Juan Silveira dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Juan
Juan
Juan em 2010.
Informações pessoais
Nome completo Juan Silveira dos Santos
Data de nascimento 1 de fevereiro de 1979 (45 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,82 m
destro
Apelido Capitão, Xerife da Gávea, J4,
Don Juan, Vovô Garoto,
Zagueiro Artilheiro, Vinho
Informações profissionais
Período em atividade 1996–2019
Clube atual Aposentado
Posição Ex-zagueiro
Clubes de juventude
1989
1990–1996
Grajaú Country Club
Flamengo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1996–2002
2002–2007
2007–2012
2012–2015
2016–2019
Flamengo
Bayer Leverkusen
Roma
Internacional
Flamengo
0245 000(29)
0176 000(16)
0149 000(11)
0114 0000(8)
0086 0000(3)
Seleção nacional3
1995–1996
1997–1999
2001–2010
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil
0006 0000(2)
0005 0000(0)
0079 0000(7)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 27 de abril de 2019.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 2 de julho de 2010.

Juan Silveira dos Santos, mais conhecido como Juan (Rio de Janeiro, 1 de fevereiro de 1979), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro. Atualmente é gerente técnico da Seleção Brasileira.

Com 33 gols marcados com a camisa do Flamengo, Juan é o maior zagueiro artilheiro da história do clube junto com Júnior Baiano[1]. Ele é o 4º zagueiro com mais jogos pela Seleção Brasileira com 79 jogos.[2]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Nascido e criado no Humaitá (bairro do Rio de Janeiro), Juan estudou na unidade do Colégio Pedro II da localidade, onde a mãe era funcionária. Jogava tanto futebol de campo como futsal. Quando frequentava o Grajaú Country Club, conheceu Júlio César, goleiro de quem se tornou amigo e companheiro de clube e seleções ao longo de sua carreira.

Durante sua infância, Juan revelou ao Globo Esporte que seu sonho era ser um jogador como Zico [3]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Foi revelado nas categorias de base do Flamengo, onde chegou aos 11 anos. Destacou-se primeiro como meio-campo, até que, em 1991, foi improvisado como zagueiro e se destacou.[4] Fez sua estreia profissional no dia 5 de julho de 1996. À época com 17 anos, o zagueiro defendeu o Rubro-Negro pela primeira vez na vitória por 1 a 0 sobre o Desportiva Ferroviária. Conquistando seus espaço aos poucos, o jogador foi pé quente em sua estreia como titular, no Campeonato Brasileiro de 1996 do mesmo ano, na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, o Flamengo deu fim a um jejum de cinco jogos sem vencer o rival mineiro. No entanto, sem conseguir sequência no time, retornou aos juniores.

Apenas três anos depois, em 1999, Juan se firmou de vez no elenco do Flamengo durante a conquista da Copa Mercosul. Além de estufar as redes na final contra o Palmeiras, esta foi a primeira vez em que o jogador atuou como titular ao longo de todo um torneio. Segundo o próprio Juan, o triunfo continental foi essencial para assegurar sua vaga entre os 11 principais atletas do Rubro-Negro.

Em 2001, mais um título: a Copa dos Campeões. Marcando novamente um gol na final, Juan já era figurinha conhecida, e adorada pela torcida do Flamengo. Com o título, que garantiu ao Rubro-Negro a vaga na Libertadores de 2002, o zagueiro encerrou sua primeira passagem pelo clube da Gávea com chave de ouro. Conquistando muitos títulos nos seis anos em que jogou na equipe.[5]

Bayer Leverkusen[editar | editar código-fonte]

Em 2002, foi contratado pelo Bayer Leverkusen[6][7], onde jogou por cinco anos. Juan fez sua estreia na Bundesliga em 10 de agosto de 2002, a primeira rodada da temporada 2002-03, em um empate 1-1 no Energie Cottbus.[8] Demorou até à 10ª jornada da mesma época antes de marcar o seu primeiro golo pelo Bayer contra o Hertha.[9]

