A Lua Me Disse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A lua me disse)
Ir para: navegação, pesquisa
A Lua me Disse
A Lua Disse-me (PT)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Comédia romântica[1]
Duração 45 minutos
Criador(es) Miguel Falabella
Maria Carmem Barbosa
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Roberto Talma
Rogério Gomes
Elenco
Tema de abertura "Lero, Lero", Erasmo Carlos
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Transmissão original 18 de abril30 de setembro de 2005
N.º de episódios 143
Cronologia
Começar de Novo
Bang Bang

A Lua me Disse é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida no horário das 19 horas, entre 18 de abril e 30 de setembro de 2005, em 143 capítulos, substituindo Começar de Novo e sendo substituída por Bang Bang. Foi a 68ª "novela das sete" exibida pela emissora. Foi escrita por Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa com a colaboração de Antônia Pellegrino, dirigida por Leandro Neri e André Felipe Binder, com direção geral de Rogério Gomes e Roberto Talma e direção de núcleo de Roberto Talma. [3]

Contou com as participações de Adriana Esteves, Wagner Moura, Marcos Pasquim, Zezé Polessa, Arlete Salles, Aracy Balabanian, Débora Bloch e Maurício Mattar.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A personagem Heloísa é o fio condutor da história. Moradora do Beco da Baiúca, se apaixona pelo bondoso Ricardo, filho da milionária Esther Bogari, uma mulher implacável e sócia do Banco Benate Bogari, que não admite o namoro do filho com uma moça pobre.[nota 1] Heloísa descobre que está grávida, mas Ricardo morre em um acidente de carro. Amargurada pela morte de seu filho mais querido, Esther não dá nenhum suporte para Heloísa e entra em uma batalha judicial pela guarda de seu neto, Artur, a qual acaba perdendo. Gustavo, o filho mais velho de Ester, sempre foi rejeitado pela mãe e tem que sofrer em segredo pela morte do irmão para que não seja visto como fraco pela matriarca. O rapaz é totalmente contra as atitudes de Esther, mas evita entrar em conflito em um momento tão delicado, nunca contando também que ama Heloísa em segredo.

Dez anos se passam e Heloísa conseguiu criar seu filho de forma admirável, além de ter se tornado administradora da rede de lojas populares O Frango com Tudo Dentro, pertencentes a Ademilde Goldoni. A empresária é uma mulher divertida e de bem com a vida, que detém a maior casa do pedaço e emprega em seus empreendimentos toda sua família: os irmãos Adalgisa, Adail e Adilson, a mãe Gôndola e os preguiçosos sobrinhos Soraya, Adonias e Julieta. A única tristeza da vida de Ademilde é nunca ter conhecido um grande amor, o que faz com que recorra às salas de bate-papo na internet, armando loucos encontros com homens completamente pirados sempre, onde carrega junto seus amigos Naíde e Talarico para as confusões. Ela começa a ter que enfrentar a concorrência desleal do Peru do Papo Gordo, uma rede de lojas rivais que abriu a pouco tempo e que é comandada pelos desonestos Sulanca e Zé Bisonho, sempre trazendo mercadorias ilegais a baixos custos e tentando sabotar o negócio de Ademilde. Mas quem arranja os maiores problemas na casa são as hilárias Adalgisa e Adail, sempre envoltas em planos mirabolantes para tentarem ficarem ricas.

A sorte não foi tão boa com a banqueira Regina Benate, que descobre que está prestes a falecer e corre para deixar todos os seus bens em testamento para assegurar que sua filha Branca, ainda de 16 anos, receba tudo a que tem direito. Por causa de uma antiga amizade, ela nomeia Heloísa tutora de Branca, temendo que a menina fosse cair nas garras da avó, a megera Leontina, ou da tia, a ambiciosa Elvira, que visavam ter em posse o dinheiro e passam a infernizar a vida de Heloísa. Como tutora ela reencontrará depois de tantos anos Esther e verá sua vida entrelaçada à dela novamente, uma vez que agora é representante das ações da filha de sua falecida amiga no Banco Benate Bogari. Ao se mudar para o Beco da Baiúca com Heloísa, Branca se apaixona pelo boêmio e sedutor Adonias, que não quer saber de trabalhar e gosta apenas de curtir a farra. O rapaz é influenciado pela mãe Adail a conquistar a moça rica, uma vez que ela poderia ser a solução dos problemas financeiros dele e do resto da família. Porém, após diversas desilusões e contratempos, Adonias acaba se apaixonando de verdade de Branca e tem a missão de provar para ela que mudou seu caráter que era duvidoso.

