Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Pedra sobre Pedra"

300 bytes adicionados ,  02h40min de 5 de janeiro de 2020
sem resumo de edição
m (Protegeu "Pedra sobre Pedra": Alterações indevidas ignorando referências e/ou políticas ([Editar=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 18h10min de 13 de janeiro de 2020 (UTC)) [Mover=Permitir apenas utilizadores autoconfirmados] (expira a 18h10min de 13 de janeiro de 2020 (UTC))))
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Enredo ==
A pequena cidade de Resplendor, localizada no [[sertão nordestino]], era o palco das disputas políticas entre os Pontes e os Batista. Murilo Pontes ia se casar com a jovem Pilar Farias, por quem Jerônimo, o herdeiro dos Batista, também era apaixonado. No dia do casamento de Murilo e Pilar, a noiva diz não em pleno altar, por desconfiar deacreditar que o rapazMurilo fosse o pai da criança que Eliane, sua melhor amiga, estava esperando. Desejando vingança, Pilar se casa com Jerônimo, inimigo de Murilo, enquanto este se casa com Hilda, uma jovem que sempre o amara. Dessa união nasce Leonardo, e Murilo vai seguir carreira política em [[Brasília]], enquanto Pilar tem uma filha, Marina, e fica viúva no dia do nascimento da filha. AAntes disso, a filha de Eliane nasce, mas a mãe morre no parto e Pilar assume a educação da menina, dando-lhe o nome da mãe, Eliane.
 
Com a morte do marido, Pilar assume a liderança da família Batista, composta agora por ela, sua filha Marina, seu cunhado boêmio Carlão Batista (único irmão de Jerônimo) e a avó de Carlão e Jerônimo, a centenária Dona Quirina, de 120 anos de idade.
 
Vinte e cinco anos se passam, Murilo está de volta a Resplendor e reencontra Pilar querendo fazer de sua filha, Marina, a prefeita da cidade, destino que ele reservara para seu filho, Leonardo. Mas os dois não contam que seus filhos, ao se conhecerem, se apaixonam e têm que esconder esse amor por causa da rivalidade entre seus pais, rivalidade essa que oculta um amor mal resolvido.
378

edições