Jorge Luís Andrade da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Andrade
Informações pessoais
Nome completo Jorge Luís Andrade da Silva
Data de nasc. 21 de abril de 1957 (65 anos)
Local de nasc. Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,78 m
destro
Apelido Tromba
Informações profissionais
Clube atual sem clube
Posição ex-volante
Função treinador
Clubes de juventude
1974–1976 Flamengo
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1976
1977-1978
1979–1988
1989
1989-1990
1991
1991–1992
1992-1993
1994
1994
1995
1995
1996
Flamengo
ULA
Flamengo
Roma
Vasco da Gama
Inter de Lages
Atlético Paranaense
Desportiva Ferroviária
Linhares
Operário
Barreira
Bacabal
Barreira
jogos (golos)
Seleção nacional
1988
1980–1988
Brasil Sub-23
Brasil
Times/clubes que treinou
2001–2003
2004
2004
2005
2005-2008
2009
2009
2010
2010
2010
2011
2012
2014
2015
2017
CFZ-RJ
Flamengo
Flamengo (auxiliar técnico)
Flamengo
Flamengo (auxiliar técnico)
Flamengo
Flamengo (auxiliar técnico)
Flamengo
Flamengo (auxiliar técnico)
Brasiliense
Paysandu
Boavista
São João da Barra
Jacobina
Petrolina
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Seul 1988 Competição de equipe
Última atualização: 17 de maio de 2018

Jorge Luís Andrade da Silva, mais conhecido apenas como Andrade (Juiz de Fora, 21 de abril de 1957), é um treinador e ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Atualmente está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Apesar de atuar como volante, Andrade era um jogador de muita técnica, dotado de excelente visão de jogo e capaz de realizar lançamentos de longa distância com extrema perfeição.

No Flamengo, Andrade começou sua carreira profissional em 1974 e, após passar duas temporadas emprestado ao ULA Mérida, retornou à Gávea em 1978 e conquistou a vaga de titular absoluto. Vivenciou a fase mais gloriosa do clube rubro-negro, tendo participado das conquistas da Copa Libertadores da América e da Copa Intercontinental de 1981.

Em 1988, após dez anos seguidos no Flamengo, transferiu-se para a Itália, sendo contratado pela Roma. Contudo, Andrade não ficou muito tempo por lá; em 1989 retornou ao futebol carioca, desta vez, contudo, vestindo a camisa do Vasco da Gama. Naquele mesmo ano, o Vasco acabou sagrando-se campeão brasileiro e, desta forma, Andrade conquistava o seu quarto Campeonato Brasileiro, haja vista que já possuía outros três títulos pelo Flamengo — além da Copa União (Módulo Verde) de 1987.[1]

Nos últimos anos de sua carreira, Andrade atuou por vários clubes pequenos como Desportiva Capixaba, Operário e Bacabal.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Depois que parou de jogar, treinou o CFZ por dois anos, e em seguida, tornou-se auxiliar técnico no Flamengo. Por quatro vezes, chegou a assumir o cargo de técnico interino da equipe principal e, em duas oportunidades, foi treinador principal.

Em 2009, com a saída do técnico Cuca, Andrade assumiu o Flamengo em dois jogos. Depois de ter apresentado bons resultados, foi efetivado como técnico para a disputa do Campeonato Brasileiro.[2][3] Posteriormente, conquistou o título da competição e o prêmio da CBF de melhor técnico do Brasileirão de 2009.

No dia 23 de abril de 2010, juntamente com a cúpula do time, foi demitido do Flamengo por causa de uma crise interna.[4][5]

Em setembro de 2010, assumiu o comando do Brasiliense.[6] No final do ano, após não conseguir evitar o rebaixamento, foi dispensado pelo clube de Brasília. Permaneceu sem vínculos com clubes de futebol, mas manteve contato com o Duque de Caxias, clube do Rio de Janeiro.

Assumiu o Paysandu no dia 19 de outubro de 2011, chegando com a missão de subir para a Série B de 2012, já que o Papão disputava a Série C.[7] No entanto, o clube paraense não cumpriu o seu objetivo e Andrade acabou deixando a equipe.[8]

Em 12 de março de 2012 foi anunciado como novo treinador do Boavista, chegando para comandar a equipe no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil.[9][10] Foi demitido logo após a disputa no Campeonato Carioca.

No dia 27 de novembro de 2013, foi confirmado como novo técnico do São João da Barra, para a disputa da Série B do Carioca.[11]

Já em 2015, comandou o Jacobina.[12] Após uma derrota em casa por 1 a 0 para o Colo Colo, no dia 1 de março, pelo Campeonato Baiano, Andrade foi demitido.[13][14][15]

Dois anos depois, no dia 31 de janeiro de 2017, foi anunciado como novo treinador do Petrolina, clube da segunda divisão do Campeonato Pernambucano.[16] No entanto, devido aos problemas na entrega dos laudos do Estádio Paulo de Souza Coelho à Federação Pernambucana de Futebol, além da proibição da CBF de que equipes mandem seus jogos em outros estados, o Petrolina nem entrou em campo.[17]

Após esse fato, Andrade decidiu dar uma pausa no futebol para entrar no ramo alimentício, comercializando frutas na CEASA do Rio de Janeiro.[18]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Andrade concorreu nas eleições de 2012 para candidatar-se para a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, pelo PSDB. Enfrentou nessa eleição Marcos Braz, seu desafeto, e Patrícia Amorim.[19] Acabou não se elegendo.[20]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 1 de março de 2015.