E a pensão de Dona Roma agita o Beco. Na verdade, ela é um homem que desde pequeno se veste como mulher e como ajuda muitas pessoas, ninguém dá bola para o fato e Roma se tornou uma das figuras mais queridas da Baiúca. Nas horas vagas, Roma ainda ataca de detetive e resolve problemas do pessoal do bairro, como a amiga Zelândia e o vigia Meia-Noite, devido à sua grande leitura de romances policiais. Pela pensão dela, moram figuras hilárias, como a fogosa Assunta, a perua Geórgia, a cantora Morcega e o bonitão Valdo, que é paquerado por Samovar e acaba sentindo-se atraído pelo rapaz depois de muito relutar. Heloísa fica balançada ao se aproximar de Gustavo e os dois começam a viver uma grande paixão a contra gosto da mãe do rapaz, que também não aprovava o relacionamento da mulher com seu falecido filho. A vida de Heloísa fica agitada com a chegada de Tadeu, um rapaz aparentemente bondoso que fará de tudo para agradar a ela e o pequeno Artur, sem que ela saiba que na verdade ele é um verdadeiro canalha, pronto para colocar as mãos na fortuna que ela administra para Branca.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção[editar | editar código-fonte]

Para interpretar a personagem Branca, Monique Alfradique realizou testes com outras 60 atrizes iniciantes no final de 2004, recebendo o resultado no dia de Natal.[4]

Maitê Proença, Débora Bloch, Aracy Balabanian e Monique Alfradique viajaram para a cidade de Innsbruck, na Áustria, para gravar as primeiras cenas da novela referentes a seus personagens.[5] Apesar disso, a família morava na Suiça na história.[6]

Após avaliar as cenas em que a empregada indígena Jaci, interpretada pela atriz Bumba, era constantemente humilhada pelas personagens de Stella Miranda e Bia Nunnes, o Ministério Público Federal vetou este tipo de comportamento na novela, considerando que as cenas eram "constrangedoras ou degradantes" e classificando como racismo.[7]

É a primeira novela de Cassio Scapin na Rede Globo após 20 anos de trabalhos especialmente no teatro e no cinema.[8]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Adriana Esteves Heloísa Queiroz
Wagner Moura Gustavo Bogari Prado
Monique Alfradique Branca Sá Marques Benate
Zezé Polessa Esther Bogari Prado
Marcos Pasquim Tadeu Martins Moraes
Arlete Salles Ademilde Goldoni
Paulo Vilhena Adonias Goldoni
Natália Lage Beatriz Nogueira Queiroz
Aracy Balabanian Leontina Sá Marques
Débora Bloch Maria Doroteia Sá Marques Dantas (Madô)
Maurício Mattar Lúcio Dantas
Isabel Fillardis Violeta da Mata
Patrycia Travassos Geórgia Bogari Lago
Zezeh Barbosa Anastácia da Mata (Latoya)
Mary Sheyla Jurema da Mata (Whitney)
Luiz Guilherme José Carlos (Zé Bisonho)
Otávio Augusto Alberto Queiroz
Pepita Rodrigues Diva Queiroz
Chica Xavier Dionísia da Mata
Mário Gomes Agenor / Solano
Bete Coelho Marisa Queiroz (Marisinha)
Maria Zilda Bethlem Zelândia Fortunato
Cláudio Marzo Ivan Lago
Stella Miranda Adalgisa Goldoni
Bia Nunnes Adail Goldoni
Giuseppe Oristanio Armando Sá Marques
Beth Goulart Elvira Sá Marques
Miguel Magno Amoroso Valentín Pannacota (Dona Roma)
Elizângela Assunta Velato
Luís Salém Talarico Pereira
Maria Gladys Naíde Alves
Diva Pacheco Sulanca[9]
José D'Artagnan Júnior Adilson Goldoni
Guilhermina Guinle Sílvia Bogari Lago
Juliana Baroni Soraya Goldoni
Pedro Neschling Murilo Queiroz (Murilinho)
Fernanda Rodrigues Julieta Goldoni
Raoni Carneiro Ramón Sá Marques
Rafael Paiva Pedro Bogari Lago
Carol Machado Vitza Vranska
Cássio Scapin Samovar de Santa Luzia
Catarina Abdala Dedeja[9]
Ivan Cândido Anselmo Gomes
Thelma Reston Gôndola Goldoni
Jacqueline Laurence Emelyne Junot (Memé)
Hugo Gross Valdo Magalhães
Sylvia Massari Meire de Souza (Morcega)
Adriano Garib Dário Cotrim
Cristina Pereira Roseta Castro Moura (Cigana Roseta)
Jorge Botelho Nilson (Meia-Noite)
Simone Soares Marta
Sandro Christopher Dauro
Bumba Índia Jaci
João Velho Gibraltar Fortunato
Roberta Rodrigues Zenóbia
Vergniaud Mendes Joaquim Queiroz
Jorge de Sá Jorge da Mata (Jorginho)
Mariana Vaz Vilma
Guilherme Vieira Artur Queiroz Bogari
Daniel Torres Odorico[9]
Renata Paschoal Edna
Jorge Maya Evaristo
Pia Manfroni Taísa (Taisinha)

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/atriz Personagem
Maitê Proença Maria Regina Sá Marques Benate
Carlos Casagrande Joel
Frank Borges Ricardo Bogari
Carlos Tufvesson Ele mesmo
Ana Gloz Dunya

