Parque Ibirapuera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Parque do Ibirapuera)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Parque Ibirapuera
Vista do Obelisco com o parque ao fundo.
Localização Moema, São Paulo, Brasil
Tipo Público
Área 1,584 km²
Inauguração 21 de agosto de 1954 (60 anos)
Administração Prefeitura de São Paulo

O Parque Ibirapuera é o mais importante parque urbano da cidade de São Paulo, Brasil. Foi inaugurado em 21 de agosto de 1954 para a comemoração do quarto centenário da cidade. É superado em tamanho apenas pelo Parque do Carmo e pelo Parque Anhanguera.

O parque é administrado pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo, contudo, dentro do parque há inúmeros museus, auditórios, bienal e outros espaços administrados por fundações ou outras secretarias municipais ou estaduais.

O parque conta com ciclovia e treze quadras iluminadas, além de pistas destinadas a cooper, passeios e descanso, todas integradas à área cultural. Sua área é de 1,584 km², e os seus três lagos artificiais e interligados ocupam 15,7 mil m².

Em 2012 e 2013 foi apontado pela rede social Facebook como o local mais popular em todo o Brasil para se fazer check-in (assinalar para os amigos onde se encontra num determinado momento)[1] [2] .

História[editar | editar código-fonte]

A região alagadiça (Ibirapuera (ypi-ra-ouêra) significa "árvore apodrecida" em língua tupi; "ibirá", árvore, "puera", o que já foi) que havia sido parte de uma aldeia indígena na época da colonização, era até então uma área de chácaras e pastagens.

Já na década de 1920, o então prefeito da cidade - José Pires do Rio - idealizou a transformação daquela área em um parque semelhante a existentes na Europa e Estados Unidos, como o Bois de Boulogne em Paris, o Hyde Park em Londres ou o Central Park em Nova Iorque. O obstáculo representado pelo terreno alagadiço frustrou a ideia, até que um modesto funcionário da prefeitura, Manuel Lopes de Oliveira, conhecido como Manequinho Lopes. Apaixonado por plantas, Manequinho iniciou em 1927 o plantio de centenas de eucaliptos australianos buscando drenar o solo e eliminar a umidade excessiva do local.

Finalmente, em 1951, o então governador Lucas Nogueira Garcez institui uma comissão mista - composta por representantes dos poderes públicos e da iniciativa privada - para que o Parque do Ibirapuera se tornasse o marco das comemorações do IV Centenário da cidade.

Coube ao arquiteto Oscar Niemeyer a responsabilidade pelo projeto arquitetônico e a Roberto Burle Marx, o projeto paisagístico (embora este nunca tenha sido executado), sendo, no entanto, construído o projeto do engenheiro agrônomo Otávio Augusto Teixeira Mendes.

Três anos depois, no entanto, o aniversário da cidade, em 25 de janeiro de 1954, não pode contar com a inauguração do Parque, que só ficaria concluído sete meses depois. A inauguração em agosto, contou com 640 estandes montados por treze estados e dezenove países, merecendo a construção, pelo Japão, de uma réplica do Palácio Katsura, ainda hoje atração do Parque e conhecida como Pavilhão Japonês.

Fotografia panorâmica de um dos lagos do Parque Ibirapuera.

Desde 1999, a Sabesp - empresa de saneamento paulista, instalou uma estação de flotação, garantindo a qualidade das águas dos lagos que compõem o parque.

Localização[editar | editar código-fonte]

Vista aérea do parque, em 2011.

O Parque do Ibirapuera localiza-se no bairro Ibirapuera, São Paulo.

O parque é um quadrilátero formado pelas seguintes avenidas:

  • Av. 23 de Maio
  • Av. Quarto Centenário
  • Av. República do Líbano
  • Av. Pedro Álvares Cabral

Conjunto arquitetônico[editar | editar código-fonte]

Além do Pavilhão Japonês, outras construções da época da inauguração fazem parte hoje do conjunto arquitetônico do Parque:

De construção mais recente podem ser citados o Viveiro Manequinho Lopes, o Planetário e a Escola Municipal de Astrofísica. A última construção concluída no parque foi o Auditório Ibirapuera (inaugurado em 2005), edificação que constava nos planos iniciais do arquiteto, mas que não havia sido executada.

Antes do auditório, concluiu-se o Monumento a Pedro Álvares Cabral, projetado por Agostinho Vidal da Rocha e esculpido por Luís Morrone, por ocasião dos 500 anos do Descobrimento do Brasil. A peça possui 5 metros em bronze, e seu pedestal em mármore mede 2 m x 1,80 m x 1,84 m. Foi inaugurado em 10 de junho de 1988[3] .

Galeria de Fotos
Ibirapuera Auditorium.jpg 2560x1920 Bridge over Lake Parque do Ibirapuera sao paulo brasil.jpg Museu de Arte Moderna, São Paulo - Fachada.jpg Oca - Ibirapuera.jpg Millennium santabrigida2.jpg Parque do Ibirapuera.JPG
Auditório Ibirapuera à noite Ponte sobre um dos lagos do parque Museu de Arte Moderna de S.Paulo Oca Ônibus próximo ao parque. Rua no Parque do Ibirapuera
Biennale-Sao-Paulo-Pavilhao-Ciccillo-Matarazzo.jpg Ginasio Ibirapuera.jpg Sao Paulo Edo 15 Jul 06 15 8x6.jpg Museu Afro-Brasil - Fachada Principal.jpg Vista do lago do Parque do Ibirapuera.JPG Lago do Parque do Ibirapuera.JPG
Bienal de São Paulo: Pavilhão Ciccillo Matarazzo Fotografia aérea do Ginásio de Esportes Monumento às Bandeiras Museu Afro Brasil Vista do lago e as fontes ao fundo Vista do lago do Parque do Ibirapuera

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Parque Ibirapuera