Ludmilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de MC Ludmilla)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre uma cantora de Funk. Para outras pessoas, veja Ludmila (desambiguação).
Ludmilla
Ludmilla se apresenta em cima de uma cama com seus dançarinos durante show no Rio de Janeiro em 2016.
Informação geral
Nome completo Ludmila Oliveira da Silva
Nascimento 24 de abril de 1995 (22 anos)
Local de nascimento Duque de Caxias[1] ou Rio de Janeiro,[2] RJ
País  Brasil
Gênero(s)
Ocupação(ões) Cantora, compositora e empresária
Instrumento(s) Vocal, violão
Extensão vocal Mezzo-soprano
Período em atividade 2012–presente
Gravadora(s) Warner Music
Influência(s) Beyoncé
Página oficial www.ludmillaoficial.com.br

Ludmila Oliveira da Silva[3] (Duque de Caxias[1] ou Rio de Janeiro,[2] 24 de abril de 1995), mais conhecida como Ludmilla e, anteriormente, como MC Beyoncé,[4] é uma cantora, compositora e empresária brasileira de funk melody e música pop que alcançou à fama em 2012 com a canção "Fala Mal de Mim".[5][6]

Em 2014 assinou contrato com a gravadora Warner Music para lançar seu primeiro álbum de estúdio, Hoje que foi lançado em 26 de agosto de 2014. "Sem Querer", "Hoje", "Te Ensinei Certin", "Não Quero Mais" e "24 Horas por Dia", foram lançados como singles de avanço.[7]

Biografia

Ludmilla nasceu em 24 de abril de 1995 filha de Silvana Oliveira que é quem atualmente cuida do seu dinheiro.[8] Algumas fontes apontam que ela nasceu em Duque de Caxias[1] e outras na cidade do Rio de Janeiro,[2] mas sabe-se que foi criada no subúrbio de Duque de Caxias.[2][9] Com oito anos, Ludmilla já soltava a voz cantando nos pagodes da família e parentes, junto com o grupo de pagode do padrasto, foi ali que a família percebeu que a cantora tinha talento. Seu antigo nome artístico era inspirado na cantora estadunidense Beyoncé.[10] [11]

Carreira

2012: Início e MC Beyoncé

Ludmilla ainda como MC Beyoncé num show em 2013

Ludmilla começou postando vídeos cantando no site YouTube, que não tinham muitas visualizações.[12] Até que um dia ela foi numa festa e uma pessoa que fazia as batidas falou que precisava de alguém que cantasse. Ela era a única da rua que cantava e sabia rimar na hora. Arriscou e todo mundo adorou.[13]

Os organizadores de festas começaram a chama-lá para cantar. O tio de Ludmilla levou-a para um cara que trabalhava com funk,[13] e foi quando, ela gravou a música "Fala Mal de Mim" em maio de 2012, conquistando mais de 15 milhões de visualizações no YouTube. Ficou famosa pela sua voz estridente e marcante, além das letras falando de mulheres invejosas e exaltando sua personalidade.[14] O vídeo-clipe oficial, publicado em outubro do mesmo ano, contabiliza mais de 4 milhões.[15] A faixa produzida por DJ Will 22 tem em sua introdução um sample do clássico gospel "Oh Happy Day", na versão do St. Francis Choir oriunda da trilha sonora do filme Mudança de Hábito 2, e precede o alerta da MC àqueles que a invejam, na letra cujo refrão diz: "Não olha pro lado, quem tá passando é o bonde/Se ficar de caozada, a porrada come".[16]

Desde então, a artista se apresentou como MC Beyoncé em casas de shows por todo o país e participado de programas de televisão, como Legendários da Rede Record, Esquenta![17] e Encontro com Fátima Bernardes[18] da Rede Globo, The Noite e De Frente com Gabi do SBT.[19]

