Matina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Matina
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 01/01
Fundação 1º de janeiro de 1990
Gentílico matinense
Lema matina hoje matina sempre
Prefeito(a) JUSCÉLIO ALVES FONSECA (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Matina na Bahia
Matina está localizado em: Brasil
Matina
Localização de Matina no Brasil
13° 54' 32" S 42° 50' 56" O13° 54' 32" S 42° 50' 56" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Guanambi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Riacho de Santana, Palmas de Monte Alto e Igaporã
Distância até a capital 810 km
Características geográficas
Área 775 737 km km² [2]
População 11,145 hab. IBGE/2010[3]
Densidade Erro de expressão: caractere " " não reconhecido hab./km²
Clima seco
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,572 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 29 857,766 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 301,00 IBGE/2008[5]
Página oficial

Matina é um município brasileiro do estado da Bahia.

Histórico A palavra Matina que indica início manhã, parece não estar ligada ao nome do novo Município de Matina, nos tempos mais antigos. Chegando a década de 30 a porção territorial que, hoje, é Matina tinha o nome de Mata nome este que já existia desde o fim da década de 30, do século XIX. Tudo faz crer que, pela diminuição de madeira de porte e com o crescimento do desmatamento verificado na região, em vez de Mata pelo apoucamento da referida madeira, passava a se chamar Matinha. Embora se acha subsídio para o nome de Matina, com a interferência do farmacêutico Hermenegildo Cardoso de Castro.

Matina cidade teria surgido em terras das Vargens desmembradas em 1.002, por familiares dos Azevedos.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Matas, pela lei municipal nº 41, de 14-01-1921, aprovada pela lei estadual 1501, de 01-08-1921, subordinado ao município de Riacho de Santana.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Matas, figura no município de Riacho de Santana.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Matos (ex-Matas) tomou a denominação de Matina.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Matina (ex-Matos), figura no município de Riacho de Santana.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.

Elevado á categoria de município com a denominação de Matina, pela lei estadual nº 4852, de 05-04-1989, desmembrado do município de Riacho de Santana. Sede no antigo distrito de Matina. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1990.

Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Matos (ex-Matas) para Matina, alterado pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938.

Fonte: Prefeitura Municipal


Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 16 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.