Grande Prêmio do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Grande Prémio do Brasil)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a competição de turfe, veja Grande Prêmio Brasil.
Brasil Grande Prêmio do Brasil
Interlagos
2014 Interlagos circuit map.svg
Mapa do circuito.
Informações da corrida
Localização Interlagos - São Paulo, Brasil
Voltas 71
Percurso 4.309 km (2.677 mi)
Total 305.909 km (190.083 mi)
Curvas 15
Pole Finlândia Valtteri Bottas
Mercedes V6 Turbo
1min 08s 322[1]
2017
Volta mais rápida
na prova
Países Baixos Max Verstappen
Red Bull-TAG Heuer V6 Turbo
1min 11s 044
2017
Anos disputados 46 (45 oficial)
Primeira disputa 1972
Última disputa 2017
Maior vencedor (pilotos) França Alain Prost (6)
Maior vencedor (equipe) Reino Unido McLaren (12)
Última corrida (2017):
Pole Position
Piloto Finlândia Valtteri Bottas
Mercedes V6 Turbo
Tempo 1min 08s 322
Volta mais rápida
Piloto Países Baixos Max Verstappen
Red Bull-TAG Heuer V6 Turbo
Tempo 1min 11s 044
Pódio
Primeiro Alemanha Sebastian Vettel
Ferrari V6 Turbo
1h 31min 26s 260
Segundo Finlândia Valtteri Bottas
Mercedes V6 Turbo
+2s 762
Terceiro Finlândia Kimi Raikkonen
Red Bull-TAG Heuer V6 Turbo
+4s 600

O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece desde 1972 e faz parte do campeonato de Fórmula 1 desde 1973. Acontece todos os anos no Autódromo José Carlos Pace - mais conhecido como Autódromo de Interlagos - com exceção dos anos de 1978 e 1981 à 1989, em que as corridas foram disputadas no Autódromo de Jacarepaguá (Autódromo Internacional Nelson Piquet).

Assim como os circuitos de Marina Bay, o Circuito das Américas e o de Yas Marina, o GP do Brasil é um dos poucos no atual calendário da Fórmula 1 a ter sentido anti-horário.

Atual sede do Grande Prêmio do Brasil, o Autódromo José Carlos Pace recebeu inúmeras reformas, melhorias e adaptações ao longo dos seus 76 anos de história. As principais intervenções se deram nos anos de 1979, 1990 e 2000, por conta de adequações às normas de desenvolvimento do automobilismo mundial. Sendo assim, desde a sua inauguração, a extensão original da pista, de 7.960 metros, sofreu algumas alterações. Em 1979, passou a ter 7.873 metros. Já em 1990, a reforma mais abrupta da história do circuito - que trouxe o Grande Prêmio de volta a São Paulo - fez com que a pista diminuísse seu comprimento em 3.548 metros, ficando com 4.325 metros. No ano de 2000, a pista foi adaptada para sua atual extensão de 4.309 metros[2]

Em 2007, o Grande Prêmio do Brasil registrou a segunda maior audiência entre os eventos esportivos transmitidos para a televisão. O primeiro colocado da pesquisa realizada pela consultoria Initiative Sports Future foi o Super Bowl, jogo final da Liga Nacional de Futebol Americano dos Estados Unidos, com 97 milhões de espectadores, seguido pelo Grande Prêmio do Brasil com 78 milhões de espectadores, 6 milhões a mais que a final da Liga dos Campeões da UEFA com 72 milhões. [3]

Em 2008, pela terceira vez na história e a primeira com um brasileiro, um piloto tem a oportunidade de decidir o título em casa. Felipe Massa guiou sua Ferrari rumo ao título que estava garantido até os segundos finais, quando o britânico Lewis Hamilton passou o alemão Timo Glock e assim se tornou o mais jovem campeão da categoria. Por nove vezes, o Grande Prêmio do Brasil foi vencido por um piloto brasileiro.

