Troféu Imprensa de melhor ator

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Troféu Imprensa de Melhor Ator
País  Brasil
Primeira cerimónia 1961
Detentor Marco Pigossi, A Força do Querer (2018)

O Troféu Imprensa de Melhor Ator é um prêmio apresentado anualmente pelo Troféu Imprensa. É dado ao ator que se destacou em uma produção da televisão brasileira. Esta categoria surgiu em 1961, somente na quarta edição, e o primeiro ator a ser premiado foi Lima Duarte, pelo seu trabalho na novela O Último dos Morungabos de 1960.[1] Todos os indicados são escolhidos através de um questionário aplicado no estado de São Paulo e Rio de Janeiro. São entrevistadas no total 2100 pessoas durante um determinado período, e os premiados são escolhidos por votação de um juri formado por onze jornalistas. Ao contrário de muitos prêmios, esta categoria do Troféu Imprensa não premia particularmente aqueles que são os protagonistas de uma referida novela, mas sim aqueles que se destacaram, independente se são protagonistas ou até coadjuvantes. Nas primeiras edições, eram escolhidos cinco indicados para serem votados. Posteriormente, foi diminuído para três. Em diversos casos, já foram apresentados como indicados atores que atuaram em uma mesma produção.

Desde o primeiro prêmio desta categoria, foram premiados 55 atores. No geral, a maioria dos atores premiados são os que atuaram em alguma produção da Rede Globo, com exceção das edições da década de 60, em que foram premiados atores que atuaram em produções da TV Tupi e Excelsior, de 1991, em que Cláudio Marzo ganhou por Pantanal (1990) da Rede Manchete, de 1996, em que Osmar Prado ganhou por Sangue do Meu Sangue (1995) do SBT, e de 2016, em que Guilherme Winter ganhou por Os Dez Mandamentos (2015) da Rede Record. Tony Ramos é até hoje o ator mais premiado, com sete prêmios, assim como o mais indicado, com quinze indicações ao total.[2] O mais jovem ator a ter sido indicado nesta categoria foi Jean Paulo Campos, com então onze anos.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Vencedores e indicados[editar | editar código-fonte]

Legenda
Indica o ganhador

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
1960
(3º)
Sebastião Vasconcelos Cabocla Luís Jerônimo
[1]
1961

(4º)

Lima Duarte O Último dos Murungabos Galdino
Henrique Martins Há Sempre o Amanhã
Percy Aires  Há Sempre o Amanhã
1962
(5º)
Paulo Autran Gabriela, Cravo e Canela Tonico Bastos
Sérgio Cardoso Olhai os Lirios do Campo
Renato Consorte Gabriela, Cravo e Canela
1963
(6º)
Percy Aires A Noite Eterna Ricardo
Lima Duarte  Cleopatra
Tarcísio Meira A Noite Eterna
1964
(7º)
Percy Aires Moulin Rouge, a Vida de Toulouse-Lautrec Tolouse Lautrec
Tarcísio Meira 2-5499 Ocupado Larry
Rolando Boldrin  Moulin Rouge, a Vida de Toulouse-Lautrec
1965
(8º)
Armando Bógus O Pintor e a Florista Luciano
Amilton Fernandes Alma Cigana Capitão Fernando
Rildo Gonçalves Alma Cigana Diego
Sérgio Cardoso O Sorriso de Helena Fernando
1966
(9º)
Sérgio Cardoso O Cara Suja Ciccilio
Ivan Mesquita A Deusa Vencida Jorge Amarante
Juca de Oliveira O Cara Suja Valdemar
1967
(10º)
Francisco Cuoco Redenção Dr. Fernando
Elisio de Albuquerque Somos Todos Irmãos Egon
Paulo Goulart Anjo Marcado César Galvão
Rodolfo Mayer Redenção Juvenal
Sérgio Cardoso Somos Todos Irmãos Samuel
1968
(11º)
Francisco Cuoco Redenção Dr. Fernando
Carlos Zara O Tempo e o Vento Capitão Rodrigo
Ivan Mesquita O Grande Segredo Lindonfo
Juca de Oliveira Paixão Proibida
Paulo Goulart Os Fantoches Marcos
1969
(12º)
Stênio Garcia A Muralha Aimbé
Francisco Cuoco Redenção Dr. Fernando
Mauro Mendonça A Muralha Dom Brás
Sérgio Cardoso Antônio Maria Antônio Maria

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
1970
(13º)
Juca de Oliveira Nino, o Italianinho Nino
[1]
Francisco Cuoco Sangue do Meu Sangue Carlos/Lúcio
Luiz Gustavo Beto Rockfeller Beto Rockfeller
Rodolfo Mayer Sangue do Meu Sangue Raposo
1971
(14º)
Jardel Filho Assim na Terra Como no Céu Renatão
Francisco Cuoco Assim na Terra Como no Céu Vitor
Tarcísio Meira Irmãos Coragem João Coragem
1972
(15º)
Francisco Cuoco O Cafona Gilberto Athayde
Jardel Filho O Homem Que Deve Morrer
Tarcísio Meira O Homem Que Deve Morrer
1973
(16º)
Francisco Cuoco Selva de Pedra Cristiano Vilhena
Paulo Gracindo Bandeira 2
Paulo Goulart Uma Rosa Com Amor
1974
(17º)
Paulo Gracindo O Bem-Amado Odorico Paraguaçu
Francisco Cuoco O Semideus Alex Garcia
Tarcísio Meira O Semideus Hugo Leonardo/Raul
1975
(18º)
Milton Moraes O Espigão Lauro Fontana
Juca de Oliveira Fogo Sobre Terra Pedro Azulão
Paulo Gracindo Os Ossos do Barão Antenor
1976
(19º)
Paulo Gracindo Gabriela Coronel Ramiro Bastos
Francisco Cuoco Pecado Capital Carlão
Tarcísio Meira Escalada Antônio Dias
1977
(20º)
Lima Duarte Pecado Capital Salviano Lisboa
Paulo Gracindo O Casarão João Maciel
Carlos Zara O Julgamento Dimas

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
1981
(21º)
Jardel Filho Coração Alado Von Strauss
[1]
Raul Cortez Água-Viva Miguel Fragonard
Tarcísio Meira Coração Alado Juca Pitanga
1982
(22º)
Tony Ramos Baila Comigo Quinzinho/João Victor
Fernando Torres Baila Comigo Plínio Miranda
Tarcísio Meira Brilhante Paulo César
1983
(23º)
Luiz Gustavo Elas por Elas Mário Fofoca
Jardel Filho Sol de Verão Heitor
Tony Ramos Sol de Verão Abel
1984
(24º)
Paulo Autran Guerra dos Sexos Otávio
José Lewgoy Louco Amor Edgar de Dummont
Mário Gomes Guerra dos Sexos Nando
1985
(25º)
Ney Latorraca Rabo de Saia Seu Quequé
Mário Gomes Vereda Tropical Luca
Walmor Chagas Vereda Tropical Oliva
1986
(26º)
Lima Duarte Roque Santeiro Sinhozinho Malta
Ary Fontoura Roque Santeiro Florindo Abelha
José Wilker Roque Santeiro Roque Santeiro
1987
(27º)
Tarcísio Meira Roda de Fogo Renato
Lima Duarte Roque Santeiro Sinhozinho Malta
Tony Ramos Selva de Pedra Cristiano
1988
(28º)
Paulo Autran Sassaricando Aparício Varela
Francisco Cuoco O Outro Paulo/Denizard
Marco Nanini Brega & Chique Montenegro
1989
(29º)
Tony Ramos Bebê a Bordo Tonico
Antônio Fagundes Vale Tudo Ivan
Nuno Leal Maia Mandala Toni Carrado

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
1990
(30º)
José Mayer Tieta Osnar
[1]
Lima Duarte O Salvador da Pátria Sassá Mutema
Nuno Leal Maia Top Model Gaspar Kundera
1991
(31º)
Cláudio Marzo Pantanal Zé Leôncio/O Velho do Rio
Antônio Fagundes Rainha da Sucata Caio Szymanski
Tony Ramos Rainha da Sucata Edu Figueroa
1992
(32º)
Antônio Fagundes O Dono do Mundo Felipe Barreto
Stênio Garcia O Dono do Mundo Herculano
Tony Ramos Felicidade Álvaro
1993
(33º)
Lima Duarte Pedra Sobre Pedra Murilo Pontes
Maurício Mattar Pedra Sobre Pedra Leonardo Pontes
Tarcísio Meira De Corpo e Alma Diogo
1994
(34º)
Antônio Fagundes Renascer José Inocêncio
Marcos Frota Mulheres de Areia Tonho da Lua
Osmar Prado Renascer Tião Galinha
1995
(35º)
Tarcísio Meira Pátria Minha Raul
Antônio Fagundes A Viagem Otávio
Guilherme Fontes A Viagem Alexandre
1996
(36º)
Osmar Prado Sangue do Meu Sangue Clóvis Camargo
José Wilker A Próxima Vítima Marcelo Rossi
Tony Ramos A Próxima Vítima Juca
1997
(37º)
Raul Cortez O Rei do Gado Geremias Berdinazi
Antônio Fagundes O Rei do Gado Bruno Mezenga
Fábio Assunção O Rei do Gado Marcos Mezenga
1998
(38º)
Ary Fontoura A Indomada Pitágoras Mackenzie
Antônio Fagundes Por Amor Atílio
Selton Mello A Indomada Emanuel
1999
(39º)
Tony Ramos Torre de Babel José Clementino
Eduardo Moscovis Pecado Capital Carlão
Tarcísio Meira Torre de Babel César Toledo

