Lucas Pezzini Leiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lucas Leiva
Lucas Leiva
Leiva em 2011 pela Seleção Brasileira
Informações pessoais
Nome completo Lucas Pezzini Leiva
Data de nasc. 9 de janeiro de 1987 (30 anos)
Local de nasc. Dourados (MS), Brasil
Nacionalidade brasileira
Italiana[1]
britânica[1]
Altura 1,79m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 2005–presente (11 anos)
Clube atual Lazio
Número 6
Posição Volante
Clubes de juventude
2002–2005 Grêmio
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005–2007
2007–2017
2017–
Grêmio
Liverpool
Lazio
0075 0000(8)
0346 0000(8)
0008 0000(0)
Seleção nacional3
2007
2008
2007–2013
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
Brasil
0009 0000(4)
0007 0000(0)
0024 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 14 de outubro de 2017.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 19 de novembro de 2013.

Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Pequim 2008 Futebol

Lucas Pezzini Leiva, mais conhecido como Lucas Leiva ou simplesmente Lucas (Dourados, 9 de janeiro de 1987) é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente joga na Lazio, da Itália.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Chegou as categorias de base do Grêmio no ano de 2002.

Iniciou sua carreira no Grêmio, fazendo sua estreia na equipe no dia 22 de Outubro de 2005, na vitória de 1–0 sobre o Náutico na estreia da fase final da Série B, estreando no lugar do então capitão Sandro Goiano. O Grêmio ganhou a partida por 1–0, com um gol de Domingos. Também participou do último jogo quando foi um dos sete jogadores que terminou a partida em campo pelo tricolor na Batalha dos Aflitos, retornando à Série A.

Em 2006 o jogador, que virou titular da equipe, conquistou o Campeonato Gaúcho - que o Grêmio não ganhava desde 2001 - e também ficou em 3º lugar no Campeonato Brasileiro. Jogador de boa marcação e técnica, avançando ao ataque e fazendo gols e assistências, Lucas recebeu da revista Placar a Bola de Ouro de 2006, atribuído ao melhor jogador do Campeonato Brasileiro no ano.

Em 2007, ainda pelo Grêmio, Lucas conquistou mais uma vez o Campeonato Gaúcho e foi vice da Copa Libertadores.

Liverpool[editar | editar código-fonte]

Lucas atuando pelo Liverpool

Em 26 de julho ele foi oficialmente apresentado ao Liverpool como jogador.[2] Em 27 de julho fez sua estreia no jogo contra o Portsmouth, ao substituir Sissoko no segundo tempo.

Lucas marcou o seu primeiro gol pelos reds no dia 26 de janeiro de 2008, em uma vitória de 5–2, durante um jogo contra o Havant & Waterlooville pela Copa da Inglaterra.[3]

Lucas manteve uma temporada regular em 2008/09 e em 2009, com a saída de Xabi Alonso do clube, ele acabou por ser mais utilizado pelo treinador. Na temporada 2009/10 Lucas assumiu definitivamente a titularidade da equipe. A temporada 2010/11 foi de afirmação, com Lucas terminando o ano como o maior roubador de bolas do campeonato inglês.[4]

Quando iniciou a temporada 2011/12, Lucas era cotado como um dos principais jogadores do Liverpool. Porém, uma grave lesão no joelho - ruptura do ligamento cruzado anterior - na partida contra o Chelsea em um choque com Juan Mata.[5]

Após se recuperar da grave lesão que sofreu na temporada anterior, Lucas voltou a ser um jogador consistente no plantel do Liverpool na temporada 2012/13 e inclusive voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira.

Novamente iniciou uma temporada em alta, e na Premier League de 2013/14 Lucas vinha como titular do time até sofrer uma lesão muscular na coxa. Durante seu afastamento, o capitão Steven Gerrard foi recuado para a posição que Lucas vinha atuando, a equipe encaixou e o brasileiro perdeu espaço no restante da temporada.

Em 2014/15, Lucas iniciou a temporada na reserva, mas no decorrer do ano retomou seu espaço com as constantes falhas que o sistema defensivo do Liverpool apresentava quando ele não jogava. Um marco foi a derrota por 3-0 para o rival Manchester United em 14 de dezembro, onde Lucas não jogou. O brasileiro, porém, entrou na partida seguinte como titular contra o AFC Wimbledon e ajudou o Liverpool a conquistar a melhor série da temporada com dez jogos sem derrota.

Sob o comando do treinador alemão Jürgen Klopp e devido as lesões que abateram praticamente todos os zagueiros do elenco do Liverpool, Lucas fez uma série de boas partidas improvisado como zagueiro durante a temporada 2015/16. Porém, na final da Copa da Liga Inglesa sofreu uma lesão muscular ao bater um pênalti e ficou 43 dias fora dos gramados.

Sua saída do clube ao final da temporada 2016/2017 rendeu diversas homenagens do clube e de colegas de equipe.

Lazio[editar | editar código-fonte]

Em 18 de julho de 2017, após 10 anos atuando pelo Liverpool, Lucas foi anunciado como novo reforço da Lazio, chegando ao clube para substituir o capitão Lucas Biglia. Sua transação envolveu 5 milhões de libras, e o brasileiro recebeu a camisa número 6 na equipe italiana.[6][7]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Lucas foi o capitão da equipe brasileira sub-20 no Campeonato Sul-Americano sub-20 onde foi campeão, marcando 4 gols e sendo eleito o melhor jogador do torneio. Era esperado para liderar a equipe em 2007, no Campeonato do Mundo Sub-20, disputado no Canadá. Em julho de 2007 foi nomeado no plantel, porém uma lesão em treino manteve-o parado por 3 semanas, tirando-o da disputa.

Lucas jogou seu primeiro jogo oficial pela Seleção Brasileira em 22 de agosto de 2007, chegando como substituto em um amistoso contra a Argélia.

Em junho de 2008, Lucas foi chamado por Dunga para jogar pelo Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim. Em alguns meses depois, Lucas é novamente integrado à seleção, agora para disputar os jogos restantes das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Ainda em julho do mesmo ano, Lucas voltou a ser convocado, agora sob o comando do treinador Mano Menezes.

Em 2011, agora titular absoluto no Liverpool, Lucas continuou sendo convocado por Mano Menezes, e aos poucos tem garantido seu posto de titular também na seleção. Foi convocado por Mano para a Copa América de 2011, seu primeiro torneio pela seleção principal.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É sobrinho de Leivinha, ex-jogador da Seleção Brasileira.[8] Possui também a cidadania italiana e britânica.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Grêmio
Liverpool
Lazio
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]