Passa-Sete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Passa Sete)
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Passa Sete
"Terra das Nascentes"
Bandeira indisponível
Brasão de Passa Sete
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 28 de dezembro de 1995 (21 anos)
Gentílico passa-setense
Prefeito(a) Bertino Rech (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização de Passa Sete
Localização de Passa Sete no Rio Grande do Sul
Passa Sete está localizado em: Brasil
Passa Sete
Localização de Passa Sete no Brasil
29° 27' 10" S 52° 57' 39" O29° 27' 10" S 52° 57' 39" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Oriental Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Santa Cruz do Sul IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Candelária, Herveiras, Lagoa Bonita do Sul, Sobradinho, Vale do Sol
Distância até a capital 221 km
Características geográficas
Área 304,760 km² [2]
População 5 523 hab. est. IBGE/2016[3]
Densidade 18,12 hab./km²
Altitude 589 m
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,714 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 63 911,534 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 231,87 IBGE/2008[5]
Página oficial

Passa Sete é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Passa Sete localiza-se a uma latitude 29º27'12" sul e a uma longitude 52º57'41" oeste, estando a uma altitude de 589 metros. Fica entre Candelária e Sobradinho. O acesso rodoviário asfaltado ocorre pela rodovia RS-400.Entretanto, a maior parte do município(interior) conta com estradas de chão.

Possui uma área de 303,58 km² e sua população estimada em 2010 era de 5 195 habitantes. Sua divisão distrital compreende: Passa Sete(sede), Pitingal, Campo de Sobradinho, Murta e Serra Velha. Possui belas paisagens naturais com destaque para a localidade de Baixo Passa Sete, onde o relevo proporciona belas cascatas acompanhadas de singular fauna e flora. O município é privilegiado em quase todo seu território com inúmeras nascentes, entre as quais a do Arroio Carijinho e afluentes dos rios Pardo e Jacuí. Assim, Passa Sete vem se firmando em escala turística como a "Terra das Nascentes". Além disso, sedia bienalmente a Festa do Pinhão em amplo e aconchegante parque de eventos.

Em 28 de dezembro de 1995, emancipou-se do município de Sobradinho (RS), buscando maior autonomia política e melhora na infraestrutura pública até então em descaso.

Sua economia é majoritariamente agrícola tendo como base a produção de tabaco, milho, feijão e soja, última que apresenta constante expansão. Merecido destaque para os projetos de diversificação envolvendo o cultivo de kiwi, uva, ameixa, apicultura, cana-de açúcar e manejo de gado de corte da raça Angus.

A área urbana localiza-se as margens da ERS-400 contando com uma escola, posto de combustível, supermercados e pequeno comércio. Passados 16 anos, esse perímetro enfrenta dificuldades para desenvolver-se devido a ausência de indústrias e a grande proximidade com cidade de Sobradinho. Deste modo, tradicionalmente a população rural em busca dos serviços urbanos, prefere se deslocar até a vizinha que conta com amplo e estruturado comércio,rede bancária e demais serviços públicos; em detrimento do comércio local. Problema este, enfrentado não somente por Passa Sete, como também por Lagoa Bonita do Sul, Segredo, Ibarama, entre outros, que tendem a convergir para a chamada "Capital do Centro-Serra".

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 25 de junho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.