Troféu Imprensa de 1961

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Troféu Imprensa

1 de janeiro de 1961


Novela:
O Último dos Morumgabos


Atriz:
Márcia Real


Ator:
Lima Duarte


Menção Honrosa:
Assis Chateaubriand

O Trofeu Imprensa de 1961 foi a quarta edição do Troféu Imprensa, prêmio idealizado pelo jornalista Plácido Manaia Nunes para ser entregue aos melhores artistas e produções da televisão brasileira de 1960.

O evento, promovido pela revista São Paulo na TV, ocorreu no dia 1º de janeiro de 1961, às 21 horas, no Teatro Municipal de São Paulo.[1] Porém, a escolha dos vencedores já havia sido previamente determinada, em reunião ocorrida em 27 de Dezembro de 1960, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, em São Paulo. O júri foi composto por 15 jornalistas, representantes de todos os principais órgãos de imprensa paulistanos da época, que definiram os vencedores de 31 categorias. Os vencedores estão em negrito.

O quarto Troféu Imprensa da história teve a transmissão em rede das emissoras TV Tupi, TV Cultura, TV Paulista e TV Excelsior. A TV Record foi a única emissora de São Paulo que recusou-se a participar do evento.[2] Esta foi a primeira edição da premiação a ser televisionada.[3]

Assis Chateaubriand recebeu o prêmio especial de Menção Honrosa, pela expansão da televisão no Brasil.

Melhor Programa de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Produtor de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Produtora de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Produtor Infantil[editar | editar código-fonte]

Melhor Diretor de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Cenógrafo[editar | editar código-fonte]

Melhor Equipe Técnica[editar | editar código-fonte]

Melhor Novelista Infantil[editar | editar código-fonte]

Melhor Novela[editar | editar código-fonte]

Melhor Ator[editar | editar código-fonte]

Melhor Atriz[editar | editar código-fonte]

Melhor Cantor[editar | editar código-fonte]

Melhor Cantora[editar | editar código-fonte]

Melhor Comediante[editar | editar código-fonte]

Melhor Humorista Masculino[editar | editar código-fonte]

Melhor Humorista Feminino[editar | editar código-fonte]

Melhor Conjunto Musical[editar | editar código-fonte]

Melhor Orquestra[editar | editar código-fonte]

Melhor Atração Musical Internacional[editar | editar código-fonte]

Melhor Apresentador ou Animador de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Apresentadora ou Animadora de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Apresentador(a) de Telejornal[editar | editar código-fonte]

Melhor Telejornal[editar | editar código-fonte]

Melhor Repórter de TV[editar | editar código-fonte]

Melhor Locutor Esportivo[editar | editar código-fonte]

Melhor Comentarista Esportivo[editar | editar código-fonte]

Melhor Comentarista Político[editar | editar código-fonte]

Melhor Garota-Propaganda[editar | editar código-fonte]

Melhor Balé[editar | editar código-fonte]

Revelação Masculina[editar | editar código-fonte]

Revelação Feminina[editar | editar código-fonte]

Canal de TV do Ano[editar | editar código-fonte]

Menção Honrosa[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Folha de S.Paulo (1 de janeiro de 1961). «Hoje a entrega do "Troféu Imprensa", no Municipal, aos "melhores da TV"». Consultado em 15 de janeiro de 2018 
  2. A História das Premiações da TV Brasileira Arquivado em 29 de janeiro de 2012, no Wayback Machine. Pró-TV, acessado em 2 de Novembro de 2008.
  3. História e Curiosidades do Troféu Imprensa. Chance de Gol. Página visitada em 4 de Maio de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.