Em 2013, como já havia acontecido em 2006, o Grande Prêmio do Brasil foi eleito pela FIA como o melhor da temporada.[4]

Desde de 2014, o circuito de São Paulo passa por uma grande obra, orçada em R$ 160 milhões. A finalização da reforma está prevista para o dia 30 de setembro de 2016, e antecede por pouco a corrida da etapa na temporada do mesmo ano, no dia 13 de novembro.[5] Entre as inovações está o aumento do espaço entre as áreas de convivência e os boxes, para facilitar o trabalho dos mecânicos das escuderias, e o recapeamento de toda a pista e do pit lane (onde é realizado o pit stop).[6] Quando finalizado, a área do autódromo também contará com um novo centro de imprensa.[7]

Em 2014, o Grande Prêmio do Brasil movimentou R$ 260 milhões, sendo o evento anual com a maior receita turística na cidade de São Paulo.[8] Além disso, a taxa de ocupação nos hotéis da cidade foi de 95%. [9]

Em 2016, O Grande Prêmio do Brasil ficou sob risco de sair do circuito e a etapa apareceu com um asterisco no calendário provisório divulgado pela FIA, havendo assim a dúvida se o GP seria cancelado.[10] Isso pode ter acontecido devido ao prejuízo de R$ 98 milhões causado pela perda dos patrocinadores Petrobras e Shell.[11]Porém assim que o calendário oficial saiu a edição de 2017 estava confirmada e o Grande Prêmio do Brasil será realizado no dia 12 de novembro de 2017.[12]

Já para um futuro muito próximo, o Grande Prêmio do Brasil corre risco de não acontecer. Segundo Bernie Ecclestone,[13] o atual prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, não tem intenção de gastar dinheiro público para a realização do evento. Ainda segundo Ecclestone, João Dória e outras autoridades brasileiras não consideram a Fórmula 1 como prioridade, e Dória tem como objetivo vender Interlagos (local onde é realizado o Grande Prêmio do Brasil), tendo proposto a venda a Bernie Ecclestone. Este negou que irá comprar Interlagos, mas fez um prognóstico de que o Grande Prêmio do Brasil ocorrerá até 2020, de forma confirmada.

História[editar | editar código-fonte]

Anos 70, 80 e 90[editar | editar código-fonte]

O Grande Prêmio do Brasil foi realizado pela primeira vez em Interlagos, em 1972, embora ainda não fizesse parte da Fórmula 1. No ano seguinte, no entanto, a corrida foi incluída pela primeira vez ao calendário oficial. Em 1978, o Grande Prêmio do Brasil foi transferido para o Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, enquanto o Autódromo de Interlagos era modernizado e remodelado. Em 1990, o Grande Prêmio do Brasil voltou para Interlagos, onde permaneceu desde então.

Anos 2000[editar | editar código-fonte]

Em 2005, pela primeira vez, o GP decidiu o Campeonato Mundial de Fórmula 1, que teve a primeira conquista do espanhol Fernando Alonso. Na temporada de 2006, Alonso tornou-se bicampeão novamente em Interlagos. Felipe Massa foi o vencedor da corrida e quebrou um jejum de 13 anos sem vitórias brasileiras no GP do Brasil.[14] Em 2007 foi a vez do finlandês Kimi Raikkonen vencer o campeonato em Interlagos, ficando a frente do 2º e 3º colocados por apenas um ponto.[15] Em 2 de novembro de 2008, Felipe Massa tornou-se o mais recente vencedor brasilerio do GP, sua vitória na última corrida da temporada daquele ano.[16] Pilotando sua Ferrari, o brasileiro ficou perto de garantir o título da Fórmula 1 em 2008, porém, o britânico Lewis Hamilton, da McLaren, ultrapassou o alemão Timo Glock na última curva da prova e ficou com o título por apenas um ponto, em um dos finais de temporada mais emocionantes da história da categoria.[17] Em 2009, o inglês Jenson Button faturou o campeonato em São Paulo.

Anos 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2012 foi a vez do alemão Sebastian Vettel ficar com a taça no GP do Brasil e se tornar o mais jovem tricampeão da categoria.[18] O GP do Brasil de 2013 foi a última corrida do piloto australiano Mark Webber na fórmula 1, e como despedida da categoria, ele deu a volta de desaceleração sem o capacete.[19] No treino qualificatório do GP do Brasil de 2014 o piloto alemão Nico Rosberg quebrou o recorde da pole que já durava 10 anos e pertencia a Rubens Barrichello.[1]

Em 2015 o GP foi vencido por Nico Rosberg, nesse mesmo ano, a competição apresentou um aumento de público em relação ao ano de 2014. O número total de pessoas que foram ao evento, totaliza 136.410 pessoas[20]

No ano de 2016 o Grande Prêmio do Brasil recebeu o seu menor público dos últimos 4 anos, a organização contabilizou 128.100 pessoas, no período de sexta até domingo onde são realizados os treinos, as tomadas de tempo para a pole position, e o grande evento em si que é a corrida. O desfalque no público foi justificado pela perda de alguns patrocinadores e a ausência de um brasileiro em destaque na formula 1 e corre o risco de ficar de fora do calendário de corridas do ano de 2017. [21] Mesmo com público inferior ao das últimas edições, o Grande Prêmio do Brasil, trouxe fortes emoções para a pista do Autódromo de Interlagos, a chuva não deu trégua no dia e o safety car precisou entrar na pista cinco vezes. O vencedor do prêmio foi o britânico Lewis Hamilton, em segundo lugar ficou o alemão Nico Rosberg que levou a decisão do prêmio para o Grande Prêmio de Abu Dhabi e fechando o pódio com a terceira colocação o holandês Max Verstappen que teve uma ascensão incrível na pista de Interlagos, o holandês estava na 14ª posição a 15 voltas do fim da corrida. [22]

Ganhadores do GP do Brasil[editar | editar código-fonte]

Por ano[editar | editar código-fonte]

O fundo rosa indica que a prova não fez parte do campeonato mundial da Fórmula 1.

Ano Piloto Equipe Local Detalhes
2017 Alemanha Sebastian Vettel Ferrari Interlagos Detalhes
2016 Reino Unido Lewis Hamilton Mercedes Interlagos Detalhes
2015 Alemanha Nico Rosberg Mercedes Interlagos Detalhes
2014 Alemanha Nico Rosberg Mercedes Interlagos Detalhes
2013 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault Interlagos Detalhes
2012 Reino Unido Jenson Button McLaren-Mercedes Interlagos Detalhes
2011 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault Interlagos Detalhes
2010 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault Interlagos Detalhes
2009 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault Interlagos Detalhes
2008 Brasil Felipe Massa Ferrari Interlagos Detalhes
2007 Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari Interlagos Detalhes
2006 Brasil Felipe Massa Ferrari Interlagos Detalhes
2005 Colômbia Juan Pablo Montoya McLaren-Mercedes Interlagos Detalhes
2004 Colômbia Juan Pablo Montoya Williams-BMW Interlagos Detalhes
2003 Itália Giancarlo Fisichella Jordan-Ford Interlagos Detalhes
2002 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Interlagos Detalhes
2001 Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes Interlagos Detalhes
2000 Alemanha Michael Schumacher Ferrari Interlagos Detalhes
1999 Finlândia Mika Hakkinen McLaren-Mercedes Interlagos Detalhes
1998 Finlândia Mika Hakkinen McLaren-Mercedes Interlagos Detalhes
1997 Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault Interlagos Detalhes
1996 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault Interlagos Detalhes
1995 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Renault Interlagos Detalhes
1994 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Ford Interlagos Detalhes
1993 Brasil Ayrton Senna McLaren-Ford Interlagos Detalhes
1992 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault Interlagos Detalhes
1991 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda Interlagos Detalhes
1990 França Alain Prost Ferrari Interlagos Detalhes
1989 Reino Unido Nigel Mansell Ferrari Jacarepaguá Detalhes
1988 França Alain Prost McLaren-Honda Jacarepaguá Detalhes
1987 França Alain Prost McLaren-TAG Jacarepaguá Detalhes
1986 Brasil Nelson Piquet Williams-Honda Jacarepaguá Detalhes
1985 França Alain Prost McLaren-TAG Jacarepaguá Detalhes
1984 França Alain Prost McLaren-TAG Jacarepaguá Detalhes
1983 Brasil Nelson Piquet Brabham-BMW Jacarepaguá Detalhes
1982 França Alain Prost Renault Jacarepaguá Detalhes
1981 Argentina Carlos Reutemann Williams-Ford Jacarepaguá Detalhes
1980 França René Arnoux Renault Interlagos Detalhes
1979 França Jacques Laffite Ligier-Ford Interlagos Detalhes
1978 Argentina Carlos Reutemann Ferrari Jacarepaguá Detalhes
1977 Argentina Carlos Reutemann Ferrari Interlagos Detalhes
1976 Áustria Niki Lauda Ferrari Interlagos Detalhes
1975 Brasil José Carlos Pace Brabham-Ford Interlagos Detalhes
1974 Brasil Emerson Fittipaldi McLaren-Ford Interlagos Detalhes
1973 Brasil Emerson Fittipaldi Lotus-Ford Interlagos Detalhes
1972 Argentina Carlos Reutemann Brabham-Ford Interlagos Detalhes