2013: Troca de nome artístico

Em 2013, Ludmilla disse que foi ameaçada por seu empresário e anunciou o fim da carreira. A cantora gravou um vídeo dizendo: "Oi, gente, eu não estou aqui para dar boas notícias. Meu sonho sempre foi ter uma banda, dançarinos, tudo. Só que eu descobri que estava sendo muito roubada pelo meu empresário. Então eu não queria, na minha vida inteira, ficar naquela mesmice, eu queria banda, dançarinos, ser uma artista mesmo. E ele nunca quis investir em mim. Quando fui tentar andar com minhas próprias pernas, ele começou a ameaçar minha família, minha mãe, e até eu mesma de morte. Acabando com meu sonho. Então eu queria avisar pra vocês que eu não canto mais, que a MC Beyoncé acabou".[20]

Depois, a cantora gravou um segundo vídeo, dizendo que o vídeo anterior foi um mal-entendido e que e iria continuar na carreira.[21] Desde então, ela passou se chamar apenas MC Ludmilla, seu nome de batismo. O anúncio foi feito pela própria funkeira em seu Twitter no dia 6 de julho de 2013.[22]

A funkeira foi obrigada a mudar de nome devido ao rompimento do contrato com o seu empresário, MC Roba Cena, que se diz dono da marca "MC Beyoncé". Também mudou o nome pois o nome da cantora Beyoncé é muito forte no mercado. Ela teve que cumprir a agenda de shows até julho depois, passou a ser mais independente profissionalmente. Segundo seu ex-empresário, o rompimento foi amigável e motivado pelo fato de Ludmilla querer passar a lucrar sozinha com seus shows.[23]

2014-2015: Hoje

Em 2014, alterou seu nome artístico de MC Beyoncé para Ludmilla.[24] No dia 14 de janeiro de 2014, a canção "Sem Querer" foi liberada no iTunes como primeiro single de sua carreira sob seu nome verdadeiro.[25] O videoclipe oficial foi lançado um dia depois.[26] Ao lançar essa canção usou o nome MC Ludmilla. No início de 2014, após fazer sucesso como MC Beyoncé, Ludmilla recomeça carreira com novo visual e assina contrato com a Warner Music Brasil para lançar o seu primeiro álbum com a gravadora com uma pegada pop e totalmente repaginada, e retirou o "MC" do nome antes de lançar seu primeiro álbum com a gravadora.[27] Em entrevista à Rádio BEAT98, ela explicou que muita gente no mercado musical tem preconceito quando o artista chega com o “MC” no nome, mesmo se a música for boa.[28]

A nova fase incluiu um staff com 16 profissionais, entre banda, bailarinos, DJ, um técnico de som, além de dois personal stylist e duas assessoras, uma de imprensa e a outra da gravadora, além da mãe e do tio empresário.[29] Com o cachê triplicado e um número que chegava a trinta shows por mês.[30]

O primeiro álbum de estúdio de Ludmilla chamado Hoje foi lançado no dia 26 de agosto de 2014 pela gravadora Warner Music e teve as participações dos cantores Belo e Buchecha. No dia 20 de junho de 2014, Ludmilla lançou a música de mesmo título e seu respectivo clipe. No dia 4 de fevereiro de 2015, Ludmilla anunciou pelas suas redes sociais o lançamento do videoclipe do seu terceiro single "Te Ensinei Certin", composto por Jhama. O videoclipe teve estreia no dia 10 de fevereiro de 2015 no canal Multishow e logo após no Youtube. O vídeo possui a direção de João Woo e Rabu Gonzales. No dia 1 de junho de 2015 foi liberado o single "Não Quero Mais". O videoclipe dirigido por Rafael Rocha e Lucas Carneiro Neves e foi lançado no dia 13 de julho de 2015.[31][32] A versão do disco conta com a participação do cantor Belo, porém para o lançamento como single uma versão solo foi realizada. A canção "24 Horas por Dia" foi lançada em 15 de outubro de 2015 nas rádios brasileiras como o quinto single do disco. O videoclipe foi liberado no dia 18 de dezembro de 2015 no site YouTube, e foi dirigido por Felipe Sassi.[33]

Ludmilla em abril de 2016 durante um show

2016-presente: A Danada Sou Eu e parcerias

A previsão é que o próximo álbum de Ludmilla chegue ao mercado em maio de 2016. Esse será o seu segundo trabalho pela Warner Music Brasil.[34][35]

