Velocidade, Alma e Emoção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Velocidade, Alma e Emoção
Visão do Monumento.
Arquiteto Melinda Garcia
Construção outubro de 1995 (23 anos)
Estado de conservação SP
Geografia
Cidade São Paulo

Velocidade, Alma e Emoção é um monumento em homenagem a Ayrton Senna situado na cidade de São Paulo e que, até o ano de 2017, estava exposto na entrada do Túnel Ayrton Senna, mas desde maio do referido ano foi deslocado para a Praça Ayrton Senna do Brasil, no interior do Parque do Ibirapuera, mais precisamente no Centro Esportivo e de Lazer Modelódromo do Ibirapuera.

Características[editar | editar código-fonte]

Feita em bronze e assinada pela escultora Melinda Garcia, foi inaugurada em outubro de 1995, na mesma época em que o complexo foi aberto ao público.[1][2]

O monumento tem 5 metros de comprimento por 2,5 metros de altura e pesa aproximadamente duas toneladas.[3]

Transferência para a Praça Ayrton Senna do Brasil[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2017, a escultura foi transferida para uma praça no Centro Esportivo Modelódromo, próximo ao Parque do Ibirapuera, no bairro do Paraíso em um espaço de aproximadamente 15 mil m2. Em 1º de maio, a praça foi inaugurada pelo prefeito João Doria, com a presença da irmã do piloto, Viviane Senna, autoridades municipais e um grande número de pessoas.[4]

A obra está em um ponto elevado e cercado pelas bandeiras do Brasil, do estado e da cidade de São Paulo. A escultura foi totalmente restaurada pela iniciativa privada e recebeu uma réplica da bandeira que a compunha - já que a original foi roubada em 2004. Além da já mencionada obra, a praça conta com uma réplica do capacete do piloto feita igualmente em bronze fundido, mesmo material da escultura. As peças contam com iluminação especial.[4]

Referências

  1. Monumentos de São Paulo. «Monumentos de São Paulo». monumentos.art.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  2. Acervo Folha de S. Paulo (11 de outubro de 1995). «Monumento a Senna abre debate sobre arte». acervo.folha.uol.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  3. Acervo Estado de S. Paulo (6 de outubro de 1995). «06/10/1995, Sexta-feira, Página c8». acervo.estadao.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  4. a b Secretaria Especial de Comunicação (1º de maio de 2017). «Legado de Ayrton Senna é homenageado em nova praça de São Paulo». capital.sp.gov.br. Consultado em 2 de maio de 2017