Matina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Matina
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 01/01
Fundação 1º de janeiro de 1990
Gentílico matinense
Lema matina hoje matina sempre
Prefeito(a) JUSCÉLIO ALVES FONSECA (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Matina
Localização de Matina na Bahia
Matina está localizado em: Brasil
Matina
Localização de Matina no Brasil
13° 54' 32" S 42° 50' 56" O13° 54' 32" S 42° 50' 56" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Guanambi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Riacho de Santana, Palmas de Monte Alto e Igaporã
Distância até a capital 810 km
Características geográficas
Área 775,737 km² [2]
População 11 145 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 14,37 hab./km²
Clima seco
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,572 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 29 857,766 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 301,00 IBGE/2008[5]
Página oficial

Matina é um município brasileiro do estado da Bahia.

Histórico A palavra Matina que indica início manhã, parece não estar ligada ao nome do novo Município de Matina, nos tempos mais antigos. Chegando a década de 30 a porção territorial que, hoje, é Matina tinha o nome de Mata nome este que já existia desde o fim da década de 30, do século XIX. Tudo faz crer que, pela diminuição de madeira de porte e com o crescimento do desmatamento verificado na região, em vez de Mata pelo apoucamento da referida madeira, passava a se chamar Matinha. Embora se acha subsídio para o nome de Matina, com a interferência do farmacêutico Hermenegildo Cardoso de Castro.

Matina cidade teria surgido em terras das Vargens desmembradas em 1.002, por familiares dos Azevedos.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Matas, pela lei municipal nº 41, de 14-01-1921, aprovada pela lei estadual 1501, de 01-08-1921, subordinado ao município de Riacho de Santana.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Matas, figura no município de Riacho de Santana.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Matos (ex-Matas) tomou a denominação de Matina.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Matina (ex-Matos), figura no município de Riacho de Santana.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.

Elevado á categoria de município com a denominação de Matina, pela lei estadual nº 4852, de 05-04-1989, desmembrado do município de Riacho de Santana. Sede no antigo distrito de Matina. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1990.

Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Matos (ex-Matas) para Matina, alterado pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938.

Fonte: Prefeitura Municipal

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 16 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.