No dia 14 de janeiro foi lançanda a música "Não Me Toca" do cantor Zé Felipe com participação de Ludmilla. DJ Tubarão fez uma parceria com Ludmilla para lançar seu primeiro single oficial em todo o Brasil, "Sem Noção".[36] Ludmilla colaborou com o cantor Biel para juntos lançarem a música "Melhor Assim". Em 17 de junho de 2016[37] lançou o single "Bom" tornando o primeiro single de seu segundo álbum de estúdio, A Danada Sou Eu.[38]

Características musicais

Estilo musical e voz

A cantora Beyoncé foi a maior influência pra Ludmilla.

O gênero musical de Ludmilla é classificado como música pop e funk melody.[39] Algumas canções como "Não Quero Mais" apresentam outros gêneros e influências, como o R&B. A voz de Ludmilla é classificada como Meio-Soprano, cuja extensão vocal abrange 2,1 oitavas. Agilidade vocal é o ponto forte de seu canto, mesmo com pouco treinamento aparente, Ludmilla consegue executar melismas de dificuldade considerável em andamentos rápidos, demonstrando o potencial de seu pequeno e delicado instrumento de canto; sua prévia aptidão ao registro misto também não fica de fora. Ludmilla não demonstra ter um primoroso conhecimento a respeito da conciliação do apoio com a respiração, fazendo com que suas notas agudas em registro misto tornem-se tensas e menos salubres, mesmo tendo facilidade com esta região de sua voz. A forma com que Ludmilla articula também torna o fluxo de ar menos fluido, fazendo com que seu fraseado torne-se menos claro e preciso.[40][41][42]

Influências

"Eu vim de onde ela veio, ela também não era ninguém, bateram muito a porta na cara dela, então ela lutou pra caramba e isso me deu muita força e inspiração pra ir atrás dos meu sonhos também".

— Ludmilla sobre Beyoncé, sua maior influência.[43]

Ludmilla cita como sua maior influência a cantora, compositora e atriz norte-americana Beyoncé, um dos grandes nomes da música mundial, em uma entrevista para o programa de televisão dominical brasileiro Domingo Espetacular da Rede Record.[44] Ludmilla diz que num certo dia foi a uma feira e enquanto seus pais estavam comendo pasteis ela estava olhando um DVD da cantora e ficou admirada pela coreografia e a bela voz, desde então Beyoncé virou quase uma obsessão na vida da cantora, a fixação pela popstar tirava a mãe Silvana do sério.[45] Ludmilla a homenageou ao escolher seu primeiro nome artístico nomeado MC Beyoncé.[46]

Controvérsias

Racismo

Na tarde de 23 de maio de 2016, a cantora se dirigiu até a Delegacia de Repressão Contra Crimes de Informática (DRCI) para registrar ocorrência contra um homem que teria feito comentários racistas sobre ela em uma rede social.[47] No dia seguinte o suspeito foi convidado a depor e confessou o crime de cometer ofensas raciais na Internet contra a cantora Ludmilla. O delegado titular da DRCI indiciou o autor pelo crime de injúria preconceituosa, com a pena aumentada devido ao crime ser cometido pela internet.[48]

Discografia

Ver artigo principal: Discografia de Ludmilla

Álbuns de estúdio

Extended plays (EPs)

Filmografia

Televisão
Ano Título Personagem Notas
2015 Babilônia Ela mesma Episódio: "19 de março de 2015"
2015 Alto Astral Ela mesma Episódio: "4 de maio de 2015"
2015 Lucky Ladies Mentora especial Episódio: "O Show" (Temporada 1, episódio 3)
Episódio: "A Reconciliação" (Temporada 1, episódio 4)
2015 #PartiuShopping Ela mesma Episódio: "Um Bonde Chamado Ostentação" (Temporada 1, episódio 13)
2015 I Love Paraisópolis Ela mesma Episódio: "5 de outubro de 2015"
2015 Vai que Cola Tiziane Ribeiro / Toinha Episódio: "A Herdeira" (Temporada 3, episódio 17)
2015 Hora do Faro Apresentadora especial Episódio: "18 de outubro de 2015"[49]
2016 The Ride MTV Apresentadora especial Episódio: "Fifth Harmony" (Temporada 1, episódio 15)[50]
2016 Truque VIP Participante Temporada 2[51]
2016 Mister Brau Rosinha Episódio: "O Aniversário de Michele" (Temporada 2, episódio 7)[52]
2016 X Factor Mentora assistente Temporada 1[53]

