São João del-Rei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de São João Del Rei)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde junho de 2012). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de São João del-Rei
"Cidade dos Sinos"
Visão Parcial de Bairros Centrais

Visão Parcial de Bairros Centrais
Bandeira de São João del-Rei
Brasão de São João del-Rei
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de dezembro
Fundação Arraial: 1701, 1704 ou 1705
Vila: 8 de dezembro de 1713 (304 anos)
Cidade: 6 de março de 1838 (179 anos)
Gentílico são-joanense
Prefeito(a) Nivaldo José de Andrade (PSL)
(2017–2020)
Localização
Localização de São João del-Rei
Localização de São João del-Rei em Minas Gerais
São João del-Rei está localizado em: Brasil
São João del-Rei
Localização de São João del-Rei no Brasil
21° 08' 09" S 44° 15' 43" O21° 08' 09" S 44° 15' 43" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Campo das Vertentes IBGE/2008[1]
Microrregião São João Del Rei IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Barbacena, Carrancas, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Ibertioga, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Piedade do Rio Grande, Santa Cruz de Minas, Ritápolis, Prados, Tiradentes[2]
Distância até a capital 183 km
Características geográficas
Área 1 464,327 km² [3]
População 90 263 hab. Estimativa IBGE/2017[4]
Densidade 61,64 hab./km²
Altitude 898 m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,758 elevado IBGE/2010[5]
PIB R$ 1 630 011 IBGE/2014[6]
PIB per capita R$ 18 334,92 IBGE/2014[6]
Página oficial
Prefeitura www.saojoaodelrei.mg.gov.br

São João del-Rei é um município brasileiro da região do Campo das Vertentes, Sudeste do estado de Minas Gerais. É uma das maiores cidades setecentistas mineiras. A cidade foi fundada por bandeirantes paulistas, considera-se Tomé Portes del-Rei como seu fundador.

Localizado na Bacia do Rio Grande, tem seu relevo formado pelas serras do complexo da Serra da Mantiqueira. É um polo para cidades do Sudeste e sul de Minas Gerais. O aeroporto Prefeito Otávio de Almeida Neves, localizado na Regional Colônia (Zona Norte da cidade), é o mais importante da região.

Dotada de uma vasta gama arquitetônica, na qual não se restringe apenas ao Barroco. Mesmo na região do Centro Histórico é possível observar diversas linhas arquitetônicas. São João del-Rei é conhecida também por ser uma cidade universitária devido a presença da UFSJ, do IPTAN, agora elevado a categoria de Centro Universitário UNIPTAN e IF-Sudeste de MG, além do grande número de repúblicas estudantis espalhadas pela cidade.

Nasceram, em São João del-Rei o presidente eleito do Brasil Tancredo Neves, o cardeal dom Lucas Moreira Neves, Otto Lara Resende, padre José Maria Xavier (compositor sacro), Francisca Paula de Jesus, que está em via de ser canonizada e o violeiro cantador Chico Lobo.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa da Comarca do Rio das Mortes em 1780
Ver artigo principal: História de São João del-Rei

O Arraial Novo do Rio das Mortes, que deu origem à cidade, foi fundado entre 1704 e 1705. Porém, a região já era ocupada desde pelo menos 1701, quando Tomé Portes del-Rei se estabeleceu na região do Porto Real da Passagem (hoje nas proximidades dos bairros de Matosinhos em São João del-Rei e Porto Real em Santa Cruz de Minas).

Entre 1707 e 1709, o Arraial se tornou um dos palcos da Guerra dos Emboabas, um conflito armado que também alcançou vastas regiões de Minas Gerais: principalmente as do rio das Velhas (Sabará), rio das Mortes (São João del-Rei) e Vila Rica (Ouro Preto). Nas proximidades de São João del-Rei, durante a guerra, ocorreu o episódio conhecido como Capão da Traição.

Em 8 de dezembro de 1713, o arraial alcançou foros de vila com o nome de São João del-Rei, clara homenagem a dom João V. Em 1714, passou a ser a sede da recém-criada Comarca do Rio das Mortes.

O ouro, a pecuária e a agricultura permitiram o desenvolvimento e progresso da vila, elevada à categoria de cidade a 8 de dezembro de 1838.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização geográfica[editar | editar código-fonte]

21º 08' 00" Sul (latitude) e 44º 15' 40" Oeste (longitude).

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

São João del-Rei está inserida na bacia do rio Grande, sendo o rio das Mortes o principal entre os rios que banham a cidade.