Juan foi titular permanente no Leverkusen durante cinco temporadas entre 2002 e 2007, Juan formou uma sólida parceria defensiva central no Die Werkself com o compatriota Lucio ele acumulou dez gols em 139 jogos durante sua estadia na Bundesliga pelo Bayer Leverkusen.[10]

Roma[editar | editar código-fonte]

Em 21 de junho 2007, Roma anunciou a contratação de Juan por 6,3 milhões de euros, que ficou assim vinculado ao clube italiano com um contrato de quatro anos a partir de 1º de julho de 2007.[11] Juan fez sua estreia na Serie A em 2 de setembro de 2007, entrando como um substituto de 84 minutos para Alberto Aquilani pelo treinador Luciano Spalletti em uma partida de 2 minutos contra o Siena vencida por 3-0.[12]

De junho de 2007 a julho de 2012, defendeu a equipe da Roma, da Itália.[13] Defendendo a squadra italiana, Juan participou da conquista de uma Coppa Italia e uma Supercopa da Itália. Em um período de cinco anos, o zagueiro atuou em 148 partidas, marcando 11 gols pelo clube e conquistando seu espaço no coração do torcedor giallorossi.

Internacional[editar | editar código-fonte]

Juan em partida do Internacional.

Em julho de 2012, foi liberado pela Roma e acertou sua transferência para o Internacional, de Porto Alegre, assinando um contrato de 2 anos.[14] Em 18 de julho, desembarcou no aeroporto Salgado Filho, e foi recebido por cerca de 300 torcedores colorados. Em seguida, rumou até o Hotel Millenium, onde concedeu entrevista coletiva e foi apresentado oficialmente com a camisa nº 18. No seu primeiro jogo, em 19 de agosto, contra a Portuguesa, no Canindé, Juan entrou no intervalo, e marcou o primeiro gol da partida, de cabeça, após falta cobrada por Kléber.

Em 2013, começou a ganhar sequência ao herdar a camisa 4 colorada e virou titular absoluto do time de Dunga. Foi o nome do jogo contra o Lajeadense, nas quartas de final da Taça Farroupilha 2013 ao marcar os dois gols de virada por 2 a 1.

Retorno ao Flamengo[editar | editar código-fonte]

2016

Em dezembro de 2015, com seu contrato encerrado com o Internacional, Juan acertou seu retorno para o Flamengo, time que o revelou para o futebol.[15] Se destacou na zaga Rubro-Negra ao lado de Réver, com os dois sendo a peça chave na melhora do time, conseguindo o terceiro lugar do Brasileirão 2016.

2017

Na temporada seguinte se destacou muito bem na atuação contra a Portuguesa da Ilha, em 11 de março pela Taça Rio onde ajudou o time a ganhar de 5 a 1, fazendo 1 gol, algo que não fazia há 15 anos pelo Flamengo e dando uma bela assistência de calcanhar para o gol de Leandro Damião, sem contar a grande atuação defensiva.[16] Com esse gol chegou a marca de 31 gols com a camisa Rubro-Negra, sendo o segundo maior zagueiro artilheiro do clube, ficando apenas atrás de Júnior Baiano, que marcou 33 gols pelo clube.[17]

Em 23 de agosto de 2017, na partida de volta das semifinais da Copa do Brasil, em que o Flamengo derrotou o Botafogo por 1 a 0, no Maracanã, Juan completou 300 jogos pelo Fla e ganhou uma camisa comemorativa. Com uma atuação segura, firme e sem problemas para acompanhar as jogadas, esta foi a melhor partida de Juan desde que retornou ao Flamengo.[18] Marcou seu trigésimo segundo gol com a camisa Rubro Negra na goleada sobre a Chapecoense por 4 a 0 na Ilha do Urubu, partida válida pelas oitavas de finais da Sul Americana.[19] Na final da Copa do Brasil foi um dos melhores jogadores do Flamengo em campo, na partida contra o Cruzeiro, tanto no Maracanã como no Mineirão. Na decisão por pênaltis esbanjou sua categoria, deslocou o goleiro Fábio em sua cobrança, ajudando a colocar o Rubro negro na frente. Mas o Cruzeiro acabou vencendo por 5 a 3.