Prêmios e indicações

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2014 Radio Music Awards Brasil Revelação Ludmilla Venceu [54][55]
Melhor Álbum Hoje Indicado
Melhor Música "Hoje"
Melhor Videoclipe
Retrospetiva UOL Melhor Álbum Hoje [56][57]
Caldeirão de Ouro As 10+ do Ano "Hoje" 9º Lugar
2015 Troféu Internet Melhor Cantora Ludmilla Indicado [58][59]
Prêmio Multishow Música Chiclete [60][61]
MTV Europe Music Awards Melhor Artista Brasileiro
Meus Prêmios Nick Revelação Musical
Caldeirão de Ouro As 10+ do Ano "Não Quero Mais" 8º Lugar
Radio Music Awards Brasil Melhor Cantora Ludmilla Indicado [62][63]
Melhor Música "Te Ensinei Certin"
Melhor Coreografia Venceu
Melhores do Ano Música do Ano "Hoje"
Melhores do Ano da FM O Dia Melhor Música "Te Ensinei Certin" Indicado
Melhores do Ano da FM O Dia Melhor Artista Ludmilla
2016 Troféu Internet Melhor Cantora [64][65]
Kids Choice Awards Artista Brasileiro Favorito
Prêmio Febre Teen Melhor clipe nacional do ano 24 Horas por Dia Pendente [66][67]
Prêmio Geração Glamour Cantora do ano Ludmilla Venceu [68]
Prêmio Multishow Melhor Cantora Ludmilla Indicado