Rios
Rio Elvas |: Rio das Mortes Pequeno | Rio das Mortes

Relevo[editar | editar código-fonte]

A sede do município se localiza num grande vale, entre a Serra de São José (leste) e a Serra do Lenheiro (oeste).

Formações rochosas
Serra do Lenheiro | Serra de São José
Ponto culminante do município
Morro do Chapéu, no Distrito de Emboabas - 1 338 metros (altitude)

Vegetação[editar | editar código-fonte]

São João del-Rei possui uma diversidade ecológica grandiosa, com uma biodiversidade representativa de alguns ecossistemas importantes do bioma Mata Atlântica e Cerrado. No seu relevo, formado pelas serras do complexo da Mantiqueira, observa-se uma vegetação de cerrado, com a presença de campos limpos e araucárias nas partes mais altas, especialmente a partir de 1.100 metros de altitude.

Fauna[editar | editar código-fonte]

Apresenta um potencial notável para a avifauna, onde é possível encontrar espécies representativas de alguns ecossistemas importantes dos biomas Mata Atlântica e Cerrado. Destaque para o jacu, araras (Aratinga leucophthalmus), saíra-dourado (Tangara cyanoventris). Entre os mamíferos, encontramos grandes quantidades de macacos que alegram e dão um toque especial ao turismo local, como o sauá (Callicebus personatus) e os saguis-de-tufo-preto (Callithrix penicillata). Apesar de rara, a suçuarana ainda ocorre na região.

Clima[editar | editar código-fonte]

Clima tropical de altitude, caracterizado por verões quentes e úmidos, apresentando média térmica compensada anual de 19,2 °C (Cwa, de acordo com a classificação de Koppen).

Conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), entre 1961 e 2006 a menor temperatura registrada em São João del-Rei foi de 0,4 °C em 18 de julho de 2000,[7] e a maior atingiu 36,4 °C em 25 de janeiro de 2006.[8] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 137,6 mm em 24 de janeiro de 1992. Outros grandes acumulados foram 114,3 mm em 9 de novembro de 1970, 108,1 mm em 14 de janeiro de 1992, 106 mm em 12 de janeiro de 1982, 105,8 mm em 3 de janeiro de 1997, 104 mm em 1 de fevereiro de 1966 e 102,7 mm em 23 de dezembro de 1986.[9]

Dados climatológicos para São João del-Rei
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima absoluta (°C) 36,4 34,4 33,9 31,8 30,7 33 29,6 33,7 35,9 34,9 34,3 33,9 36,4
Temperatura máxima média (°C) 27,4 27,7 27,9 26,1 24,6 23,4 23,5 25,2 26,2 26,3 26,5 26,5 26
Temperatura média (°C) 21,5 21,7 21,4 19,6 17,4 15,9 15,7 17,2 18,8 19,9 20,4 21 19,2
Temperatura mínima média (°C) 17 17,2 16,7 14,8 12,2 10,3 9,8 11 13 15 15,8 16,7 14,1
Temperatura mínima absoluta (°C) 10,9 12 9,6 6 3,2 1 0,4 3,3 5,5 7,5 7 9,9 0,4
Precipitação (mm) 271,2 201,2 152,7 74 39,7 15,6 9,9 23,4 64,1 144,8 198,5 261,3 1 456,3
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 16 13 10 6 4 2 1 2 5 11 12 17 99
Umidade relativa (%) 75,4 74,8 74,6 75,2 74,7 73,2 71,2 67,1 67,9 71,8 73,8 76,4 73
Horas de sol 187 161,7 190,5 185,3 202,1 186,4 215,8 216,7 175,6 151 163,2 150 2 185,3
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (normal climatológica de 1961-1990;[10][11][12][13][14][15][16] recordes de temperatura: 1961 a 1984 a partir de 1988).[7][8]

Divisão territorial[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

O perímetro urbano de São João del-Rei possui, oficialmente, 07 bairros: Centro, Fábricas, Colônia do Marçal, Bonfim, Tijuco, Matosinhos e Senhor dos Montes. O inciso C, do artigo 67, da Lei Orgânica do Município de São João del-Rei estabelece que a divisão administrativa do Município, em bairros e distritos que tenham mais dez mil habitantes[17].

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo IBGE 2010.

População total: 84 404

  • População Urbana: 79 790
  • População Rural: 4 614
  • Total de homens: 40 494
  • Total de mulheres: 43 910

Total de domicílios: 33 373

Densidade populacional: 57,67 hab./km²

Os três maiores bairros de São João del-Rei, em número de habitantes, são: Matosinhos (20 153), Tijuco (15 699) e Colônia do Marçal (9 986), conforme o Censo IBGE/2010.

