulo. A missa campal foi realizada no aeroporto. Com a canonização, Frei Galvão é o primeiro santo nascido em território brasileiro, houve a presença de milhares de fiéis vindos de todas as partes da América Latina e com transmissão ao vivo para todo o país.[15]

No aeroporto acontece anualmente o Domingo Aéreo no Parque de Material Aeronáutica de São Paulo que é um conjunto de exposições estáticas de aeronaves, lojas de artigos relacionados à aviação e shows aéreos como: saltos de paraquedistas, acrobacias aéreas, passagem de caças supersônicos F-5EM Tiger II da Força Aérea Brasileira e apresentações da Esquadrilha da Fumaça.[16] [17]

Desativação[editar | editar código-fonte]

Há um projeto da Agência Nacional de Transportes Terrestres, que pretende desativar o aeroporto para a construção do terminal do Trem de Alta Velocidade Rio-São Paulo que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro e a Campinas. O ministro da Defesa Nelson Jobim afirmou que o Campo de Marte deverá sofrer alterações, como a transfomação para heliponto, já que o tráfego dessas aeronaves corresponde à 64% do total atualmente.[18] [19]

A estação será subterrânea e terreno servirá também de pátio de operações ferroviárias, um parque, além de permitir a ampliação do centro de exposições do Anhembi. A previsão é que a desativação ocorra até 2014, ano da Copa do Mundo. A ligação entre o Campo de Marte e o Metrô primeiramente seria por uma passagem subterrânea até a estação Carandiru da linha 1-Azul.[20] [21] Porém em 2011 foi proposto o prolongamento da Linha 4 do Metrô de São Paulo, que passará pela Ponte Pequena, Marginal Tietê até chegar ao Campo de Marte.[22]

Fotografia panorâmica do aeroporto e ao fundo o skyline do bairro de Santana.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Campo de Marte

Referências

  1. G1 > Edição São Paulo - NOTÍCIAS - Freqüentadores pedem investimentos no Campo de Marte. Visitado em 29 de Dezembro de 2010.
  2. Helicópteros transformam SP em 'cidade dos Jetsons', diz 'Guardian' - 20/06/2008 - BBC Brasil. Visitado em 29 de Dezembro de 2010.
  3. Conheça a história do aeroporto Campo de Marte - Canção Nova
  4. - Infraero
  5. Erro 404 - Seven Internet. Visitado em 29 de Dezembro de 2010.
  6. Último acidente aéreo no Brasil matou 154 pessoas, veja histórico
  7. Cronologia de acidentes aéreos nacionais (1980-2007)
  8. Os principais acidentes aéreos
  9. Ferido em acidente no Campo de Marte passa por exames em hospital
  10. Corpos de vítimas de queda de helicóptero permanecem no IML
  11. Urbanista critica proximidade do Campo de Marte com casas da região
  12. A queda do Learjet 35: Especial
  13. Vocação Musical
  14. Amazing Race 9 - First Destination: São Paulo, Brazil
  15. Papa canonizou Frei Galvão em missa em São Paulo - BBC Brasil
  16. FAB promove Domingo Aéreo no Campo de Marte tecnodefesa.com.br (10 de Outubro de 2008). Visitado em 19 de agosto de 2009.
  17. Domingo Aéreo no Parque 2009 acontecerá no próximo dia 25 tecnodefesa.com.br (20 de Outubro de 2009). Visitado em 26 de outubro de 2009.
  18. Jobim diz que aeroporto Campo de Marte deve mudar devido à passagem do trem-bala
  19. Campo de Marte deve ser desativado em cinco anos
  20. Aeroporto deve ficar apenas como heliporto. Demais áreas seriam destinadas ao trem-bala e a um parque
  21. Trem-bala atravessará São Paulo por 16 km de túneis (11 de julho de 2009). Visitado em 13 de julho de 2009.
  22. Governo de São Paulo planeja Linha Amarela até o Campo de Marte

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um aeroporto, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.