João Cleofas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de João Cleofas de Oliveira)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) escritor e fotógrafo cabo-verdiano, veja João Cleofas Martins.
João Cleofas de Oliveira
Nascimento 22 de setembro de 1899
Vitória de Santo Antão
Morte 17 de setembro de 1987 (87 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Político

João Cleofas de Oliveira (Vitória de Santo Antão, 22 de setembro de 1899Rio de Janeiro, 17 de setembro de 1987) foi um engenheiro civil e político brasileiro. Filho de Augusto Teixeira de Oliveira e Maria Florentina de Lemos Oliveira, foi ministro da Agricultura no governo Getúlio Vargas e depois senador por Pernambuco, de 1966 a 1975, presidente do senado de 1970 a 1971.[1] Se aposentou da vida pública após fracassada tentativa de reeleição ao senado e faleceu aos 87 anos no Rio de Janeiro.

Biografia e vida política[editar | editar código-fonte]

João Cleofas de Oliveira, engenheiro formado pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro, foi um político brasileiro, Deputado Federal Constituinte de 1946 Foi também um dos fundadores e Membro da Comissão de Orientação Política da União Democrática Nacional (UDN), partido político conservador fundado em 1945, opositor do Governo Getúlio Vargas. Iniciou na vida pública aos vinte e três anos como Prefeito de sua cidade natal, no período de de maio de 1921 a setembro de 1922, tendo sido eleito depois para o mandato de 1922 a 1925.

Foi eleito Deputado Estadual por Pernambuco, ficando no cargo de 1925 a 1927, onde tratou de assuntos ligados à agricultura, obras públicas, colonização, indústria e comércio e foi Suplente de Secretário da Mesa Diretora (1925) e membro da Comissão de Obras Públicas, Colonização, Comércio, Agricultura, Artes, Navegação e Indústria. Integrou nos anos de 1926 e 1927 a Comissão de Estatística e Divisão Civil e durante seu mandato consegui aprovação de um projeto de lei regulamentando a profissão de engenheiro.

Em 1931 passou a exercer o cargo de Secretário de Agricultura, Indústria, Comércio, Viação e Obras Públicas de Pernambuco, nomeado pelo interventor federal Carlos Lima Cavalcanti. Foi eleito Deputado Federal por cinco mandatos, no período de 1935 a 1965. Seu primeiro mandato como Deputado Federal foi interrompido pelo advento do Estado Novo em 1937 que fechou o Congresso. Na vigência do Estado Novo, passou a exercer atividades empresariais e militou em associações de classe dos usineiros de Pernambuco, sem ocupar cargos políticos ou burocráticos.[2]

Retornando à política foi novamente eleito Deputado Federal na Legislatura de 1946-1951, quando integrou a Assembléia Nacional Constituinte que elaborou e promulgou a Constituição Federal de 1946. Como constituinte participou como Membro da Comissão de Investigação Econômico e Social.[3]

Na Legislatura de 1951-1955 execeu o mandato como suplente, sendo que esteve licenciado no período de 1951 a 1954 quando exerceu o cargo de Ministro da Agricultura de Getulio Vargas, sendo responsável, dentre outras, pela criação da Comissão Nacional de Política Agrária, com ênfase em projetos de lei para a reforma agrária e do Banco Nacional de Crédito Cooperativo, instituição voltada para o incentivo à lavoura de subsistência. Deu apoio também a criação de federações estaduais e de associações municipais de agricultura.[2]

Concorreu ao Governo do Estado de Pernambuco por três vezes (1950, 1954 e 1962), saindo derrotado em todas elas.

Em 1966 à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido político de apoio ao regime militar, elegeu-se ao Senado Federal, onde exerceu o cargo de  Presidente do Senado em 1970 e de Presidente da Comissão de Finanças de 1971 a 1974. Como Senador, teve atuação pautada por defender questões voltadas à agricultura. Não conseguindo a reeleição afastou-se definitivamente da vida pública.

Referências

  1. «João Cleofas | CPDOC». cpdoc.fgv.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  2. a b «João Cleofas de Oliveira - PARTE 02 - Nossa Vitória de Santo Antão». Nossa Vitória de Santo Antão. 27 de julho de 2011 
  3. «João Cleofas: uma relembrança - Nossa Vitória de Santo Antão». Nossa Vitória de Santo Antão. 18 de setembro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Antônio Novais Filho
Ministro da Agricultura do Brasil
1951 — 1954
Sucedido por
Osvaldo Aranha
Precedido por
Gilberto Marinho
Presidente do Senado Federal do Brasil
1970 — 1971
Sucedido por
Petrônio Portela Nunes


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.