Evolução populacional[editar | editar código-fonte]

Ano População
1991 72 747
1996 74 827
2000 78 616
2007 81 918
2010 84 404
2013 88 405*

(*)Estimativas IBGE

Política e administração[editar | editar código-fonte]

A Câmara de Vereadores de São João del-Rei é composta por 13 vereadores.

Encontra-se na Cidade o Fórum da Comarca, Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), entre outros órgãos competentes.

Podemos Ver na imagem o Fórum em primeiro Plano e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) em vermelho mais ao fundo.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

São João del-Rei se destaca em termos de produção agrícola, tendo em vista a enorme área do município. Para dar suporte ao produtor rural, foi fundada, em 2003, no campus Ctan da Universidade Federal de São João del-Rei, a Fazenda Experimental Risoleta Neves da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais.

Indústria[editar | editar código-fonte]

A cidade possui importantes empresas nas áreas de têxteis, metalurgia, alimentícia, entre outras, sendo então um dos principais polos industriais do Campo das Vertentes. Estão localizadas na cidade multinacionais como a Bozel Brasil S/A (adquirida pela Japonesa, Japan Metals e Chemicals Co. Ltd - JMC|Japan Metals e Chemicals e a LSM Brasil S/A (Antiga Fluminense).

Comércio[editar | editar código-fonte]

O comércio é um dos grandes geradores de emprego e renda, pois se consolidou como um dos atrativos que fazem de São João del-Rei uma cidade-polo. A cidade possui grande variedade de lojas de vários setores.

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Portaria do campus Santo Antônio da Universidade Federal de São João del-Rei

Há em São João del-Rei várias instituições de ensino, nos vários níveis e modalidades. A cidade também sedia a 34ª Superintendência Regional de Ensino (SRE), unidade regional da Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais. Segundo dados do IBGE/2008, a SRE-SJDR atua nos 19 municípios pertencentes a microrregião de São João del-Rei:

São João del-Rei possui várias escolas do Ensino Básico (Educação Infantil e Ensino Fundamental, antigo 1º grau). Além disso, a cidade conta com algumas creches ligadas a instituições filantrópicas, além daquelas mantidas pela Secretaria Municipal de Educação.

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) é a principal instituição de nível superior do município. Conta ainda com o Instituto de Ensino Superior Presidente Tancredo Neves (IPTAN), o Campus São João del-Rei do Instituto Federal do Sudeste de Minas (IF-Sudeste), e polos de educação a distância da Universidade Aberta do Brasil, do Centro Universitário Internacional (UNINTER), Universidade Paulista (UNIP), Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) e da Universidade Católica de Brasília (UCB).

Saúde[editar | editar código-fonte]

O município de São João del-Rei é Gestão Plena no Sistema Municipal de Saúde. É também o município polo microrregional, onde está instalada a Gerência Regional de Saúde de São João del-Rei (unidade da Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais). A cidade conta com vários postos de saúde tradicionais e de Unidades Básicas de Saúde, e com mais de dez unidades que fazem parte do PSF. O pronto atendimento (Urgência e Emergência) é realizado na UPA 24h Antônio Andrade Reis Filho. Atualmente, foi implantado na cidade uma unidade regional do SAMU, responsável por atender São João del-Rei e região.

A cidade também conta com: a Farmácia Popular do Brasil, uma unidade do Centro Viva Vida, o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), Clínica Municipal Especializada da Mulher e da Criança (Núcleo Materno e Infantil), Rede Viva Vida, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), dentre outros equipamentos de saúde.

Transportes[editar | editar código-fonte]

Ponte da Cadeia no centro histórico da cidade

O sistema de transporte coletivo municipal de São João del-Rei é feito pela empresa Viação Presidente que opera as linhas urbanas na cidade (sede e distritos). A frota é constituída por ônibus com idade média de 6 anos, sendo que a maior parte dela possui veículos adaptados com elevadores para a acessibilidade de cadeirantes. Todos os veículos são monitorados por câmaras de segurança e equipados com bilhetagem eletrônica, o que permite o uso de cartão eletrônico nos coletivos. Diariamente, cerca de 15 mil pessoas utilizam os ônibus urbanos em São João del-Rei. Atualmente a cidade dispõe de cerca de 20 linhas urbanas regulares, interligando as diversas regiões da cidade.