No clássico contra o Vasco da Gama pelo Brasileirão, Juan foi o melhor jogador do Rubro Negro na partida. Aos 38 anos apresenta muita vitalidade, categoria e raça dentro de campo. Em um contra-ataque perigoso do Vasco, Juan desarmou Nenê com muita habilidade e categoria, além de cabecear uma bola que passou raspando a trave do goleiro Martín Silva. Ao término do jogo, foi muito aplaudido pela torcida do Flamengo.[20]

Juan se tornou ao lado de Júnior Baiano o maior zagueiro artilheiro do Flamengo. Atingiu essa marca na partida contra o Júnior Barranquilla pela Sul-Americana. Marcou de cabeça o gol de empate rubro negro, e Vizeu marcaria ainda o gol da virada por 2 a 1 no Maracanã.[21] No dia 8 de dezembro Juan teve seu contrato renovado por mais 1 ano.[22]

2018

Juan fez sua estreia na temporada contra o Nova Iguaçu pelo Campeonato Carioca de 2018. E o Flamengo na ocasião venceu por 1 a 0 com gol de Rodolpho.

No dia 8 de setembro Juan sofreu uma grave lesão rompendo o tendão de aquiles do pé direito. O impedindo de jogar até o fim do ano.[23]

2019

Após seis meses, recuperado de uma grave lesão, voltou a ser relacionado para uma partida do Rubro-Negro no dia 19 de março de 2019, contra o Madureira pelo Campeonato Carioca de Futebol de 2019.[24] Aos 43 minutos do segundo tempo, Juan foi chamado pelo técnico Abel Braga e pôde participar dos minutos finais da vitória por 2 a 0 com 2 gols de Gabigol. Recebeu a faixa de capitão de Diego e os aplausos dos mais de 17 mil rubro-negros presentes.

Se aposentou do futebol no dia 27 de abril de 2019 em partida contra o Cruzeiro pela 1° rodada do Campeonato Brasileiro. Juan entrou aos 45 minutos do 2° tempo no lugar de Éverton Ribeiro que passou a faixa de capitão para ele. O Flamengo venceu a partida por 3 a 1 e logo após ao término da partida Juan deu uma volta olímpica no estádio do Maracanã para agradecer aos torcedores que estavam presentes.[25]

Juan deixou o Flamengo onde em suas duas passagens realizou 332 jogos, 158 vitórias, 81 empates e 93 derrotas; 32 gols. Ele se consagrou como um dos melhores zagueiros do mundo neste século. Pelo Rubro-Negro venceu Copa Mercosul de 1999, Campeonatos Cariocas de 2000, 2001, 2017 e 2019, Copa dos Campeões 2001, Campeonato Brasileiro de 2019.[26]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Tendo já participado de seleções sub-17 e sub-20, estreou na Seleção Brasileira principal em 15 de julho de 2001 contra o Peru. Não participou da Copa do Mundo de 2002, entretanto, em 2004, o zagueiro tornou-se titular da Seleção Brasileira.

Participou das conquistas da Copa América 2004, Copa das Confederações de 2005, Copa América 2007 e Copa das Confederações de 2009, além de ter integrado a equipe brasileira que disputou a Copa do Mundo de 2006 e a Copa do Mundo de 2010.

Se aposentou da Seleção Brasileira depois da eliminação para a Holanda na Copa do Mundo de 2010.

Carreira como gerente[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Após Juan se aposentar do futebol, se tornou gerente técnico do Flamengo.

Em 17 de fevereiro de 2024, o Flamengo anunciou que Juan estava deixando o clube rumo a Seleção Brasileira.[27] Pelo clube como gerente técnico ele conquistou dez títulos, sendo eles: 2x Copa Libertadores (2019 e 2022), 2x Campeonato Brasileiro (2019 e 2020), Copa do Brasil (2022), Recopa Sul-Americana (2020), 2x Supercopa do Brasil (2020 e 2021) e 2x Campeonato Carioca (2020 e 2021).