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Flamengo 1976 1 0 0 1 0 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 1 0 0
Flamengo 1979 0 0 0 0 0 0 65 1 0
1980 0 0 0 0 0 0 60 3 0
1981 0 0 0 8 0 1 0 0 0 58 2 1
1982 0 0 0 0 0 0 0 0 0 60 5 0
1983 0 0 0 0 0 0 0 0 0 42 2 0
1984 0 0 0 0 0 0 0 0 0 52 3 0
1985 0 0 0 0 0 0 0 0 0 53 1 0
1986 0 0 0 0 0 0 0 0 0 65 3 0
1987 0 0 0 0 0 0 0 0 0 73 4 0
1988 0 0 0 0 0 0 0 0 0 38 4 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 567 28 0
Flamengo 1990 2 0 0 2 0 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 2 0 0 2 0 0
Total na carreira 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 570 28 1

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-23 (Olímpico)

Ano
Jogos Gols Assist. Média
1988 4 0 0 0
Total 4 0 0 0

Seleção principal

Ano
Jogos Gols Assist. Média
1980 1 0 0 0
1983 7 0 0 0
1988 5 1 0 0,2
Total 13 1 0 0,07

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Flamengo 79 40 23 16 60.34%
São João da Barra 15 9 3 3 66.67%
Jacobina 5 0 3 2 20%
Total 99 49 29 21 59.26%

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Vasco da Gama
Desportiva Ferroviária
Operário
Seleção Brasileira

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Flamengo

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rogério Micheletti. «Andrade - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 27 de julho de 2021 
  2. Guto Seabra (1 de agosto de 2009). «Andrade é efetivado como técnico do Flamengo». Extra. Consultado em 27 de julho de 2021 
  3. «Andrade é efetivado como treinador do Flamengo». ESPN.com.br. 1 de agosto de 2009. Consultado em 27 de julho de 2021 
  4. «Patrícia Amorim demite vice de futebol Marcos Braz e o técnico Andrade». Gazeta do Povo. 23 de abril de 2010. Consultado em 27 de julho de 2021 
  5. «Patrícia Amorim explica demissões no Fla e estuda 4 nomes». Terra. 23 de abril de 2010. Consultado em 27 de julho de 2021 
  6. «Andrade assume o Brasiliense: 'Gosto desse tipo de desafio'». GloboEsporte.com. 23 de setembro de 2010. Consultado em 27 de julho de 2021 
  7. «Presidente do Paysandu confirma acerto com ex-técnico do Fla, Andrade». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2011. Consultado em 27 de julho de 2021 
  8. «Andrade falha na missão de levar o Paysandu à Série B». LANCE!. 21 de novembro de 2011. Consultado em 27 de julho de 2021 
  9. «Boavista demite Alfredo Sampaio por telefone e anuncia Andrade, ex-Fla». GloboEsporte.com. 12 de março de 2012. Consultado em 27 de julho de 2021 
  10. «Ex-treinador do Flamengo, Andrade assume Boavista no Estadual e na Copa BR». UOL. 12 de março de 2012. Consultado em 27 de julho de 2021 
  11. Tébaro Schmidt (27 de novembro de 2013). «Tudo certo: Andrade é o novo treinador do São João da Barra». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de julho de 2021 
  12. «Ex-Flamengo, Andrade é anunciado como técnico do Jacobina, na Bahia». GloboEsporte.com. 8 de dezembro de 2014. Consultado em 27 de julho de 2021 
  13. Bia Palumbo (1 de março de 2015). «Campeão pelo Flamengo, técnico Andrade é demitido na Bahia». Torcedores.com. Consultado em 27 de julho de 2021 
  14. «Campeão brasileiro com o Flamengo, Andrade é demitido do 'Jegue da Chapada'». A Crítica. 2 de março de 2015. Consultado em 27 de julho de 2021 
  15. «Baiano: Contratado a peso de ouro, Andrade é demitido pelo Jacobina». Futebol Interior. 3 de março de 2015. Consultado em 27 de julho de 2021 
  16. «Andrade é anunciado como treinador do Petrolina». Terra. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 27 de julho de 2021 
  17. Emerson Rocha (29 de agosto de 2017). «Sem estádio, times de Petrolina estão fora da Série A2 do Pernambucano». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de julho de 2021 
  18. Josiel Martins (24 de novembro de 2017). «Andrade larga o futebol e teme fiasco do Fla na Sul-Americana: "Será uma lástima"». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de julho de 2021 
  19. «Apuração das Eleições 2012 em Rio de Janeiro». G1. Consultado em 27 de julho de 2021 
  20. «Vereadores eleitos no Rio de Janeiro». G1. 7 de outubro de 2012. Consultado em 27 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Abel Braga
Paulo César Gusmão
Ricardo Gomes
Júlio César Leal
Cuca
Celso Roth
Cuca
Treinador do Flamengo
2004 (interino)
2004 (interino)
2004
2005 (interino)
2005 (interino)
2005
2009-2010
Sucedido por
Paulo César Gusmão
Ricardo Gomes
Júlio César Leal
Cuca
Celso Roth
Joel Santana
Rogério Lourenço