Audiência[editar | editar código-fonte]

Horário # Eps. Estreia Final Posição Temporada Classificação geral
Data Primeiro
capítulo
Data Último
capítulo
Segunda— Sabádo
19:15
143
18 de abril de 2005
32
30 de setembro de 2005
40 #1 2005 33

O primeiro capítulo obteve média de 32 pontos, índice bastante inferior ao da sua antecessora.[10] Seu último capítulo teve média de 40 pontos, com picos de 44.[11] Terminou com uma média geral de 33 pontos.[12]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

Capa: Adriana Esteves

  1. Ninguém merece - Zeca Pagodinho (tema de Marisinha e Agenor)
  2. Só vou gostar de quem gosta de mim - Caetano Veloso (tema de Heloísa)
  3. O Caminho - Bebel Gilberto (tema de Julieta)
  4. Veneziana - Simone (tema de Adilson e Marta)
  5. Por que não eu? - Leoni e Herbert Vianna (tema de Gustavo)
  6. Lero lero - Erasmo Carlos (tema de abertura)
  7. Ciclo - Jorge Vercilo (tema de Violeta e Lúcio)
  8. Amar você (Segredo do meu coração) - The Originals (tema de Ademilde)
  9. Um mais um - Skank (tema do núcleo jovem)
  10. Eu sou neguinha? - Vanessa da Mata (tema de Latoya e Whitney)
  11. Tatuagem - Gil
  12. Dia Azul - Djavan (Tema de Madô)
  13. Chuva de Gelo - Circuladô de Fulô
  14. Impressão Digital - Pepeu Gomes (tema de Zelândia e Ivan)
  15. Arpoador - Mart'nália (tema de Adalgisa e Adail)
  16. Medo - Pedro Barreto (tema de Pedro e Soraya)

Internacional[editar | editar código-fonte]

  • A trilha não foi lançada comercialmente, a lista das músicas foi retirada do site da temporada.
  1. Shut Up! - Simple Plan (tema do núcleo jovem)
  2. Not All Me - Alanis Morissette (tema de Heloísa)
  3. Stop, Look, Listen To Your Heart - Michael McDonald (tema de Heloísa e Gustavo)
  4. Must Get Out - Maroon 5 (tema de Pedro e Soraya)
  5. Never Know - Jack Johnson (tema de Julieta e Gibraltar)
  6. Don´t Lie - Black Eyed Peas (tema de Whitney e Latoya)
  7. Black Crow - Diana Krall (tema de Estér e Tadeu)
  8. Why Do You Have To Be So Hard to Love - Bryan Adams (tema de Lúcio e Violeta)
  9. Lonely No More - Rob Thomas (tema de Assunta e Murilinho)
  10. First - Lindsay Lohan (tema de Julieta)
  11. You and I - Michael Bublé (tema de Zelândia)
  12. Speed of Sound - Coldplay (tema de Beatriz)
  13. Behind These Hazel Eyes - Kelly Clarkson (tema de Branca)
  14. Rock Generation - SMS (tema de locação: Rio de Janeiro)
  15. Nos Hizos Falta Tiempo - Luis Miguel (tema de Ademilde)
  16. Killing The Name - Metal Fusion (tema geral)

Referências

  1. A Lua me Disse Memória Globo
  2. a b «A Lua me Disse». Teledramaturgia. Consultado em 21 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 21 de fevereiro de 2016 
  3. Memória Globo. «A Lua Me Disse - Trama Principal». Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  4. «"A Lua me Disse foi um presente", diz Monique Alfradique». Terra. 6 de agosto de 2005. Consultado em 4 de julho de 2016 
  5. «Globo grava "A Lua Me Disse" na Áustria». Terra. 14 de março de 2005. Consultado em 4 de julho de 2016 
  6. «PRODUÇÃO». Globo. Consultado em 4 de julho de 2016 
  7. «Procuradora veta ofensa a índia na novela "A Lua me Disse"». Folha de S.Paulo. 30 de agosto de 2005. Consultado em 4 de julho de 2016 
  8. «CURIOSIDADES». Globo. Consultado em 4 de julho de 2016 
  9. a b c «Beco da Baiúca recebe gente nova em A Lua me Disse». Terra. 18 de maio de 2005. Consultado em 3 de dezembro de 2016 
  10. «A Lua Me Disse estreia com 32 pontos». Área Vip. 20 de abril de 2005. Consultado em 31 de março de 2015 
  11. «Fim de A Lua Me Disse rende média de 40 pontos». Terra. 30 de setembro de 2005. Consultado em 31 de março de 2015 
  12. «Ibope de novelas desaba na Globo; veja a queda - 18/09/2008 - UOL Notícias - Ooops!». Consultado em 29 de Dezembro de 2010 

Notas

  1. Filho de Ester Bogari. Participou em apenas um capítulo.A Lua me Disse – Galeria de personagens

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.