Turnês

Referências

  1. a b c Pure People. «Biografia». Consultado em 13 de agosto de 2016 
  2. a b c d «Entrevista à Marília Gabriela». SBT. 10 de julho de 2014. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  3. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  4. «MC Beyoncé volta atrás e diz que vai continuar a cantar funk». Extra (BRA). 15 de abril de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  5. «Entrevista com Ludmilla». Mixme. 6 de julho de 2013. Consultado em 24 de janeiro de 2015 
  6. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  7. «Entrevistamos Ludmilla: "Quero conquistar o mundo" | POP». O Portal de Opinião com Boas Ideias e Cultura - POP. Consultado em 21 de fevereiro de 2016 
  8. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  9. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  10. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  11. «Reportagem e entrevista ao jornal O Globo». O Globo. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  12. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  13. a b «Entrevistamos Ludmilla: "Quero conquistar o mundo" | POP». O Portal de Opinião com Boas Ideias e Cultura - POP. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  14. «Ludmilla». Música.com. Consultado em 10 de janeiro de 2016 
  15. «Ludmilla contabiliza mais de 4 milhões». Rede Globo. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  16. «MC Byana e MC Beyoncé participam do programa». R7. 10 de junho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  17. «Registro da participação no Esquenta! no site da emissora». Rede Globo. 23 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  18. Registro da participação no Encontro com Fátima Bernardes no site da emissora
  19. «Entrevista à Marília Gabriela». SBT. 23 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  20. «MC Beyoncé diz que foi ameaçada por empresário e anuncia fim da carreira». Rede Globo. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  21. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  22. «MC Beyoncé diz que foi ameaçada por empresário e anuncia fim da carreira». Rede Globo. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  23. «MC Beyoncé diz que foi ameaçada por empresário e anuncia fim da carreira». Rede Globo. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  24. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  25. «Mc Ludmilla (ex-Beyoncé) volta à cena com o clipe». musica.uol.com.br. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  26. «MC Ludmilla, ex-MC Beyoncé, lança clipe de "Sem Querer"». Oba Oba. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  27. «LUDMILLA TIRA MC DO NOME E VIRA CIENTISTA NO CLIPE DE 'HOJE'». riosampa.com.br (BRA). 15 de julho de 2014. Consultado em 28 de agosto de 2014 
  28. «Ludmilla tira MC do nome e vira cientista no clipe de 'hoje' - Riosampa - A cada noite uma nova opção». Rio Sampa. 20 de outubro de 2013. Consultado em 24 de janeiro de 2015 
  29. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  30. «Ludmilla estreia fase repaginada, fala de comparações com Anitta, e revela que também já operou o nariz: 'Era de batata'». Rede Globo. 20 de outubro de 2013. Consultado em 24 de janeiro de 2015 
  31. «#LUDline: Conversamos com os diretores de "Não Quero Mais", novo clipe da Ludmilla». Portal POPline. 13 de julho de 2015. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  32. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  33. «Elástica | Você vai ficar falando e pensando 24 horas por dia no novo clipe da Ludmilla». Elástica. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  34. «Novo álbum de Ludmilla em maio de 2016». Jovem Pan FM. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  35. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  36. «pontopop». pontopop. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  37. «Bom - Single de Ludmilla no iTunes». iTunes. Consultado em 20 de junho de 2016 
  38. «Ludmilla lança nova música inédita "Bom" - Música - R7 Som 13». entretenimento.r7.com. Consultado em 20 de junho de 2016 
  39. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  40. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  41. «Vocal Pop - Raio X | Facebook». pt-br.facebook.com. Consultado em 1 de fevereiro de 2016 
  42. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  43. «Conheça a história da cantora Ludmilla, a nova sensação da música pop». Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  44. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  45. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  46. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  47. «'Machuca de verdade', diz Ludmilla sobre comentários racistas na web». Rio de Janeiro. 23 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2016 
  48. «'Machuca de verdade', diz Ludmilla sobre comentários racistas na web». Rio de Janeiro. 23 de maio de 2016. Consultado em 25 de maio de 2016 
  49. «Rodrigo Faro ganha homenagem de aniversário e Wanessa e Ludmilla apresentam a Hora do Faro, neste domingo». Record Rio. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  50. «As garotas do 'Fifth Harmony' são as próximas estrelas de The Ride, da MTV». Não Perde Não. 25 de maio de 2013. Consultado em 24 de outubro de 2014 
  51. «Ludmilla participará de concurso de mágica no "Domingão do Faustão"». Popline. Consultado em 20 de abril de 2016 
  52. «O Aniversário de Michele | Mister Brau | gshow». gshow. Consultado em 24 de maio de 2016 
  53. «Tiago Iorc, Ludmilla e Fernanda Abreu participam do "X Factor Brasil"». Popline. Consultado em 3 de outubro de 2016 
  54. «Radio Music Awards Brasil: Arquivo de 1997 a 2014». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  55. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  56. Aloizio Júnior (06 de abril de 2015). «Retrospectiva 2014: Melhores discos do ano». UOL. Consultado em 06 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  57. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  58. «Rodrigo Faro estará no "Troféu Imprensa" novamente». TV Foco. 06 de abril de 2015. Consultado em 06 de abril de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  59. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  60. «Veja os vencedores do Prêmio Multishow 2015». Multishow. Globo.com. 1 de setembro de 2015. Consultado em 03 de setembro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  61. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  62. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  63. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  64. «Ludmilla - Músicas». SBT. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  65. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  66. «Vote Aqui! – Música – Prêmio Febre Teen». premiofebreteen.com.br. Consultado em 5 de fevereiro de 2016 
  67. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 
  68. «Ludmilla é a cantora do prêmio Geração Glamour». Glamour. Consultado em 24 de maio de 2016 
  69. «Após procedimentos estéticos, MC Ludmilla faz primeiro show de turnê». Globo. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  70. «Perdeu! MC Beyoncé não pode mais usar nome artístico». R7. 6 de julho de 2013. Consultado em 8 de outubro de 2014 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons