Airton Sandoval

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Airton Sandoval
Senador por São Paulo
Período 10 de março de 2017
até a atualidade
Deputado Federal por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 1975
até 1º de fevereiro de 1995
Dados pessoais
Nome completo Airton Sandoval Santana
Nascimento 21 de junho de 1943 (74 anos)
Itirapuã, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Partido MDB (1974-1977)
ARENA (1977-1979)
PMDB (1979-presente)
Profissão Advogado

Airton Sandoval Santana (Itirapuã, 21 de junho de 1943) é um advogado e político brasileiro, filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Atualmente é senador pelo estado de São Paulo.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Foi eleito deputado federal pela primeira vez em 1974, pelo MDB de São Paulo. Trocou de legenda em 1977, quando se filiou à ARENA, mas em 1979 voltou ao partido original, já então rebatizado PMDB. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Câmara. Nas eleições de 1990, foi eleito suplente e assumiu a vaga de Luiz Carlos Santos em 1993.[1] Sandoval foi Secretário Geral do PMDB em São Paulo até 2010.[2]

Foi chefe de gabinete do prefeito de Franca, Alexandre Ferreira, na gestão 2012-2016.[carece de fontes?]

Em 2010, foi eleito suplente do senador Aloysio Nunes Ferreira.[3] Em 2017 com a efetivação de Aloysio Nunes Ferreira para o Ministério das Relações Exteriores, assumiu o cargo de senador.[4]

Em julho de 2017 votou a favor da reforma trabalhista.[5] No mesmo mês, votou, no conselho de ética, contra a cassação do mandato de Aécio Neves.[6]

Em outubro de 2017 votou a favor da manutenção do mandato do senador Aécio Neves derrubando decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal no processo onde ele é acusado de corrupção e obstrução da justiça por solicitar dois milhões de reais ao empresário Joesley Batista.[7][8]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.