Por pilotos, equipes e países que venceram1[editar | editar código-fonte]

↑1 (Última atualização: GP do Brasil de 2017)
Contabilizados somente os resultados válidos pelo Mundial de Fórmula 1

Recordes do Grande Prêmio do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Grande Prêmio do Brasil

Referências

  1. a b «Bottas consegue a pole com novo recorde de Interlagos». esporte.uol.com.br. 11 de novembro de 2017. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  2. «Coisas para saber sobre o Autódromo de Interlagos e a Fórmula 1». Autódromo de Interlagos. 13 de novembro de 2015. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  3. «GP Brasil 'foi 2º evento esportivo mais visto em 2007'». BBC.com em português. 7 de janeiro de 2008. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  4. Castilho de Andrade (7 de dezembro de 2013). «F1 GP Petrobras do Brasil: o melhor da temporada 2013.». GP Brasil de F1 
  5. «Interlagos abre portas e mostra andamento de reforma; veja fotos». Consultado em 15 de setembro de 2016 
  6. «Conheça Interlagos – Autódromo de Interlagos - Autódromo José Carlos Pace». Consultado em 15 de setembro de 2016 
  7. «Reforma de R$ 160 milhões em Interlagos agrada F-1, mas não leva nota 10». Consultado em 15 de setembro de 2016 
  8. «Fórmula 1 gera R$ 260 milhões para São Paulo.». São Paulo Turismo. 6 de outubro de 2014. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  9. Secretaria Executiva de Comunicação (9 de novembro de 2014). «GP do Brasil de Fórmula 1 reúne mais de 65.000 pessoas no Autódromo de Interlagos.». Prefeitura Municipal de São Paulo. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  10. GloboEsporte.com (28 de setembro de 2016). «FIA divulga calendário 2017 provisório com GP do Brasil sujeito a confirmação.». Globo.com. Consultado em 23 de abril de 2017 
  11. Da redação (12 de novembro de 2016). «GP do Brasil deve dar prejuízo de R$ 98 milhões.». Abril Mídia S.A. Consultado em 23 de abril de 2017 
  12. «Calendário de 2017 da F1 é divulgado com GP do Brasil confirmado.». Gazeta Esportiva. 30 de novembro de 2016. Consultado em 23 de abril de 2017 
  13. «Ecclestone nega que vá comprar Interlagos e diz que GP Brasil corre risco». Uol. 25 de abril de 2017. Consultado em 26 de abril de 2017 
  14. «Massa vence GP do Brasil, mas vê Alonso ser bicampeão». esporte.uol.com.br. 22 de outubro de 2006. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  15. «Dupla da McLaren se complica e Raikkonen é campeão». esportes.terra.com.br. 21 de outubro de 2007. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  16. «Fórmula 1 - NOTÍCIAS - Na última curva, Hamilton ganha o título e faz história no quintal de Massa». globoesporte.globo.com. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  17. «How the F1 title was won: Part three - CNN.com». edition.cnn.com. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  18. «Na chuva, Vettel controla Alonso e se torna o mais jovem tricampeão da F-1». globoesporte.globo.com. 25 de novembro de 2012. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  19. «Webber anda de F1 sem capacete e cai no pódio na despedida: "Foi uma boa forma de terminar a carreira"». grandepremio.uol.com.br. 24 de novembro de 2013. Consultado em 8 de novembro de 2014 
  20. «GP do Brasil tem aumento de público em comparação a edição de 2014». globoesporte.com 
  21. «F1: GP do Brasil tem menor público dos últimos quatro anos | VEJA.com». VEJA.com. 14 de novembro de 2016 
  22. «Hamilton vence caótico GP do Brasil, Nico é 2º e decisão vai para Abu Dhabi». globoesporte.com 
Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.