Ainda dentro do município, opera a Viação Rocha, ligando a sede ao distrito de São Gonçalo do Amarante, e a Transilveira, ligando a sede ao distrito de São Sebastião da Vitória, mas especificamente ao povoado de Caquende, às margens do lago da Usina Hidrelétrica de Camargos. A Viação Presidente opera as linhas que ligam São João del-Rei (Sede) aos distritos de Rio das Mortes, Valo Novo e São Sebastião da Vitória.

O município também tem ligação com as cidades históricas de Mariana e Ouro Preto na região central de Minas, por meio da Viação Útil, na linha em trânsito São Paulo/Mariana e Ouro Preto.

o Aeroporto de São João del-Rei é o principal aeroporto da região Campos das Vertentes. Sua administração é de responsabilidade da empresa Socicam, contratada pela Prefeitura Municipal de São João del-Rei. A TRIP Linhas Aéreas foi a companhia aérea responsável pelas operações. Os principais destinos eram: Belo Horizonte e Rio de Janeiro (com voos diretos), Campinas, Montes Claros, Juiz de Fora, Uberlândia, Ipatinga, São Paulo (conexão), dentre outros. Havia a possibilidade de conexão com várias outras cidades do país.

A cidade sofre atualmente com o excesso de veículos e, nos horários de maior movimento, o trânsito fica com um movimento intenso de veículos. As principais regiões que mais sofrem com um trânsito caótico são centro, bairro Fábricas (Região central), Matosinhos (Zona Leste) e Colônia do Marçal (Zona Norte), e os principais corredores são, respectivamente, Avenida Tancredo Neves, Avenida Leite de Castro, Avenida Josué de Queiroz e Avenida 31 de Março. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), São João del-Rei conta atualmente com 39,7 mil veículos em circulação, o que equivale a dois por habitante. Do total de veículos, há cerca de 20 mil automóveis e aproximadamente 12 mil motocicletas. A taxa de crescimento anual da frota da cidade é de 12%. Além dessa frota são acrescidos, no trânsito de São João del-Rei, automóveis oriundos dos municípios vizinhos sob a sua influência. [carece de fontes?]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Museus[editar | editar código-fonte]

Entre os museus há o Memorial Tancredo Neves ou Fundação Presidente Tancredo Neves[18] é um museu criado em 8 de dezembro de 1990 que tem a responsabilidade de preservar e disponibilizar ao público o acervo referente à memória do ex-presidente Tancredo Neves.

Rua Santo Antônio, caminho dos bandeirantes e conhecida como a "Rua das Casas Tortas"

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

No município há a Biblioteca Municipal "Baptista Caetano d'Almeida" situada na praça Frei Orlando, 90, no centro da cidade[19].

Patrimônio histórico[editar | editar código-fonte]

A cidade de São João del-Rei possui vasta herança patrimonial, tanto de "pedra e cal" quanto bens intangíveis. São importantes entre outros os seguintes monumentos:

Esportes[editar | editar código-fonte]

Funcionam na cidade clubes esportivos de São João del-Rei, como o Athletic Club, fundado em 1909, o Social, do bairro de Matosinhos e o Figueirense Esporte Clube, que atualmente disputa a 2ª divisão do campeonato mineiro. Além de clubes como Associação Atlética São Caetano no bairro do Tijuco, o América Recreativo e Futebol no bairro Fábricas.

Conta também com outras equipes de futsal e basquetebol, feminino e masculino, que participam dos Jogos do Interior de Minas Gerais. Em 2011, a cidade passou a contar com seu primeiro time de rúgbi, que participa do Campeonato Mineiro de Rugby nas modalidades de 7's e XV.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Municípios de Minas Gerais». Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Consultado em 1 de junho de 2015 
  3. IBGE (2014). «Área territorial oficial». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  4. IBGE (2017). «Estimativas da população residente com data de referência 1 de julho de 2017 publicadas no Diário Oficial da União em 30/08/2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  5. IBGE (2014). «Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - IDHM». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  6. a b «IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2014. Consultado em 4 de fevereiro de 2017 
  7. a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (°C) - São João del-Rei». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 
  8. a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (°C) - São João del-Rei». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 
  9. «Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Januária». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 
  10. «Temperatura Média Compensada (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  11. «Temperatura Máxima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  12. «Temperatura Mínima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  13. «Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961–1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  14. «Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  15. «Insolação Total (horas)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  16. «Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014 
  17. Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais. «Lei Orgânica de São João del-Rei». Consultado em 29 de setembro de 2014 
  18. http://www.memorialtancredoneves.com.br/memorial.htm
  19. «LISTA DAS BIBLIOTECAS PÚBICAS MUNICIPAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS» (PDF)  Governo de Minas. Acesso em 9 de abril de 2017.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]