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
2000
(40º)
Raul Cortez Terra Nostra Francesco Magliano
[1]
Antônio Fagundes Terra Nostra Gumercindo
Marco Nanini Andando nas Nuvens Otávio
2001
(41º)
Tony Ramos Laços de Família Miguel
Alexandre Borges Laços de Família Danilo
Eduardo Moscovis O Cravo e a Rosa Julião Petruchio
2002
(42º)
Tony Ramos As Filhas da Mãe Manolo
Antônio Fagundes Porto dos Milagres Bartolomeu/Félix
Marcos Palmeira Porto dos Milagres Guma
2003
(43º)
Tarcísio Meira O Beijo do Vampiro Bóris/Igor
Raul Cortez Esperança Genaro
Reynaldo Gianecchini Esperança Toni
2004
(44º)
Dan Stulbach Mulheres Apaixonadas Marcos
Rodrigo Santoro Mulheres Apaixonadas Diogo
Tony Ramos Mulheres Apaixonadas Téo
2005
(45º)
José Wilker Senhora do Destino Giovanni Improtta
Fábio Assunção Celebridade Renato Mendes
Tony Ramos Cabocla Coronel Boanerges
2007
(46º)
Marcos Caruso Páginas da Vida Alex
Lázaro Ramos Cobras & Lagartos Foguinho
Tarcísio Meira Páginas da Vida Tide
Tony Ramos Belíssima Nikos
2008
(47º)
Wagner Moura Paraíso Tropical Olavo
Lázaro Ramos Duas Caras Evilásio Caó
Tony Ramos Paraíso Tropical Antenor Cavalcanti
2009
(48º)
Cauã Reymond A Favorita Halley
Murilo Benício A Favorita Dodi
Antônio Fagundes Duas Caras Juvenal Antena

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Ano Ator Novela Personagem(s) Ref.
2010
(49º)
Tony Ramos Caminho das Índias Opash Ananda
[1]
Bruno Gagliasso Caminho das Índias Tarso
Rodrigo Lombardi Caminho das Índias Raj
2011
(50º)
Tony Ramos Passione Totó
Cauã Reymond Passione Danilo
Murilo Benício Ti Ti Ti Ariclenes/Victor Valentín
2012
(51º)
Gabriel Braga Nunes Insensato Coração Léo Brandão
Caio Castro Fina Estampa Antenor
Chay Suede Rebelde Tomás
2013
(52º)
Murilo Benício Avenida Brasil Tufão
Arthur Aguiar Rebelde Diego
Cauã Reymond Avenida Brasil Jorginho
2014
(53º)
Mateus Solano Amor à Vida Félix
Caio Castro Amor à Vida Michel
Jean Paulo Campos Carrossel Cirilo Revera
2015
(54º)
Alexandre Nero Império José Alfredo de Medeiros
Arthur Aguiar Malhação Duca
Rodrigo Simas Boogie Oogie Beto
2016
(55º)
Guilherme Winter Os Dez Mandamentos Moisés
Alexandre Nero A Regra do Jogo Romero Rômulo
Caio Castro I Love Paraisópolis Grego Mourão
2017
(56º)
Sérgio Guizé Êta Mundo Bom! Candinho
Bruno Gagliasso Sol Nascente Mário
Malvino Salvador Haja Coração Apolo
2018
(57º)
Marco Pigossi A Força do Querer Zeca
Caio Castro Novo Mundo Dom Pedro
Rodrigo Lombardi A Força do Querer Caio

Os mais premiados e indicados[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g Troféu Imprensa - Categoria Ator. Chance de Gol. Página visitada em 14 de Janeiro de 2015.
  2. Nascimento ressurge no Troféu Imprensa; Globo libera Tony Ramos (23/04/14). Notícias da TV. Página visitada en 16 de Janeiro de 2016.
Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.