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 19 de março de 2019.

Clubes[editar | editar código-fonte]

[28]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Flamengo 1996 12 0 0 0 0 0 2 0 0 13 0 0
1997 14 2 0 4 1 0 2 0 0 16 1 0 36 4 0
1998 10 0 0 1 0 0 5 0 0 13 1 0 29 1 0
1999 7 0 0 7 1 0 3 1 0 17 2 0
2000 15 2 0 7 0 0 4 2 0 36 4 0 62 7 0
2001 18 1 0 6 1 0 9 5 0 30 3 0 63 10 0
2002 3 0 0 23 6 0 26 6 0
Total 75 5 0 18 2 0 30 8 0 123 15 0 246 30 0
Bayer Leverkusen 2002–03 24 2 0 6 0 0 3 2 0 33 4 0
2003–04 29 2 1 3 0 0 32 2 1
2004–05 28 1 1 2 0 0 9 2 0 39 3 1
2005–06 30 3 3 1 0 0 1 0 0 32 3 3
2006–07 28 2 2 2 1 0 10 1 0 40 4 2
Total 139 10 7 14 1 0 23 5 0 0 0 0 176 16 7
Roma 2007–08 22 2 0 2 0 0 8 1 0 32 3 0
2008–09 21 2 0 1 0 0 4 1 0 1 0 0 27 3 0
2009–10 29 0 0 2 0 0 5 0 0 36 0 0
2010–11 30 2 2 3 0 0 3 0 0 1 0 0 37 2 2
2011–12 16 3 2 16 3 2
Total 118 9 4 8 0 0 20 2 0 2 0 0 148 11 4
Internacional 2012 6 1 0 6 1 0
2013 32 3 0 7 0 0 14 3 0 53 6 0
2014 21 0 1 2 0 0 0 0 0 10 0 0 33 0 1
2015 10 0 1 0 0 0 8 1 0 7 1 0 25 2 1
Total 69 4 2 9 0 0 8 1 0 31 4 0 117 9 2
Flamengo 2016 9 0 0 4 0 0 3 0 1 18 0 1 34 0 2
2017 13 0 2 6 0 0 10 2 0 7 1 1 36 3 3
2018 5 0 0 0 0 0 5 0 0 4 0 0 14 0 0
2019 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 2 0 0
Total 28 0 2 10 0 0 18 2 1 30 1 2 86 3[29] 5[29]
Total na carreira 428 28 15 59 3 0 96 18 1 186 20 2 771 69[29] 18[29]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos e jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-17

Ano
Jogos Gols Assist. Média
1995 6 2 0 0,33
1996 0 0 0 0
Total 6 2 0 0,33

Sub-20

Ano
Jogos Gols Assist. Média
1997 0 0 0 0
1998 0 0 0 0
1999 5 0 0 0
Total 5 0 0 0

Seleção principal [30]

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2001 7 0 0 0
2002 3 0 0 0
2003 4 0 0 0
2004 13 1 0 0
2005 8 1 0 0
2006 11 0 0 0
2007 15 2 0 0
2008 5 0 0 0
2009 5 2 0 0
2010 7 1 0 0
Total 78 7 0 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Bayer Leverkusen
  • Torneio Internacional de Maspalomas: 2005
Roma
Internacional
Seleção Brasileira

Como gerente:[editar | editar código-fonte]

Flamengo:[editar | editar código-fonte]

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

  • Melhor Zagueiro da Copa do Brasil: 2017
  • Craque da Final da Copa do Brasil: 2017
  • Equipe da Temporada da Bundesliga pela Kicker: 2003—04

