Paulo Cardoso de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Paulo de Almeida (dirigente))
Paulo Cardoso de Almeida
Nascimento 12 de julho de 1950
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação político

Paulo Cardoso de Almeida (Rio de Janeiro, 12 de julho de 1950) é um político e dirigente de carnaval brasileiro.

Dirigente de carnaval[editar | editar código-fonte]

Foi presidente da LIESA no período 1993-1995 e da LIESGA.

Durante seu mandato na LIESA, por dois anos consecutivos, 1993 e 1994, não houve descenso dos últimos colocados do Grupo Especial, ao contrário do que havia sido estabelecido no regulamento. Em 1995, após ter criado a LIESGA, ascendeu várias escolas da divisão imediatamente abaixo.

Foi presidente da Caprichosos de Pilares e diretor do conselho da antiga LESGA, com a proposta de aumentar os desfile da entidade em dois dias,[1] o que foi feito em 2013.

Política[editar | editar código-fonte]

Na política, foi vereador em São João de Meriti, depois presidente da Câmara Municipal daquela cidade; após, foi eleito deputado federal pelo Partido Trabalhista Renovador (PTR), pelo Partido Social Democrático (PSD) e, finalmente, no Partido Democrático Trabalhista (PDT), ainda nos anos 90. Em 2010, foi novamente candidato a deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro. Entre as suas propostas, estavam a anistia de grupos armados e a legalização de bingos, mas não conseguiu se eleger.

Em 2012 concorreu a vereador de São João de Meriti pelo PDT, ficando como como suplente na coligação Todos Juntos por Meriti. Obteve 365 votos (0,14%).

Dirigente esportivo[editar | editar código-fonte]

Foi presidente do São Cristóvão, quando levou o time a disputar pela primeira vez o Campeonato Brasileiro da Série C, em 2000,[2] além de ter se candidatado a presidente da FERJ. Por vários anos foi patrono do Tomazinho Futebol Clube, time tradicional de São João de Meriti.

Referências

Precedido por
Capitão Guimarães
Presidentes da LIESA
1993 -1995
Sucedido por
Jorge Castanheira