Referências

  1. «Juan comemora gol que o iguala a Junior Baiano, maior zagueiro-artilheiro do Fla». O Globo. 24 de novembro de 2017. Consultado em 8 de março de 2020 
  2. «Os 10 zagueiros com mais partidas pela Seleção Brasileira». /mercadodofutebol. Consultado em 26 de outubro de 2022 
  3. «Do batizado para o Maracanã, Juan virou o zagueiro-arte da seleção». GloboEsporte.com. 25 de maio de 2010. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  4. «Dom Juan». Placar. 17 de abril de 2001 
  5. Vavel (25 de setembro de 2017). «Veterano e artilheiro: o simbolismo e a trajetória de Juan com a camisa do Flamengo». VAVEL.com 
  6. «GloboEsporte.com > Futebol 2008 - NOTÍCIAS - Bayer Leverkusen confirma contratação de Juan». globoesporte.globo.com. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  7. http://www.dothnews.com.br. «Bayer Leverkusen contrata zagueiro Juan». www.douradosnews.com.br. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  8. «Energie Cottbus 1:1 Bayer Leverkusen» (em alemão). Fussballdaten. Consultado em 12 de fevereiro de 2023 
  9. «CHertha 1:1 Bayer Leverkusen» (em alemão). Fussballdaten. Consultado em 12 de fevereiro de 2023 
  10. «Bayer Leverkusen's all-time top XI, featuring Toni Kroos, Arturo Vidal and Michael Ballack» (em alemão). Bundesliga. Consultado em 12 de fevereiro de 2023 
  11. «ACQUISIZIONE A TITOLO DEFINITIVO DEL DIRITTO ALLE PRESTAZIONI SPORTIVE DEL CALCIATORE JUAN SILVEIRA DOS SANTOS» (PDF) (em italiano). AS Roma. Consultado em 12 de fevereiro de 2023 
  12. «La Roma non brilla ma vince Siena ko all'Olimpico per 3-0» (em italiano). Repubblica. Consultado em 12 de fevereiro de 2023 
  13. «Juan troca Bayer Leverkusen pela Roma». OGlobo.com. 21 de junho de 2007. Consultado em 8 de dezembro de 2015 
  14. «Juan encaminha rescisão com a Roma e será anunciado pelo Inter». wp.clicrbs.com.br. 13 de julho de 2012. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  15. «Flamengo acerta o retorno do zagueiro Juan, ex-Internacional». SporTV.com. 8 de dezembro de 2015. Consultado em 8 de dezembro de 2015 
  16. «"Goleador" na 1ª passagem, Juan volta a marcar pelo Flamengo após 15 anos». GloboEsporte.com. 12 de março de 2017. Consultado em 12 de março de 2017 
  17. lance.com.br/ Juan está próximo de virar o zagueiro que mais fez gols pelo Flamengo
  18. globoesporte.globo.com/ Juan pega atalho em sistema de Rueda no Flamengo: "Menos espaço para cobrir"
  19. [1]
  20. «Aos 38 e com pouco tempo de descanso, Juan faz esforço em sequência de clássicos». Globoesporte 
  21. «Juan iguala o amigo Júnior Baiano e festeja marca histórica pelo Fla». www.lance.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2017 
  22. «Juan renova com o Fla até o fim de 2018 e diz: "Todos sabiam que era um sonho"». Globoesporte 
  23. Dia, O (8 de setembro de 2018). «Zagueiro Juan emociona torcedores do Flamengo em postagem após grave lesão». O Dia - Flamengo 
  24. «Madureira x Flamengo: com Juan entre os relacionados, veja provável escalação rubro-negra». ge. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  25. «Juan completa um ano de aposentadoria e elege seus 'top 4' da carreira». TNT Sports. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  26. «Hall do Manto: escolha o seu time dos sonhos de todos os tempos». GE. Consultado em 4 de julho de 2023 
  27. «Flamengo oficializa saída de Juan para assumir cargo de gerente técnico na CBF». ge. 17 de fevereiro de 2024. Consultado em 17 de fevereiro de 2024 
  28. «Football : Juan» (em inglês). FootballDatabase.eu. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  29. a b c d «Reservas do Flamengo atropelam Portuguesa com três de Damião: 5 a 1». globoesporte.com 
  30. «Player - Juan» (em inglês). National Football Teams. Consultado em 24 de dezembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Juan Silveira dos Santos